Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Breve histórico de Educação de Jovens e Adultos no Brasil

EJA para formação de professores - curso de Pedagogia
by

Paulo Gomes Lima

on 5 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Breve histórico de Educação de Jovens e Adultos no Brasil

RIBEIRO, V. M. M. Educação para jovens e adultos - Ensino Fundamental/ Proposta curricular - 1º segmento. São Paulo/Brasília: Ação Educativa/ Ministério da Educação e Cultura, 2001. Referências Conhecer e valorizar a diversidade cultural brasileira, respeitar diferenças de gênero, geração, raça e credo, fomentando atitudes de não-discriminação.

Aumentar a auto-estima, fortalecer a confiança na sua capacidade de aprendizagem,

valorizar a educação como meio de desenvolvimento pessoal e social.

Reconhecer e valorizar os conhecimentos científicos e históricos, assim como a produção literária e artística como patrimônios culturais da humanidade.

Exercitar sua autonomia pessoal com responsabilidade, aperfeiçoando a convivência em diferentes espaços sociais. Dominar instrumentos básicos da cultura letrada, que lhes permitam melhor compreender e atuar no mundo em que vivem.

Ter acesso a outros graus ou modalidades de ensino básico e profissionalizante, assim como a outras oportunidades de desenvolvimento cultural.

Incorporar-se ao mundo do trabalho com melhores condições de desempenho e participação na distribuição da riqueza produzida.

Valorizar a democracia, desenvolvendo atitudes participativas, conhecer direitos e deveres da cidadania.

Desempenhar de modo consciente e responsável seu papel no cuidado e na educação das crianças, no âmbito da família e da comunidade 9. Alguns objetivos gerais para estudantes na EJA: Contexto social;

Dimensões econômica, política e cultural;

Expectativas dos jovens e adultos quanto à escola e a vida;

O papel do professor nas provocações do pensamento crítico... 8. Pontos necessários para se pensar e trabalhar a educação de jovens e adultos A quase totalidade dos alunos, incluídos os adolescentes, são trabalhadores. Com sacrifício, acumulando responsabilidades profissionais e domésticas ou reduzindo seu pouco tempo de lazer, dispõem-se a frequentar cursos noturnos, na expectativa de melhorar suas condições de vida. A maioria nutre a esperança de continuar os estudos: concluir o ensino fundamental, ter acesso a outros níveis de ensino e a habilitações profissionais. 7. O público da EJA 6. Novos significados para as aprendizagens escolares as relações entre pensamento e linguagem, pensamento e cultura, cultura oral e cultura letrada, conceitos espontâneos e conceitos científicos – tem estado presente na EJA...

Ensino da Matemática...

Alfabetização + Educação profissional 5. Novas perspectivas na aprendiza-gem da leitura e da escrita A formação de um bom leitor não depende só da memorização das correspondências entre letras e sons mas também do conhecimento das funções, estruturas e dos estilos próprios dos diferentes tipos de texto presentes na nossa cultura;

As contribuições de Emília Ferreiro passam a orientar novos olhares sobre a aquisição da leitura e da escrita e os significados...para o sujeito aprendente... Leituras dos contextos sociais;

Analfabetismo como efeito da situação econômica/ social/cultural do país;

crítica a educação bancária;

o educando é visto como sujeito de sua aprendizagem;

homens e mulheres como atores – da consciência ingênua ou intransitiva para a consciência crítica...

Diálogo – base do processo ensino-aprendizagem... 2.Alfabetização e conscientização O método de Laubach fora duramente criticado por pressupor uniformidade e superficial quanto às questões sociais...

Um novo paradigma pedagógica começava a esboçar-se por meio do método de Paulo Freire (Década de 1950).

Na década de 1960 Paulo Freire passa a ser o referencial em programas de alfabetização e educação popular no Brasil... E recebe o reconhecimento de educadores e intelectuais... A tal ponto que antes do golpe de 1964 a sua metodologia deveria estar inserida no Plano Nacional de Alfabetização com destaque para:
Utilizou-se inicialmente o método de Frank Laubach – método silábico na elaboração de cartilhas visando a alfabetização (letras, famílias silábicas – pequenas frases) ; Com o fim da ditadura de Vargas (1945) , a ONU se empenha numa campanha pela paz e democracia.

Do ponto de vista político no Brasil, o empenho pela integração de massas populacionais passava pela leitura de aumento de bases eleitorais;

De qq. Forma “[...] a educação de adultos define sua identidade tomando a forma de uma campanha nacional de massa, a Campanha de Educação de Adultos, lançada em 1947”. (Proposta de EJA, 2001). Início da organização do “Sistema” da Educação no Brasil – provocada pela fase urbano-industrial...

Discussão sobre a escola pública, laica e gratuita (Manifesto do Pioneiros da Educação/1932)

Abertura para a discussão sobre Educação de Adultos a partir de 1940. 1.Alfabetização de adultos na pauta das políticas educacionais 4. Educação básica de jovens e adultos: consolidando práticas Na alfabetização, o exercício mecânico de montagem e desmontagem de palavras e sílabas vai se sobrepondo à construção de significados; os problemas matemáticos dão lugar à memorização dos procedimentos das operações. Muitas vezes, com a intenção de simplificar as mensagens, já que se trata de uma iniciação à cultura letrada, os textos oferecidos para leitura repetem a mesma estrutura e estilo, expondo uma visão unilateral dos temas tratados. Produz-se, assim, uma dissociação entre os momentos de “leitura do mundo”, quando os educandos são chamados a analisar, comparar, elaborar, e os momentos de “leitura da palavra” (ou dos números), quando os educando devem repetir, memorizar e reproduzir. 3. O MOBRAL e a educação popular
Mesmo se esparramando pelo Brasil todo, o viés técnico do MOBRAL, vai perdendo força, inclusive por não levar em conta as especificidades regionais e muitos municípios e experiências localizadas avançam no trabalho com uma perspectiva crítica...

O MOBRAL foi extinto em 1985 e substituido pela Fundação Educar... Etapa de “ação em profundidade”,
voltada à capacitação profissional e ao desenvolvimento comunitário. Ensino primário  2 períodos De 07 meses Alfabetização – 3 meses Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
Aula 01 – Fundamentos e Metodologia de EJA
UFGD BREVE HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO BRASIL
Full transcript