Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Níveis de análise linguística + Conceitos de Gramática

No description
by

Wilka Soares

on 2 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Níveis de análise linguística + Conceitos de Gramática

Dupla articulação + Conceitos de Gramática
Dupla articulação
linguagem humana é articulada
um dos principais aspectos que diferencia da comunicação dos animais
constituídos de membros ou partes
Conceitos de gramática
Como se dá essa combinação? Arbitrário? Restrições? Arbitrárias ou impostas pela comunidade? Refletem o funcionamento natural da mente humana? É universal?
Gramática tradicional
Normativa ou gramática escolar
Criticada por ter uma visão preconceituosa do uso da linguagem e não fornecer uma teoria adequada para descrever o funcionamento gramatical das línguas.
Grécia antiga: Platão. Palavras: criações arbitrárias do ser humano? "lápis"?
Relação linguagem e lógica: Aristóteles. linguagem = Organização interna do pensamento humano. Representação de um mundo já pronto.
Desejo de unificação linguística = razão do caráter normativo.
Gramática histórico-comparativa
Proposta: comparar elementos gramaticais de línguas de origem comum a fim de detectar a estrutura da língua original da qual elas se desenvolveram.
Observar grau de regularidade e sistematicidade dos elementos gramaticais e correspondência fonética.
Influência do positivismo: Ênfase na experimentação em oposição à especulação
Ideia de mudança degenerativa; que depois desaparece.
Mário Eduardo Martelotta
elementos (morfemas):
+radicais
+afixos (sufixos, prefixos)
+vogais temáticas
+desinências (gênero, número
dão alguma informação acerca do sentido ou da estrutura gramatical
menor unidade significativa da estrutura gramatical de uma língua
Nível Sintático: Superior: Período. Intermediário= Frase. Inferior = Sintagma.
Nível Morfológico: Superior: Palavra. Inferior: Morfema.
Fonológico: Superior: Sílaba. Inferior: Fonema.
alg – um – tempo – hesit – ei – se – dev – ia – abr – ir – est -a – s – mem – ória – s
Dupla articulação
dois tipos diferentes de unidades mínimas
+morfemas (1ª articulação): significativa. carrega info semântica ou gramatical.
+fonemas (2ª articulação): não significativa. possui função distintiva.
a – l – g – um – t – em – p – o – he – s – i – t -e – i – s – e – d – e – v – i – a – a – b – r – i – r – e – s – t – a – s – m – e – m – ó – r – i – a -s – p – e – l – o – p – r – in – c – í – p – i -o – o -u – p – e – l – o – f – im
Economia da articulação:
processo de combinação das partes economiza vocábulos. (ex. cavalo/égua= não econômico. cantor/cantora = econômico.
a) O aluno entregou o trabalho.
b) O trabalho o aluno entregou.
c)Entregou o aluno o trabalho?
d) *Aluno o entregou trabalho o.
Gramática: o conjunto de interpretações e descrições acerca do funcionamento da língua.

não confundir com: conjunto e natureza dos elementos que compõem a língua (outro conceito de gramática)

