Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Representação da informação por assunto

indexação e classificação (módulo 1)
by

Carla Ferreira

on 14 September 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Representação da informação por assunto

indexação e classificação
Representação da informação
por assunto:

Formadora:
Carla Ferreira

Serviços de Biblioteca e Documentação da FLUC

carla.silva.ferreira@gmail.com
INOV
IPC
- Centro de Formação
Politécnico de Coimbra
10 a 12 de Dezembro
1.
Listas de encabeçamentos de matérias
1.1. Características e funções
1.2. Estrutura
1.3. Tipos de encabeçamentos
1.4. Exercícios práticos

2.
Tesauros
2.1. Características e funções
2.2. Estrutura
2.3. NP 4036: elaboração de tesaurus
24. Exercícios práticos
Módulo 2
Linguagem pré-coordenada, de estrutura associativa ou combinatória, que consiste em
Lista de encabeçamento de matéria
listas de palavras/expressões derivadas da linguagem natural capazes de representar os conceitos abordados num documento
Linguagem pós-coordenada que consiste numa lista coerente e estruturada de termos de uma determindada àrea do conhecimento. Os termos eleitos são designados por
descritores
e visam sobretudo
controlo terminológico
, particularmente o controlo da sinonímia.
Tesauro
Cutter (1876)
estabeleceu as primeiras regras para o encabeçamento de matéria
Especificidade
os conceitos devem ser representados por termos específicos, em vez de serem englobados em termos mais gerais
Entrada directa
encabeçamentos compostos devem ser utilizados tal como ocorrem na linguagem natural,
sem inversão
As matérias podem ser relacionadas através de referências cruzadas
linguagem combinatória
Listas de encabeçamento de matérias
CABEÇALHOS
consistem num ou vários termos que respresentam os conceitos do documento

condensam o assunto abordado no documento

são constituídos por termos derivados da linguagem natural
SUBCABEÇALHOS
Palavra ou palavras que seguem um CABEÇALHO, com o objectivo de
delimitar/precisar
o seu sentido

Ao se juntarem ao Cabeçalho, formam cabeçalhos compostos

Separam-se do Cabeçalho com o recurso ao hífen -
problemas semânticos e sintácticos
sinonímia, polissemia, hominínia
Controlo terminológico
Ex.:
Literatura portuguesa-ensaios
V. / USE
Remissiva simples
V. / V.T.
veja / veja também
Relações hierárquicas e associativas
NE
nota explicativa
clarificam o âmbito da utilização do termo
Relações
entre cabeçalhos
remete para o termo preferido (descritor) quando o utilizador usa
um termo não aceite (não descritor)

usa-se, por ex., nos casos de
sinonímia

Ex.:
Matrimónio
V.
Casamento

explica as relações que os termos podem ter entre si (sejam elas hierárquicas, sejam elas associativas
(veja / use)
Ex.:
Equipamento científico
NE
: No âmbito da educação, emprega-se para designar todo o equipamento utilizado em actividades de ensino/aprendizagem em ciências
Cabeçalho simples
representam os conceitos através de UM SÓ nome ou sintagma nominal
Cabeçalho composto
são necessários MAIS DO QUE UM termo para representar um conceito
nomes de pessoas ou colectividades:


nomes comuns:
Os cabeçalhos de assunto são iguais aos cabeçalhos de autores:

Ex.:
Namora, Fernando
UNESCO
Caixa Geral de Depósitos
Portugal. Ministro dos Negócios Estrangeiros
O cabeçalho é transcrito tal como se encontra na lista.
Singular ou Plural?
normalmente utiliza-se o
plural
excepto,
quando a gramática ou a lógica exigem o uso do singular
plural
para conceitos concretos ou enumeráveis;
Ex.:
cadeiras, bovinos,...
singular


para conceitos que representem ideias ou conceitos não numeráveis, abstractos, nomes de ciências, técnicas ou teorias
Ex.:
solidão, Realismo, acumpultura, ...
Sintagmas preposicionais
Dois nomes unidos por uma preposição
Expressões convencionais
Ex.:
Viagens de estudo
Sociedade da Informação
Coordenação
Inversão
As expressões usam-se na ordem invertida quando:

1. a primeira palavra de expressão representa um conceito indeterminado e a segunda o define mais claramente:
Ex.: Paridade, Lei da

2. quando uma teoria ou fenómeno são mais conhecidos por um nome :
Ex.: Pitágoras, Teorema de
Sintagmas adjectivais
O termo é constituído por um nome e um adjectivo
Ex.:
Fontes
de
energia
Campos
de
algodão
Competências
da
leitura
Salto
em
comprimento
Dois nomes associam-se através de uma conjunção copulativa E

Os termos pode ser correlativos ou opostos

Quando usamos um cabeçalho prepositivo deve-se criar uma remissiva:
Ex.:
Leitura
e
Literacia
V.
Literacia e Leitura
Rochas
e
Minerais
V.

