Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Recursos Didáticos e Multimédia

No description
by

Helder Azevedo

on 17 April 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Recursos Didáticos e Multimédia

Definição de Recurso Didático Recurso didático é todo o material utilizado no processo ensino-aprendizagem com o objetivo de o tornar mais eficiente e eficaz. Objetivos/Competências a atingir Pretende-se que cada formando, após este módulo esteja apto a:

Saber selecionar, conceber e adequar os meios pedagógico-didáticos, em suporte multimédia, em função da estratégia pedagógica adotada;

Saber conceber, adequar e utilizar apresentações multimédia;

Compreender a dinâmica e importância do PowerPoint como modelo de apresentação;

Saber criar apresentações em PowerPoint tendo em conta as respetivas regras de elaboração. Principais objetivos dos recursos didáticos Os recursos didáticos têm a função de mediar o processo ensino-aprendizagem e quando usamos de maneira adequada, colaboram para:

despertar e prender a atenção;
melhorar a retenção da imagem visual e da formação;
favorecer a observação e a experimentação;
facilitar a apreensão intuitiva e sugestiva de um tema;
ajudar a formar imagens corretas;
ajudar a melhorar e compreender as relações das partes com o todo;
auxiliar a formar conceitos exatos (temas de difícil observação);
melhorar a fixação e integração da aprendizagem;
tornar o ensino mais objetivo e concreto, próximo da realidade;
dar oportunidade de melhor análise e interpretação;
fortalecer o espírito crítico. Recursos Didáticos e Multimédia Formador: Helder Azevedo Principais Objetivos Mediar o processo
ensino-aprendizagem Melhorar a retenção
da informação Facilitar a apreensão intuitiva de conhecimentos Favorecer a observação e a experimentação Classificação dos Recursos Didáticos Visuais Multimédia Audiovisuais Não Projetaveis Projetaveis Quadros;
Jogos Didáticos;
Modelos e Maquetes;
Documentos gráficos;
Recursos do meio ambiente; Quadro preto (ardósia). Vantagens:

Baixo custo de aquisição e utilização.

Fácil utilização visto não necessitarem de conhecimentos técnicos específicos.

Larga implantação na maioria dos estabelecimentos de ensino.

Utilização de cores. Existe uma larga variedade de giz de cor.

Elevada durabilidade. Desvantagens:

Pó de giz. É sem dúvida o maior inconveniente deste tipo de quadro.

Posição do utilizador. O formador, ao utilizar este meio, vira as costas ao grupo, quebrando-se o contacto visual.

A informação não é reutilizável. Sempre que se apaga o quadro, a informação desaparece, não podendo ser reutilizada.

Legibilidade deficiente. Normalmente o utilizador dá pouca importância aos aspectos gráficos (letragem, traço, cores, etc. ) de que resulta uma informação deficiente. Quadro de papel ou flipchart; Vantagens:

Fácil utilização.

Baixo custo de aquisição.

Preparação prévia. A informação pode estar pronta, ou em rascunho a lápis, para ser recoberta a tinta durante a sessão.

Conservação e utilização posterior. Contrariamente aos outros quadros de escrita, a informação não desaparece podendo ser reutilizada como síntese ou recapitulação.

Utilização de cores. Grande variedade de canetas de cor.

Fácil transporte.

Posição do utilizador. O formador ao utilizar este meio não vira completamente as costas ao grupo. Desvantagens:

Área para escrita muito limitada. Normalmente 90 x 60 cm.

Carácter permanente da informação. Não permite emendar um erro sem rasura. Quadro Branco Vantagens:

Baixo custo de aquisição.

Facilidade de utilização visto não necessitar de conhecimentos específicos.

Larga implantação. Bastante vulgarizado nos espaços de formação.

Utilização de cores. Grande variedade de canetas de cor.

Elevada durabilidade. A sua utilização não tem as desvantagens provocadas pelo pó de giz.