Sentido que iremos trabalhar: modelos teóricos criados pelos cientistas a fim de explicar o funcionamento da língua.
Gramática tradicional
Gramática histórico-comparativa
Gramática gerativa
Gramática estrutural
Gramática cognitivo-funcional
Descoberta do Sânscrito, falada da Índia, parecida com línguas da Europa.
Lei de Grimm: registro de uma mutação ocorrida nas consoantes oclusivas em um ponto de evolução das línguas germânicas. = hipótese de existência do "indo-europeu primitvo".
Pãter (latim), patër (grego), father (inglês)
Pës (latim), podos (grego), foot (inglês)
Teoria darwiniana e linguística: as línguas nascem, reproduzem (deixam filhas), envelhecem e morrem.
Neogramáticos: visão de mudança uniformitária, circular. Faziam analogias. ex.
stëlla -> estrela. r de "astro".
forestis -> floresta. l de "flor".
Tese do relativismo linguístico: cada língua reflete sua própria história. Não universal. Com exceção de aspectos muito gerais, como: ser articulada, arbitrária e apresentar variabilidade e possibilidade de mudança.
Abordagem histórica do funcionamento gramatical das línguas.
Concluindo, a gramática histórico-comparativa
Gramática estrutural
Saussure: Curso de Linguística Geral.
Tendência de descrever a estrutura gramatical das línguas. Língua = sistema autônomo (elementos não estão isolados, é um conjunto solidário).
Langue X Parole: Parole é retirada do campo de interesse da ciência, pois é individual, assistemático e ilimitado.
hipótese Sapir-Whorf: cada língua possui uma maneira de interpretar a realidade, é um guia para atividade mental.
Esquimó: várias palavras para "neve". Africanos: "verde" e "azul" = uma só palavra.
Método indutivo: conclusões são consequentes da análise dos dados. apenas o que pode ser comprovado é admitido como verdade. Passos:
-observação e registro dos fatos linguísticos;
-análise e classificação desses fatos;
-elaboração indutiva de uma generalização a partir dos dados;
-verificação adicional dessas generalizações.
Problema do método indutivo: a criação de verdades universais não pode ser válida por ser parcial.
Ex:
O ferro, o cobre e o zinco conduzem eletricidade.
O ferro, o cobre e o zinco são metais.
Logo, metal conduz eletricidade
*Caráter descritivo, não universalista
Gramática gerativa
Norte-americano: Noam Chomsky
Analisa a estrutura gramatical das línguas, vendo-a como o reflexo de um modelo formal de linguagem preexistente às línguas naturais
Linguagem = reflexo de um conjunto de princípios inatos e universais referente à estrutura gramatical das línguas. Possui dados universais que impõem um limite na variação entre as línguas.
Princípio da modularidade da mente e Inatismo (faculdade da linguagem)
Competência X desempenho -> deixa de lado "desempenho".
Razão é a fonte do conhecimento: existem ideias inatas
Método dedutivo: Partem de hipóteses estabelecidas e vão aos dados confirmar ou não essas hipóteses. Parte de uma verdade universal para chegar em uma menos universal.
Todos os humanos são mortais.
Os gregos são humanos.
Logo, os gregos são mortais.
Caráter explicativo e universalista
Gramática cognitivo funcional
Observam o uso da língua
Observam não apenas o nível da frase, mas também o texto e o diálogo.
Consideram que a linguagem reflete um conjunto complexo de atividades comunicativas, sociais e cognitivas
Analisam a estrutura gramatical, junto com a situação comunicativa inteira.
Discurso e gramática: relação de simbiose. Discurso precisa da gramática para se processar, mas a gramática se alimenta do discurso, renovando-se para se adaptar a novas situações de comunicação.
Visão dinâmica da gramática. Da ritualização, emerge a gramática
Dispensa dicotomias: inato/aprendido, já que é difícil distinguir o que é inato e aprendido. E relativismo/fundacionalismo, existem universais conceptuais, mas não podem prever outros de modo determinante.
Método: misto de muitas estratégias. Método indutivo usado se a amostra puder ser generalizada (mostrar tendências claramente estáveis) Método dedutivo usado para decidir se os resultados são ou não compatíveis com as hipóteses. Abdução: busca da conclusão através da interpretação de sinais, indícios e signos (trabalho dos detetives). Contexto discursivo é observável: observação da repetição.
Caráter explicativo e universalista.
1) Indique, por meio de comparações, os elementos da primeira articulação de:
maldade, escuridão, anormalidade, desestruturássemos, desarmarás, explicar, incomum, deslealdade, imoralidade, recontávamos, desconstruiriam, exportar
2) Faça o mesmo para os elementos de segunda articulação de:
fala, cana, calo, passo, carro.
3) Com base na afirmativa abaixo, disserte sobre o conceito de gramática:
"O vocábulo "deslealmente" é composto dos elementos da primeira articulação des-, -leal-, -mente. É importante observar, entretanto, que esses elementos se ligam segundo uma determinada ordem, já que algo como "mentelealdes" ou "lealdesmente" não faz sentido em português"
Questões: qual conceito de gramática?
Caráter normativo; descritivo; explicativo.
Lei de Grimm:
caput (latim), kephale (grego), head (inglês)
cornu (latim), keras (grego), horn (inglês)
Analogias:
cheminé > chaminé, por influencia de "chama".
camion > caminhão, por influência de caminho.
Langue vs. Parole. Objeto de estudo: Langue. Competência vs. Desempenho. Objeto de estudo: desempenho. Única gramática que estuda a língua em uso?
Caráter universalista; não-universalista
Método indutivo; método dedutivo; método abdutivo.
Full transcript