Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Relevância da Variável Escolaridade

No description
by

Natália Ribeiro

on 9 July 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Relevância da Variável Escolaridade

Relevância da Variável Escolaridade
Distinções Operacionais
PRIMEIRA: FORMA DE PRESTÍGIO SOCIAL E FORMA RELATIVAMENTE NEUTRA

Uma pessoa que se encontra num patamar mais alto social e/ou econômico será naturalmente mais cobrada a empregar o discurso padrão na maior parte do tempo, consequentemente também será julgada mais rigorosamente quando desviar desta forma. Em contraste, para pessoas que não atendem a tais critérios existe uma tolerância muito maior quando o indivíduo usar uma variação não prestigiada.
Introdução
A escola atua como um fator influenciador na aquisição da lingua do sujeito, uma vez que, é nela que somos expostos à forma padrão da língua, forma essa, que é tomada como a única correta.

A escola desempenha um papel importante na vida de cada aluno, devido à sua função de despertar a motivação e vontade do indivíduo em aprender aquele determinado conteúdo ou inibí-las.

SEGUNDA: ESTIGMA SOCIAL

A sociedade tende a estigmatizar o modo de comunicação das pessoas desprovidas de prestígio econômico e social, sendo interpretado como inferior. No âmbito escolar, os alunos são instruídos a abandonar sua identidade linguística e cultural e a adotar a forma normativa. Os livros de gramática codificam e exemplificam os vícios de linguagem mais comuns para que os alunos os identifiquem na sua fala com o intuito de eliminá-los, contando com a ajuda de reforços repetitivos do professor.
TERCEIRA: FENÔMENOS CONTROLADOS PELA ESCOLA

Esta teoria discorre acerca da importância que a escola dá em abolir alguns fenômenos linguísticos e não outros, estabelecendo um grau de agravância entre eles. Algumas variações são consideradas inaceitáveis tanto na fala quanto na escrita do aluno, e portanto o seu uso acarreta em punição enquanto outras passam despercebidas .
QUARTA: FENÔMENOS CONTROLADOS POR FATORES GRAMATICAIS CONTRA FATORES ASSOCIADOS A FENÔMENOS DISCURSIVOS.

O campo da gramática é a área mais privilegida na língua tanto no ensino quanto na pesquisa. Logo, nas escolas o foco de estudo são os conteúdos gramaticais, enquanto os demais elementos que compõem o texto , como coerência e coesão, não são apresentados com tanta ênfase.
O ensino da gramática pode caracterizar-se como prescritivo, descritivo ou produtivo.

- O ensino prescritivo: Está divido entre as tarefas de aquisição das formas de prestígio e as tarefas de erradicação das formas sem prestígio, com enfase para as estigmatizadas

- O ensino descritivo: Define como boas as formas de prestígio e as descreve com detalhe e circunstância, deixando no limbo as características estruturais das formas a serem evitadas.

- O ensino produtivo: Supõe a aquisição de novos hábitos linguísticos, a incorporação de novos modos de dizer e escrever, sempre com ênfase nos modos prestigiados de comunicação.
Tipos de ensino da gramática
Full transcript