Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

OFICINA DE ASTRONOMIA: 1º Encontro

Em uma viagem pela história da Astronomia vamos discutir sobre como é o trabalho dos astrônomos, equipamentos observacionais e sobre escalas e dimensões astronômicas. Por: Angel Honorato; Monikeli Wippel da Silva; Ramissés Feld Santos. (PIBID-UTFPR)
by

Angel Honorato

on 28 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of OFICINA DE ASTRONOMIA: 1º Encontro

Por que estudar Astronomia?
Astrônomos
•O Dia-a-dia do Astrônomo
•Matemática, Física, Informática...
Observatório de La Silla, em Santiago- Chile
Sede do ESO em Garching, Alemanha
Os Instrumentos de Trabalho do Astrônomo:
•Telescópios
•Computadores
Giant Magellan Telescope (GMT) - Estados Unidos - 24.5 metros - Previsão: 2018
Telescópios são instrumento que permitem estender a capacidade dos olhos humanos de observar e mensurar objetos longínquos.
Em geral, a função de um telescópio é coletar e concentrar em um feixe a radiação vinda de uma determinada área do céu. No caso dos telescópios ópticos, o objetivo é coletar a luz visível, e lentes e espelhos são usados para direcionar o caminho dos raios, concentrando-os em um ponto, o que faz com que eles sejam visíveis.
Hubble
Telescópios newtonianos no Observatório Perkins, Ohio.
Complexo do VLT é formado por quatro telescópios
Telescópio Gemini Sul, localizado no Chile - projeto tem participação do Brasil
Radiotelescópio de 26 metros no Observatório Mount Pleasant, Austrália.
Referências
COMINS, Neil. F; KAUFMANN III, William J. Descobrindo o Universo. 8ª Ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.
http://astro.if.ufrgs.br/index.htm
http://www.inovacaotecnologica.com.br/index.php
www.astro.ucla.edu
http://grin.hq.nasa.gov
http://www.nasa.gov/
Medida do Raio da Terra
• Parsec (pc): 206265 U.A.=3,26 a.l.
• Kiloparsec =1.000 pc
• Megaparsec =1.000.000 pc
PARSEC
UNIDADE ASTRONÔMICA
Como medir as distâncias dos astros no céu?
Magnitude que teria uma estrela se fosse colocada a uma distância padrão de referência de 10 pc, o que exprimiria seu brilho absoluto.
Magnitude Absoluta
Magnitude de um astro obtida através da observação, independentemente de seu fluxo radiante intrínseco. Exprime o brilho aparente.
Magnitude Aparente
Medidas de Diâmetros Angulares de Objetos Celestes
Determinação de Distâncias:Paralaxe
Distância que a luz viaja em um ano:

365,25 dias/ano
x 24 horas/dia
x 3600s/dia
x 300.000 km/s
= 9,5x1012 km
= 9.5x1015 m
ANO-LUZ
Escala atual: extensão da escala de Hipparchus
– valores negativos correspondem a estrelas mais brilhantes
Classificação de Hipparchus
(Hipparchus – 190 a 120 BC)
Escala de magnitudes: determinada de maneira a concordar com a antiga escala de grandezas.
Caracteriza o brilho de um astro e substitui a noção de grandeza dos antigos astrônomos.
MAGNITUDE
www.diomedes.com/vialactbraz.jp
http://universe-review.ca/option2.htm
www.enterprisemission.com
http://antwrp.gsfc.nasa.gov/apod/ap010428.html
http://cienciahoje.uol.com.br/view/2004
www.astro.iag.usp.br
2,3 milhões de anos-luz
100 mil anos-luz
4,3 anos-luz
11 horas-luz
8,3 minutos-luz
1,3 segundos-luz
Distâncias de alguns objetos astronômicos
Traz avanços ao conhecimento
Instiga a perpetuar a sobrevivência humana
Investiga a origem da vida
Estreita a nossa relação com o Universo
Inspira respeito à natureza e aos nossos limites
Faz com que a tecnologia avance
Permite um exercício mais pleno da cidadania
Desperta a sensibilidade entre as pessoas
Um pouco de História da Astronomia...
Foi na pré-história que surgiu a Astronomia.
stellarium
Os povos antigos dividiram o céu em constelações à sua maneira. Até hoje é a maneira grega de ver o céu que predomina.
5 planetas visíveis a olho nu: Mercúrio, Vênus, Marte, Saturno e Júpiter.
Eratóstenes de Cirene, observando diferenças na inclinação dos raios solares em duas cidades diferentes do Egito, calculou com razoável precisão a circunferência da Terra.
A Terra é o centro do Universo ou não? A ideia geocentrista perdurou por toda a Idade Média. Nicolau Copérnico publicou sua teoria heliocêntrica em 1543, afirmando que o heliocentrismo é uma forma mais simples de entender o Universo.
Em 1609, Galileu Galilei conhece o telescópio, e logo o aperfeiçoa, apontando para Júpiter e descobrindo suas quatro maiores luas.
Johannes Kepler, em 1619, apresenta suas três leis sobre movimentos dos planetas.
Isaac Newton foi o primeiro a perceber que a Física da Terra e a Física dos Céus eram a mesma Física, formulando a Lei da Gravitação Universal.
Em 1929, Edwin Hubble descobre que certas “nebulosas” na verdade seriam galáxias distantes.
Em 1965, descobre-se a radiação cósmica de fundo, uma evidência fundamental que a teoria do Big Bang, proposta pelo padre Lemaître , com base na teoria da relatividade geral de Einstein e estudos de Hubble feitos mais de 30 anos antes.
Mas a história da Astronomia não está encerrada. Pequenos problemas tornaram-se grandes demais para serem despercebidos:


Por que a periferia das Galáxias move-se com uma velocidade muito maior do que a prevista?


Por que as galáxias parecem estar se afastando uma das outras cada vez mais rápido?
Em uma tentativa de explicação do primeiro item, surgiu o conceito de Matéria Escura.




Na tentativa de explicação do segundo item, surgiu a noção de Energia Escura.
Full transcript