Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

LÓGICA ARISTOTÉLICA

No description
by

Naiany Menezes

on 1 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of LÓGICA ARISTOTÉLICA

Analogia
Analogia é uma indução parcial ou imperfeita, na qual passamos de um ou de alguns fatos singulares não a uma conclusão universal, mas a uma outra enunciação singular ou particular.
Tipos de Argumentação
Dedução - em um argumento dedutivo correto, a conclusão é inferida necessariamente das premissas. Ou seja, o que está dito na conclusão é extraído das premissas, pois na verdade está implicito nelas.
Indução - enquanto na dedução as premissas constituem razão suficiente para se derivar a conclusão, na indução, ao contrário, chega-se à conclusão a partir de evidências parciais. A indução por enumeração é uma argumentação pela qual, a partir de diversos dados singulares contatados, chegamos a proposições universais.
a) Indução completa é aquela em que há condições de ser examinado cada um dos elementos de um conjunto.
b) Indução incompleta é aquela em que de alguns elementos conclui-se a totalidade.
A argumentação é um discurso em que encadeamos proposições para chegar a uma conclusão.
Aristóteles denomina Silogismo esse tipo de argumentação. Em grego, silogismo significa ''ligação'': a ligação de dois termos por meio de um terceiro.
Argumentação
Quadrado de oposições é o diagrama que explicita as relações entre proposições contrárias, subcontrárias, contraditórias e subalternadas.
Quadrado de oposições
Primeiros princípios da lógica, são anteriores a qualquer raciocínio e servem de base para todos os argumentos. Geralmente distinguem-se três princípios: o de identidade, o de não contradição e o do terceiro excluído.
Identidade - se um enunciado é verdadeiro, então ele é verdadeiro.
Não contradição - afirma que não é o caso de um enunciado e de sua negação.
Terceiro Excluído - afirma que nenhum enunciado é verdadeiro nem falso. Como disse Aristóteles, "entre os opostos contraditórios não existe um meio''.
Princípios da Lógica
O que é Lógica?
Lógica são argumentos que usamos no nosso dia-a-dia sempre que nos dispomos a conversar com as pessoas para expor e defender nossos pontos de vista. Se é assim, é melhor que saibamos o que sustenta nossos raciocínios. O estudo da lógica serve para organizar ideias de modo mais rigoroso, para que não nos enganemos em nossas conclusões.
Embora os sofistas e também Platão tenham se ocupado com questões lógicas, nenhum deles o fez com a amplitude e o rigor alcançados por Aristóteles (séc. IV a.C.)
Trata-se da análise do pensamento nas suas partes integrantes.
A obra de Organon, que significa ''instrumento'', no caso para se proceder corretamente no pensar, pode significar:
o estudo dos métodos e princípios da argumentação;
a investigação das condições em que a conclusão de um argumento se segue necessariamente de enunciados iniciais, chamados premissas;
o estudo que estabelece as regras da forma correta das operações do pensamento e identifica as argumentações não válidas.
A Lógica Aristotélica
A proposição é um enunciado no qual afirmamos ou negamos um termo de outro. No exemplo ''Todo cão é mamífero'', temos uma proposição em que o termo ''mamífero'' afirma-se do termo ''cão''.
Quanto à qualidade, são afirmativas ou negativas;
Quanto à quantidade são gerais, universais ou totais, ou particulares e até mesmo singulares.
Termo e proposição
Verdade e Validade:
As proposições podem ser verdadeiras ou falsas: uma proposição é verdadeira quando corresponde ao fato que expressa.
Um argumento é válido quando sua conclusão é consequência lógica de suas premissas.
Regras do Silogismo
LÓGICA ARISTOTÉLICA
Contraditórias - não podem ser ambas verdadeiras ou ambas falsas.
Contrárias - não podem ser ambas verdadeiras, embora possam ser ambas falsas.
Subcontrárias - não podem ser ambas falsas, mas podem ser ambas verdadeiras, ou uma verdadeira e outra falsa.
Subalteras - se A é verdadeira, I é verdadeira; se A é falsa, I pode ser verdadeira ou falsa.
Alunos : Naiany, Narrymah, Natasha, José Dias e Gabriella
Professor : Cleuber
1° ano - Controle Ambiental - Mat.
Full transcript