Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Grupo Gerdau

No description
by

Aline Perdomo

on 15 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Grupo Gerdau

Projetos e Iniciativas Paralelas
Todas as usinas Gerdau adotam um Sistema de Gestão Ambiental elaborada de acordo com a norma ISSO 14001 (norma internacionalmente reconhecida que define o que deve ser feito para estabelecer um SGA efetivo).
Influência na Elaboração da Política Externa
Siderurgias antes da Privatização
Se inicia com a criação de um parque siderúrgico para a produção interna e exportação comercial.
Atuação da Gerdau no exterior
O processo de internacionalização se dá em
duas principais áreas:
Administrativa: vê o processo de
internacionalização em uma lógica gradual e
evolutiva
Econômica: analisa que o processo de internacionalização tem de estar associado à uma lógica de custo/benefício.
Trajetória da Gerdau
1869 - Johann Heinrich Kaspar Gerdau (João Gerdau) veio de Portugal para a colônia de Santo ângelo/RS e mudou-se para Porto Alegre alguns anos depois.
Grupo Gerdau
Etapas da Privatização
1988 - Plano de Saneamento do Sistema Siderbrás, pela qual realizaram-se privatizações de menor porte, como as da Cosim, da Cimetal, da Cofavi e da Usiba, absorvidas mais tarde pelos Grupos Gerdau e Villares.
Nas Relações Internacionais o processo de internacionalização empresarial é visto em uma lógica, no caso brasileiro, de subsídio do Estado à empresa para que a mesma atue em outro país.
A Política adotada pela Gerdau tem como base a busca por incentivos fiscais Federais, Estaduais e Municipais para que possam se instalar ou mantiver em uma determinada região, o que gera muitas críticas.
Componentes do grupo:
Aline Perdomo Soutelo
Amanda Lima
John Lennon Garcia
Matheus Vieira
Mateus Cari
Nicole Figueiredo
Thais Alessandra

1901 - Adquirida a fábrica de pregos Pontas de Paris. Após a compra, João Gerdau falece e os negócios da família são administrados pelo seu filho, Hugo Gerdau.
1933 - Criada a filial em Passo Fundo/RS
1946 - Curt Johannpeter, genro de Hugo Gerdau, assume a empresa e expande os negócios. Compra da Siderúrgica Riograndense logo depois.
Atualmente, Jorge Gerdau (Presidente da Gerdau no Brasil) é o chefe dos trabalhos da Câmara de Gestão e Planejamento do atual Governo Dilma.
1966 - o Brasil já era o maior produtor de aço da América Latina.
Em 1973 é criada a Siderbrás, uma holding estatal para controle e coordenação da produção siderúrgica.
Década de 80 - Crise econômica, o que causou a queda na demanda de aço, nos investimentos e na qualidade em um momento em a globalização se espalhava pelo planeta.
Entre 1991 e 1993, com o Programa Nacional de Desestatização (PND), quando todas as indústrias siderúrgicas restantes foram privatizadas.
Benefícios da Privatização
Fim modelo de importações com reserva de mercado (gerava incovenientes nos preços e na qualidade para os consumidores)
Abertura da economia e redução do controle de preços pelo Estado.
Melhorias nas áreas da administração, financeira e tecnológica
Fortalecimento das empresas como grupos comerciais
Maior investimento no exterior e novas parcerias
Redução de custos e aumento na produtividade
Maior investimento em tecnologia e meio ambiente
O processo de internacionalização da Gerdau não segue a linha da Teoria Upssala de evolução de empresas, no qual estas deve passar por estágios definidos.
Com esta ação, o Estado visa ganhos políticos e econômicos, como uma estratégia de política externa para adquirir lucro através da empresa e certo poder de influência no outro país.
Além do incentivo pela busca por competitividade internacional causada pela privatização das siderúrgicas, um dos maiores incentivadores para a abertura da economia para o mercado externo foi a criação do MERCOSUL, que facilitou a relação com os
países vizinhos.
As atividades do Grupo Gerdau se desenvolvem
nos seguintes países: Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Uruguai, México, Bolívia, , Honduras, Guatemala, República Dominicana, Venezuela, Estados Unidos, Canadá, Espanha e, mais atualmente, Índia.
A capacidade instalada é de 24,8 milhões de toneladas de aço por ano e fornece o produto para os setores da construção civil, indústria e agropecuária.
Nos 27 estados brasileiros, a empresa tem pelo menos uma unidade de comércio Gerdau, totalizando 82 filiais.
Para atender a demanda de construção civil, a Gerdau ampliou sua produção em 2011 e ao longo do
ano, forneceu material para construção dos
estádios para copa em 2014.
Influência na Elaboração da Política Externa
Na década de 80, a internacionalização
das empresas não era significativa, isto é,
somente a partir do MERCOSUL (1994) que o contexto
se torna favorável para a internacionalização usando como premissa maior a integração regional.
Nota-se que o maior desafio é a política denominada “novo-desenvolvimentismo” significa que o Estado tenta relacionar de modo claro a internacionalização das empresas aos objetivos dele e propõe uma
combinação entre Estado e mercado.
Exemplos de incentivos ou políticas fiscais concedidos à Gerdau ao longo dos anos:
1981: apoio do governo do estado do Ceará para a construção da siderúrgica Maracanaú.
Fevereiro de 2005: incentivos fiscais do governo do Piauí para uma unidade que estava expandindo
sua atuação no estado.

