Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Missão Planetária de Moisés

No description
by

Marcelo Corradini

on 5 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Missão Planetária de Moisés

NASCIMENTO DE MOISÉS

Nascido judeu, cujo pai era neto de Levi, foi lançado ao rio Nilo para não ser morto pela ditadura do Faraó Ramsés II, acolhido e adotado pela princesa Termutis (filha do Faraó) foi criado e protegido pela família real, e acompanhado de perto pela mãe de sangue, Jocabel , que inclusive o amamentara, na qualidade de escrava ama de leite.
Moisés, profundo conhecedor da região, mandou levar para o local, aves de rapina IBIS (devoradoras de serpentes), e seu exército avançou e conquistou a capital da Etiópia.

Percebe-se que Moisés vencia sempre pela sabedoria e pelo bom senso.

Ficam ali por cerca de 30 dias, Moisés estuda a melhor forma de atravessar o mar, para levar seu povo a Canã a terra prometida.

O povo se rebela contra Moises, pois quando escravos, tinham comida e bebida, e ali passavam fome.

O Faraó se arrepende, e manda seu exercito, prender a todos.
A PERSEGUIÇÃO AOS HEBREUS

O faraó Ramsés II temia que o crescimento populacional dos hebreus se transformasse em perigo para a segurança dos egípcios, e determinou que fossem mortos TODOS os bebês do sexo masculino, e que as próprias parteiras os afogassem nas águas do rio Nilo. Elegeu os descendentes da tribo de LEVI para ter alguns privilégios e regalias.
Como AS FACILIDADES SEMPRE AMOLECEM O CARÁTER, MUITOS DESTES hebreus de Levi se transformaram em verdadeiros carrascos de seus próprios irmãos em cativeiro. PORQUE AS VERDADES DO REINO DE DEUS FORAM PRIVATIZADAS: como o povo era escravo braçal, não havia mais formas de se manter o conhecimento e as tradições do monoteísmo, então os mais velhos, conhecedores das tradições recebidas oralmente de seus antepassados, eram colocados em cavernas onde ficavam memorizando tais ensinamentos e os transmitindo a pessoas escolhidas das gerações novas. EDUCAÇÃO MOISÉS Foi educado pela família real, fez a academia militar e tornou-se general, e grande estrategista, mas jamais se deixou influenciar pelos sacerdotes do faraó, mantendo sua crença num Deus único, e atraindo contra si a ira e ganância dos ritualistas e dos escribas. VIVENDO ENTRE OS ESCRAVOS

Foi trabalhar como escravo na região de GOSHEN amassando barro e fazendo tijolo. Seu olhar refletindo a grandeza de seu espírito penetrava as pessoas, paralisando-as muitas vezes.
NO DESERTO

Um homem liberto por excelência. Após matar, por legítima defesa, um guarda egípcio, Moisés teve que fugir para o deserto, e perambular vários dias até encontrar um Oásis, onde conhece JETRO, e é acolhido.

A REVELAÇÃO

Feita nas imediações do Monte HOREB, no Sinai,quando percebeu uma Sarça (arbusto) ardia em chamas (que não queimavam)que produzia uma voz lhe ordenava voltar ao Egito a fim de libertar os hebreus(fenômeno da voz direta).


1- As águas do Nilo transfomaram em sangue
2- Aparecimento de rãs por toda parte
3- Piolhos e pequenos animais
4- chagas e úlceras
5- Granizo e gafanhotos
6- Três dias de escuridão
7- A morte dos primogênitos

O faraó , diante dos acontecimentos, ora ordenava a saida do povo Hebreu, quando a praga terminava, ele voltava atráz. DIANTE DO FARAÓ

Reinava Manerphtah, filho de Rasés II, que havia falecido.
Moises e Aarão vão até o faraó pedir a libertação do povo hebreu.
Eles disseram ao faraó que a libertação era vontade de Jeová o Deus único.
Fizeram diante do faraó várias manifestações mediunicas. Mas o faraó não se comoveu, chamou seus sacerdotes que fizeram as mesmas manifestações.
Essa é uma prova que o fenomeno mediúnico manifesta-se independente de seita ou religião.
O faraó mandou castigar ainda mais os escravos hebreus.

O ÊXODO

Finalmente na sétima praga, o Faraó liberta os hebreus, achando que o Deus dos hebreus era mais forte que os deuses egípicios.

Era aproximadamente 1.400 a.c. 600 mil homens, mulheres e crianças, deixam o Egito.

Foi a maior migração da história.

Moises e o povo Hebreu chega as margens do Mar Vermelho.
Missão Planetária de Moisés Os Egípcios chegaram as margens, e viram que o povo havia atravessado a pé, e tentaram fazer o mesmo, mas a maré estava alta e muitos soldados morreram afogados.

