Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Profilaxia do Tromboembolismo Venoso

Skills 2014, Pedro Martins Branco
by

on 21 February 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Profilaxia do Tromboembolismo Venoso

Serena Williams
Kevin Costner
(Tenista)
(Actor)
O que é o Tromboembolismo Venoso?
O Tromboembolismo Venoso é um problema major de Saúde Pública
Por ano, ocorrem na União Europeia:
0,7 milhões
de Tromboses Venosas Profundas (TVP)
0,4 milhões
de eventos de Tromboembolismo Pulmonar (TEP)
O Tromboembolismo Venoso - TEV - é uma entidade clínica que engloba a Trombose Venosa Profunda - TVP - e o Tromboembolismo Pulmonar - TEP - podendo o TEP ser consequência da TVP.
Vídeo
Por que é que surge o Tromboembolismo Venoso?
Hipercoagulabilidade
Estase
Dano
Endotelial
Tríade de Virchow
Cirurgia
Trauma
(major, ou danos nas extremidades)
Imobilidade/Paralisia das
extremidades inferiores
Neoplasia e
Terapêutica Oncológica
Compressão Venosa
Episódio de
Tromboembolismo
Prévio
Idade Avançada
Gravidez e
Período Pós-Parto
Contraceptivos Orais ou
Terapêutica Hormonal de Substituíção
Agentes estimulantes
da Eritropoiese
Doença
Médica
Aguda
Falência Cardíaca ou
Respiratória
Doença
Inflamatória
Intestinal
Síndrome
Nefrótico
Factores de Risco
para o TEV
Alterações
Mieloproliferativas
Obesidade
Tabagismo
Cateterismo
Venoso
Central
Trombofilia
Hereditária/Adquirida
Hemoglobinúria
Paroxística
Nocturna
Modelos de Avaliação de Risco de
Tromboembolismo Venoso

Modelo de Avaliação de Risco de Caprini
Regime Profilático, com base no
Modelo de Avaliação de Risco de Caprini
Profilaxia
Farmacológica
Não Farmacológica
Heparinas
Heparina Não-Fraccionada (HNF)
Heparina de Baixo Peso Molecular (HBPM)
Fondaparinux
Antagonistas Directos da Trombina
Inibidores da Vitamina K
Hirudina
Varfarina
Anticoagulantes
Trombos
Arteriais
Venosos
- Zonas de alto fluxo
- Resultam de ruptura
de placas de ateroma (+)
- Causam EAM, AVC
Isquémico e Gangrena
- Ricos em
PLAQUETAS
Anti-agregantes
Plaquetares
- Zonas de baixo fluxo
- Causam Tromboembolismo
Venoso (TVP e TEP)
- Ricos em
ERITRÓCITOS
E
FIBRINA
Anticoagulantes
Skills
2015
Curso de Pequena Cirurgia
Hospital Distrital de Santarém
Pedro Martins Branco
IFE do 2º Ano de Ortopedia
Santarém, 27 de Fevereiro de 2015
?
Episódio
de
Tromboembolismo
Skills
2015
Curso de Pequena Cirurgia
Hospital Distrital de Santarém
Pedro Martins Branco
IFE do 2º Ano de Ortopedia
Santarém, 15 de Janeiro de 2015
Profilaxia do Tromboembolismo Venoso
Como identificar clinicamente uma TVP?
E um TEP?
Trombose Venosa Profunda
Clínica
- Assintomáticos - 50%
- Sintomáticos - 50%
Dor
Edema
Calor
Rigidez Muscular
Rubor
Tromboembolismo Pulmonar
Clínica
Dispneia - 80%
Dor Torácica - < 52%
Tosse - 20%
Síncope - 19%
Hemoptises - 11%
Taquipneia - 70%
Taquicardia - 26%
Sinais de TVP - 15%
Cianose - 11%
Febre - 7%
Pneumonia?
________
FAIL
Compressão Pneumática Intermitente
Meias Elásticas
Medidas Gerais
Duração do internamento pré-operatório limitado ao clinicamente indicado
Mobilização activa e deambulação pós-operatória precoces
Alta hospitalar logo que clinicamente indicada
A reter...
Ainda
confuso(a)?
"O doente vai ser operado, e faz Anticoagulante em casa... e agora?"
Cirurgia
-1
-2
-3
-4
-5
Varfarina
HBPM
0
+1
+2
+3
+4
+5
+6
Varfarina
HBPM
O Tromboembolismo Venoso é a causa de morte hospitalar evitável mais comum no pós-operatório
Contra-indicações à Profilaxia Farmacológica
Hemorragia activa
Úlcera Péptica activa
Hipertensão Arterial, não controlada
Coagulopatia (Trombocitopenia ou INR > 1,5)
Alergia
Insuficiência Renal Grave (Cl Cr < 30 mL/min)
Cirurgia Craniana ou Ocular < 2 semanas
Colheita de LCR < 24 horas

(entre outros)
14,7%
(>55 anos)
Varizes/Insuficiência Venosa
(5-10%)
(no Doente Cirúrgico)
Varizes/Insuficiência Venosa
- Zonas de baixo fluxo
- Causam Tromboembolismo Venoso (TVP e TEP)
- Ricos em
ERITRÓCITOS e
FIBRINA
"(...) O Tromboembolismo Venoso (...) é responsável por mais do dobro do somatório das vítimas de SIDA, Cancro da Mama, Cancro da Próstata e acidentes rodoviários (...)"
in
Expresso (11.10.2007)
Full transcript