Minerais e Rochas
Ex.:
Política ambiental
Transporte escolar
Subcabeçalho de matéria
Indicam o ponto de vista sob o qual é estudado um assunto
Subcabeçalho
geográfico
Localiza geográfica ou politicamente
o assunto:
Subcabeçalho
cronológico
Representa o período histórico
em que o assunto e abordado
Subcabeçalho
de forma
Representa a forma em que o documento de apresenta
CLASSES
Ex.:
Pessoa, Fernando-biografia
Ex.:
Descobrimentos-Espanha
Pesca-Mediterrâneo
Língua inglesa

Ex.:
Domínio filipino-1580-1640
Copistas-Idade Media
Feminismo-séc. 19
Propaganda-déc. 20

Ex.:
Linguística-ensaios
Linguística- dicionários
Linguística- manuais
Atribua cabeçalhos aos conceitos identificados na Prática #3, utilizando a
Lista de Encabezamientos de materia para las Bibliotecas Públicas
.
Prática #5
Quando e necessário especificar um cabeçalho com mais do que um subcabeçalho, a ordem deve ser a seguinte:
1. Matéria
2. Geográfico
3. Cronológico
4. Forma

Ex.: Ensino-Europa-séc. 18-ensaios
Nos casos de polissemia, a ambiguidade pode ser eliminada usando um
qualificador
entre parêntises
Ex.:
Madeira (ilha)
Madeira (matéria)
Os termos encontram-se relacionados
semântica e hierarquicamente
Funções
de um
tesauro
Controlo terminológico
Representação
da
informação
Indução
de
alternativas
Recuperação
da
informação
Relações
entre termos
num tesauro
Relações de equivalência
aplicam-se :
- à sinonímia ou quase-sinonímia;
- aos regionalismos;
- aos anacronismos;
- às siglas;
- ...
Os descritores estão
organizados em categorias,
do mais geral para o mais específico
reflectem a
afinidade semântica
entre os termos do tesauro, mas que não se expressa em relações de equivalência nem hierárquicas

manisfestam as várias facetas de um assunto
USE
ou

UP
Operadores que remetem para
termos equivalentes
Matrinómio
USE
Casamento
Remete para o descritor
Remete para o não-descritor
Casamento
UP
Matrinómio
Relações hierárquicas
TG
ou

TE
TG

Ciência sociais
TE

Antropologia
TE

Ciências económicas
TE

Ciências políticas
TE

Demografia
...

Termo genérico
termo específico
Relações
associativas
TR
Termo relacionado
Desporto
TR Terapia
TR Competição TR Educação
As relações entre os termos do tesauro podem estabelecer-se
a priori
(no momento em que se elabora o tesauro) ou
a posteriori
(no momento da pesquisa)
Países Baixos

Amesterdão
Instituições financeiras

Bancos
Tratamento de dados

Computadores
B
A
A:
relações
a posteriori
entre termos de indexação atribuídos a um documento
B:
relações
a priori
estabelecidas no próprop tesauro
Ponto 4:
Abreviaturas
Ponto 3:
Definições
NP 4036
Normalização
NP 4036
oferece indicações sobre a construção e desenvolvimento de tesauros monolingues
Descritor
termo eleito para representar um determinado conceito
(termo preferencial)
não-descritor
sinónimo ou quase sinónimo do descritor
(termo não-preferencial)
apesar de não poder ser utilizado para representar a informação, consta do tesauro
requer a utilização dos operadores USE e UP
Termo composto
núcleo
modificador
Hospital
peditárico

Sociedade

da informação
NE
Nota explicativa
clarifica o significado do termo
USE
antecede o descritor quando existe opção entre descritor e
não-descritor
Usado por
UP
TG
termo que representa o conceito mais amplo
TE
antecede o não-descritor
termo genérico
TR
termo que mantém uma relação associativa com outro termo
termo relacionado
termo que representa o conceito mais restrito
termo específico
Ponto 6:
Termos de indexação
num tesauro os
DESCRITORES
são impressos em maiúsculas e os
não-descritores
em minúsculas
Ponto 7:
Termos composto
Pontos 8 e 9:
Relações num tesauro
Informação completa sobre o tipo de relações existentes num tesauro nos
Pontos 8 e 9
da
NP 4036
Prática #6
Consulte o tesauro Eurovoc e atribua um ou mais termos aos conceitos identificados nos documentos apresentados.
Full transcript