Assim o povo Hebreu inicia a sua caminhada pelo deserto, rumo a Horeb, na cordilheira do Sinai
Egito Moises perguntava ao povo:

“O que mais vos atormenta, a tristeza dos males presentes ou o ressentimento dos bens passados?”

Ao amanhecer, notaram que havia brotado entre as pedras, uma espécie de paina (Maná), todos perguntaram - O que é isso? E Moisés lhes responde que é o alimento que Deus enviará todos os dias, porem advertiu que não deveriam armazenar mais que o necessário para um dia.

A mesquinharia é obra dos homens e não de Deus. Deus nos dá o alimento essencial, todos os dias, sem nos cobrar nada por isso.
Em sua jornada os hebreus são atacados pelos amalecitas.
Moises ordena a Josué que constitua um exercito e lute contra eles e diz que enquanto Josué e seu exercito estiver lutando, Moises e Araão estarão orando para que não falte forças.
O que devemos aprender/refletir dessa aula:

1-O valor da fé
2-O uso correto da mediunidade
3-O amor de mãe
4-A educação das crianças
5-Retirar ensinamentos dos desertos da vida
6-Aliança com Deus
7-A passagem da escravidão para a liberdade
8-A distribuição das tarefas para o êxito do trabalho DUVIDAS Marcelo Corradini marcelo@corradini.com.br 7ª Aula Muitos conseguiam salvar suas crianças se escondendo nas montanhas e cavernas.
Enquanto isto a escravidão continuava para os adultos. Sabedor das fraquezas do caráter humano, o faraó resolveu envolver os próprios hebreus na missão de controlar e obrigar obediência daquele povo escravo. Foram ainda proibidos de cultuar o Deus único e tinham que aceitar os deuses egípcios. Entretanto um grupo firme e coeso de hebreus jamais aceitou prestar culto a deuses. Tais tradições eram transmitidas com precisão matemática, não se omitindo nenhuma letra, para que a ideia do Deus único não viesse a ser deturpada. E este conhecimento então estava preservado, porém nas mãos dos iniciados e escolhidos pelos anciãos. Sua missão, contudo, tem caráter planetário, porque foi ele o Instrumento utilizado pelo Plano Espiritual Superior para nos dar leis de caráter universal.


Moisés era um espírito missionário com a tarefa de libertar o povo hebreu do jugo egípcio. Como General do Faraó consagrou-se em várias expedições de conquistas de outras terras e povos, e foi contra os etíopes que Moisés se destacou como grande estrategista, no episódio em que os etíopes recuaram do único caminho disponível ao exército egípcio por existir milhares de serpentes venenosas.
Após esta vitória, aumentou contra Moisés o ódio dos sacerdotes e dos escribas, fazendo com que ele decidisse por sair do palácio, e passar a se envolver com seu povo hebreu com vistas à libertação. VIVENDO ENTRE OS ESCRAVOS


Moisés, na realidade, nunca foi escravo, pois sempre teve crença no Deus único, reconhecendo o Pai criador de todo Universo. NO DESERTO


Casa-se com sua filha, SÉFORA, e tem dois filhos.
Depois de passar vários anos pastoreando as ovelhas de Jetro, Moisés absorve conhecimentos da natureza, que lhe serão úteis na libertação de seu povo, temos mais tarde. A REVELAÇÃO

Foi-lhe dito que poderia operar prodígios para impressionar o Faraó e convencer-lhe a libertar seu povo. A vara que se transformou em serpente, a mão que ficou leprosa, e a água que se transformou em sangue, (fenômenos de efeito físico).

A REVELAÇÃO



O plano espiritual superior comunica a Aarão, irmão de Moisés, que também tem mediunidade, sobre a missão, e este vai ao encontro de Moisés no retorno ao Egito.

Moises dotado de premonição, percebendo com antecedência que alguns fenômenos iam ocorrer, utilizou-os como pragas de Deus, rogando 7 pragas ao povo egípicio.

Moíses pede ao povo para confiar em Deus que indicaria a melhor forma de atravessar o Mar.

A noite, na maré baixa, Moises mandou o povo atravessar o mar a pé.

O povo não estava preparado para enfrentar as responsabilidades da liberdade.

Moises compreendia e exercia o papel de conciliador.

Diante da fome e da sede, muitos queriam voltar a escravidão do Egito
Dizem que quando Moisés abaixava os braços, os hebreus enfraqueciam-se e perdiam posições, quando Moisés levantava os braços, os hebreus venciam, como finalmente venceram.

Enfim, os Hebreus chegam ao monte Horeb no Sinai.

Diz a bíblia que o Maná nunca lhes faltou durante os 40 anos que andaram pelo deserto.

Muitos não escutaram e não acreditaram, e fizeram um grande estoque, que no outro dia, estava todo estragado.

Ou seja: A saudade dos bons tempos em que tinham pão e carne, apesar do cativeiro, ou os fazia renegar o futuro de liberdade.

Moises os exorta a ter confiança em Deus e que nada lhes faltará
Full transcript