Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Linha do Tempo - Juventude

No description
by

Priscilla Souza

on 14 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Linha do Tempo - Juventude

Andarilhos do Tempo
Todos queremos ser jovens.
Eles estão no topo da cadeia
de influência. Suas novas linguagens
e comportamentos inspiram os mais jovens
e os mais velhos.
Mas o incrível poder dos jovens atuais
se deve exatamente aos que vieram antes deles.
Isso mesmo, seus pais.
Geração Coca-Cola
Geração Millennials
Anos 2000
Não podemos falar se o tempo fez bem ou mal à nossa cultura, pois a cada dia que passa novas coisas são criadas, novos conceitos são seguidos e novas mentalidades vão se desenvolvendo. Mas com toda certeza podemos dizer que o que temos hoje foi graças à história e às pessoas que viram sua juventude se desenvolver nesse período, contribuindo para a miscigenação cultural que temos atualmente.
Então, obrigada papais, porque as coisas "diferentes" que vocês ouviam antigamente se transformaram nas coisas legais que ouvimos hoje!
Um pedaço da vida dos seus pais que você nunca imaginou
Pais e Filhos - Legião Urbana
Estátuas e cofres e paredes pintadas
Ninguém sabe o que aconteceu.
Ela se jogou da janela do quinto andar
Nada é fácil de entender.

Quero colo! Vou fugir de casa!
Posso dormir aqui com vocês?
Estou com medo, tive um pesadelo
Só vou voltar depois das três.

Me diz, por que que o céu é azul?
Explica a grande fúria do mundo
São meus filhos
Que tomam conta de mim.

Sou uma gota d'água,
sou um grão de areia
Você me diz que seus pais não te entendem,
Mas você não entende seus pais.

Você culpa seus pais por tudo, isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser,
Quando você crescer?
Esses são os trechos da música que retratam a juventude rebelde da época.

Para além do movimento punk, as músicas derivadas dos anos 80 falam dos conflitos da juventude com relação aos seus problemas sociais e ideológicos.

A juventude de classe média começava a postular idéias e a conduzir-se de modo totalmente oposto aos valores apregoados por uma sociedade moralista, racista, consumista e tecnocrata, onde a nova postura passava pela ideia de instabilidade.
Geração Coca-Cola - Legião Urbana
Quando nascemos fomos programados
A receber o que vocês
Nos empurraram com os enlatados
Dos U.S.A., de nove as seis.
Desde pequenos nós comemos lixo
Comercial e industrial
Mas agora chegou nossa vez
Vamos cuspir de volta o lixo em cima de vocês

Somos os filhos da revolução
Somos burgueses sem religião
Somos o futuro da nação
Geração Coca-Cola
Depois de 20 anos na escola
Não é difícil aprender
Todas as manhas do seu jogo sujo
Não é assim que tem que ser
Vamos fazer nosso dever de casa
E aí então vocês vão ver
Suas crianças derrubando reis
Fazer comédia no cinema com as suas leis

Somos os filhos da revolução
Somos burgueses sem religião
Somos o futuro da nação
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola
Geração Coca-Cola

Depois de 20 anos na escola
Não é dificil aprender
Todas as manhas do seu jogo sujo
Não é assim que tem que ser
Vamos fazer nosso dever de casa
E aí então vocês vão ver
Suas crianças derrubando reis
Fazer comédia no cinema com as suas leis
Terra de Gigantes - Engenheiros do Hawaii
Hey mãe!
Eu tenho uma guitarra elétrica
Durante muito tempo isso foi tudo
Que eu queria ter

Mas, hey mãe!
Alguma coisa ficou pra trás
Antigamente eu sabia exatamente o que fazer

Hey mãe!
Tem uns amigos tocando comigo
Eles são legais, além do mais,
Não querem nem saber
Mas agora, lá fora
Todo mundo é uma ilha
Há milhas, e milhas, e milhas
De qualquer lugar

Nessa terra de gigantes
Eu sei, já ouvimos tudo isso antes
A juventude é uma banda
Numa propaganda de refrigerantes

As revistas, as revoltas, as conquistas da juventude
São heranças, são motivos pras mudanças de atitude
Os discos, as danças, os riscos da juventude
A cara limpa, a roupa suja, esperando que o tempo mude

Nessa terra de gigantes
Eu sei, já ouvimos tudo isso antes
A juventude é uma banda
Numa propaganda de refrigerantes
Hey mãe!
Já não esquento a cabeça
Durante muito tempo
Isso foi só o que eu podia fazer
Mas, hey hey mãe!
Por mais que a gente cresça
Há sempre alguma coisa que a gente
Não consegue entender

Por isso, mãe
Só me acorda quando o sol tiver se posto
Eu não quero ver meu rosto
Antes de anoitecer
Pois agora lá fora,
O mundo todo é uma ilha
Há milhas, e milhas, e milhas...

