Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

VOZ PASSIVA

No description
by

Paula Paiva

on 14 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of VOZ PASSIVA

VOZ PASSIVA
VOZ ATIVA
Como já é do nosso conhecimento, a classe gramatical ora denominada de “verbo” é aquela, dentre as demais, que mais apresenta flexões. Tais flexões referem-se a tempo, modo, pessoa, número e voz.

Dando ênfase às vozes do verbo, torna-se importante ressaltar que as mesmas estão diretamente ligadas à maneira como se apresenta a ação expressa pelo verbo em relação ao sujeito.

No objetivo de compreendermos melhor como se forma todo este processo, as estudaremos detalhadamente, priorizando conceitos seguidos de seus respectivos exemplos:
VOZ PASSIVA
Nela, a situação se inverte, pois o sujeito torna-se paciente, isto é, ele sofre a ação expressa pelo fato verbal. Vejamos:
VOZ PASSIVA SINTÉTICA
Voz passiva sintética – Formada por um verbo transitivo direto (ou direto e indireto) na terceira pessoa (do singular ou plural) mais o pronome “se” (apassivador).

VOZ PASSIVA ANALÍTICA
Voz passiva analítica
– Formada pelo verbo auxiliar (ser ou estar) mais o particípio de um verbo transitivo direto (ou direto e indireto).

VOZ REFLEXIVA
Voz reflexiva

Ocorre quando o sujeito é agente e paciente ao mesmo tempo, ou seja, ele tanto pratica quanto recebe a ação expressa pelo verbo.
Conforme demonstrado a seguir:
Voz ativa
Neste caso, o sujeito é o agente da ação verbal, ou seja, é ele quem a pratica. Observemos o exemplo:

O repórter leu a notícia
Sujeito agente

Verbo na voz ativa

A notícia foi lida pelo repórter
Sujeito paciente

Verbo na voz passiva
Podemos perceber que o agente, neste caso, foi o repórter, que praticou a ação de ler a notícia.


Praticaram-se ações solidárias
Voz passiva sintética

Sujeito paciente
EXEMPLO:
Ações solidárias foram praticadas
Sujeito paciente

Voz passiva analítica

foram –
verbo ser
/ praticadas -
particípio

EXEMPLO:
A garota penteou-se diante do espelho
Sujeito agente

Verbo na voz reflexiva

É importante entendermos que desta forma a garota praticou a ação de pentear-se e recebeu a ação de ser penteada.
Full transcript