Março de 2003: protocolo de
intenções com duração até 2007
assinado entre governo da Bahia e grupo
Gerdau para viabilizar modernização e a ampliação
da Usiba.
Março de 2005: concessões do governo do Rio Grande
do Sul para o grupo Gerdau que chegaria a R$ 1 bilhão.
Em 1998: incentivos no valor de R$ 12,5 milhões do
governo do estado do Rio Grande do Sul.
Em 1998: incentivos fiscais para a implantação da Nova Siderúrgica Aços Especiais do Grupo Gerdau, no Rio de
Janeiro.
Em 2004: nova usina da Gerdau teria recebido cerca
de R$ 1 bilhão para a ampliação da produção da
Cosigua, no Rio de Janeiro. O incentivo viria de
incentivos fiscais e financeiros do Fundo de
Desenvolvimento Econômico e
Social (Fundes).

As empresas podem ser usadas para
exercer pressão econômica com finalidade
política, usando relações transnacionais como
estratégias.
Encontram-se controvérsias na atuação política externa brasileira, pois, o Brasil contrasta-se com seu discurso de uma governança sem hegemonia, mas estabelece a dependência indireta através dos financiamentos, demonstrando assim, que a quebra ou o não firmamento de acordos com o Brasil poderá ter um alto custo político para aqueles Estados.
o Brasil tem usado a internacionalização das corporações como um agente diplomático, que
tem como objetivo defender os interesses
nacionais de desenvolvimento.
Conclusão
Quando a Gerdau encontrou-se impossibilitada de expandir seu mercado internamente devido a uma diretriz do Estado brasileiro de evitar o monopólio privado em âmbito interno, ela começa seu processo de internacionalização no Uruguai na década de 80.
Incentivo do Estado nesta internacionalização, uma vez que este tem muito a ganhar economica e politicamente, aumentando sua influência branda entre os países, principalmente na América Latina.
A Gerdau tem como missão gerar valores para seus clientes, acionistas, equipes e sociedade, atuando na indústria de forma sustentável, com a visão de ser global e referencia nos negócios em que atua.
Os produtos Gerdau possuem um selo ecológico emitido pelo instituto Falcão Bauer da Qualidade, visando comprovar e garantir a sustentabilidade dos produtos.
Criação de uma Reserva Particular do
Patrimônio Natural de 1.247 hectares
na Serra de Ouro Branco (MG).
Projetos Ambientais
Centro de Educação Ambiental em Araçariguama (SP) e região
Projeto Germinar, nas cidades Ouro Branco, Congonhas, Conselheiro Lafaiete e Ouro Preto (MG)
Projeto Jardim Didático, em Porto Alegre (RS)
Projeto Nossa Terra, em Barão de Cocais (MG) entre 4 de novembro e 3 de dezembro de 2008
Projeto Sustentabilidade Junior Achievement, de abrangência nacional
Full transcript