Nessa terra de gigantes
Que trocam vidas por diamantes
A juventude é uma banda
Numa propaganda de refrigerantes

Mega, ultra, hiper, micro, baixas calorias,
Kilowats, gigabites
Traço de audiência
Tração nas quatro rodas
E eu, o que faço com esses números?
Eu, o que faço com esses números?

Nessa terra de gigantes
Eu sei, já ouvimos, tudo isso antes
A juventude é uma banda
Numa propaganda de refrigerantes

Hey mãe.....hey mãe
Nos anos 90 o tabalho passa a ser relacionado com o prazer, os grupos sociais começam a transitar entre si, os jovens passam a dar muito mais valor ao ter, querem descobrir tudo, ganhar o mundo.

O raciocínio passa a ser não-linear, os relacionamentos virtuais que surgiram na década de 80 passam a ser maioria na sociedade jovem e a tecnologia passa a ser a maior aliada em tudo.

Com os grupos sociais transitando entre si, a diversidade musical aumenta e muito, popularizando gêneros desconhecidos e ligando cada vez mais os jovens às tecnologias.
Amor Virtual - 14 Bis
Nós
Sem querer
Por acaso, aqui
Vamos nos achar
Descobrir
Nunca mais sair.
Dom
Natural
Sonho com você
Vou te imaginar
Irreal
Louco pra te ver.
Hoje ou amanhã, vou te encontrar
Na rua, na esquina, te encontrar
Te reconhecer, me apaixonar.
Voz
Virtual
Quase igual a nós
Um dia vou ser
Seu amor
Outra vez você.
Os jovens de hoje são frutos destes 20 anos onde a humanidade e o Brasil entraram numa rota de vazio individualista, marcado pela guerra, pela violência e pela criminalidade.
Porém, a nossa juventude vem passando por uma série de metamorfoses. Hoje você é quem faz a sua moda. Apesar da influência dos meios de comunicação, principalmente a televisão e as redes sociais, o jovem de agora tem mais liberdade de expressão, considerada de mau gosto por muitos.
Glamurosa!
Rainha do funk
Poderosa!
Olhar de diamante
Nos envolve, nos fascina
Agita o salão
Balança gostoso
Requebrando até o chão... (2x)
Se quiser falar de amor
Fale com o Marcinho
Vou te lambuzar
Te encher de carinho...
Em matéria de amor
Todos me conhecem bem
Vou fazer tu vibrar
No meu estilo vai e vem...

Minha catita doida
Vou te dar beijo na boca
Beijar teu corpo inteiro
Te deixar muito louca...
Vem! Vem dançar!
Empine o seu popozão
Remexe gostoso
E vai descendo até o chão...
Glamurosa!
Rainha do funk
Poderosa!
Olhar de diamante
Nos envolve, nos fascina
Agita o salão
Balança gostoso
Requebrando até o chão... (2x)

Pretinha, moreninha
Russa e loirinha
Me deixa doidinho
Quando dança a tremidinha...
O funk do meu Rio
Se espalhou pelo Brasil
Até quem não gostava
Quando ouviu não resistiu...

Mulheres saradas
Lindas, deslumbrantes
Corpo de sereia
Olhar bem excitante...
Se tu não curte o funk
Pode crer tá de bobeira
Bote uma beca esperta
E se junte à massa funkeira...
Glamurosa - Mc Marcinho
Faça isso
Faça aquilo
Perca peso
Tenha estilo
Compre esse
Prove aquele
Siga a moda
Vote nele...

Não ponha palavras
Na minha cabeça
Pare de falar
Antes que eu
Enlouqueça
Não quero dar
Explicações
Não vou mudar
Não importa
O que aconteça...

A vida é minha
Eu faço o que eu quiser
A vida é minha
Eu faço o que eu quiser...
Cante essa
Tenha medo
Fume outro
Acorde cedo
Tenha modos
Fique mudo
Ame o mesmo
Odeie tudo...
Querem que eu cale
E obedeça
E depois de tudo
Ainda agradeça
Ser só alguém
Dizendo "sim"
Não vou mudar
Não importa
O que aconteça...

A vida é minha
Eu faço o que eu quiser
A vida é minha
Eu faço o que eu quiser ...
Não ponha palavras
Na minha cabeça
Pare de falar
Antes que eu
Enlouqueça
Não quero dar
Explicações
Não vou mudar
Não importa
O que aconteça...

A vida é minha
Eu faço o que eu quiser
A vida é minha
Eu faço o que eu quiser
A vida é minha
Eu faço o que eu quiser
A vida é minha
Eu faço o que eu quiser!
A Vida é Minha - Capital Inicial
Conclusão
Priscilla Souza - Qui 1
Victor Santuzzi, Victor Rangel e Stênio Martins - Inf 1
Full transcript