Polivalência: Quadro de escrita, quadro magnético, ecrã em casos particulares. Desvantagens:

Posição do utilizador. O formador ao utilizar este meio, vira as costas ao grupo quebrando-se o contacto visual.

Legibilidade limitada. As canetas normalmente disponíveis são de traço fino.

Uso de canetas específicas. Só podem ser utilizadas canetas de feltro do tipo não permanente.

A informação não é reutilizável. Sempre que se apaga o quadro, a informação desaparece, não
podendo ser novamente utilizada. Princípos de utilização dos quadros: Dimensão dos caracteres. Para garantir uma boa visibilidade a dimensão dos caracteres é determinada pela distância ao quadro do participante mais afastado.

Relação altura/espessura. A espessura do traço deve ser proporcional à altura dos caracteres.

Espacejamento. Deve-se ter o cuidado de espacejar correctamente as letras e as palavras.

Entrelinhamento. O espaço entre as linhas também deve merecer a nossa atenção.

Tamanho de letra. É aconselhável manter o mesmo tamanho das letras em cada linha.

Tipo de letra. Deve ser simples para facilitar a leitura.

Utilização de cores. As cores a utilizar devem provocar um bom contraste com o suporte e distinguirem-se bem entre si .

Ênfase. Para dar ênfase a parte de uma informação (ideia-chave, título, etc.) pode-se mudar a cor, o formato ou simplesmente sublinhar.

Linhas horizontais. A informação escrita deve estar disposta segundo linhas regulares e horizontais. Jogos Didáticos Devem ser devidamente planeados, permitindo que o formando faça da aprendizagem um processo interessante e até divertido. Objetivo:
Fazer com que os formandos gostem de aprender;
Mudar a rotina da formação;
Desperta o interesse do formando envolvido. Modelos e Maquetes Quando em formação se pretende falar sobre um objecto real, é melhor mostrar esse mesmo objecto do que a sua representação.

No entanto, há situações que limitam o contacto directo com esses objectos por serem muito grandes (avião), muito pequenos (molécula), complexos (motor de explosão) ou perigosos (armas). Documentos Gráficos Os documentos gráficos têm como principal função, completar de forma simples e prática a informação apresentada, quer oralmente, quer através de outro meio audiovisual. Vantagens:

Baixo custo. Podem ser obtidos pelo formador sem grandes despesas.

Fácil adaptação aos conteúdos.

Fácil transporte, reduzido peso e dimensões.

Fácil utilização. A sua utilização não envolve conhecimentos e meios técnicos específicos.

Fácil preparação. Um manual formativo, para ser útil e eficaz, deve preencher os seguintes requisitos:

Estar identificado através de um título;

Apresentar, de forma mais ou menos sintética, informação atualizada sobre os conteúdos da formação;

Estar organizado de forma acessível e inteligível para o público-alvo;

Salientar a informação mais relevante;

Evitar informação desnecessária;

Não conter erros ortográficos ou informações incorretas;

Ser escrito num estilo essencialmente informativo, procurando a clareza e a objetividade;

Conter referências que permitam aos formandos fazer pesquisas adicionais;

Conter não só informação textual como também imagens, gráficos e/ou tabelas que ajudem a ilustrar os conteúdos e a reduzir possíveis ambiguidades do texto;

Incluir um glossário de termos referentes ao tema da formação. Recursos do Meio Ambiente O meio ambiente, apesar de muitas vezes ser esquecido, pode ser um importante auxiliar pedagógico.
Normalmente, o formador pode encontrar no meio que o rodeia uma série de recursos que podem
complementar a formação em sala.

São as salas de formação, os museus, as bibliotecas, os auditórios, os teatros, os cinemas, as empresas, os parques zoológicos, os parques botânicos e todos os locais que possam servir de espaço formativo

Apesar de serem pouco utilizados, os recursos ambientais podem tornar-se experiências inesquecíveis para os formandos. Retropojetor;
DataShow;
Videoprojetor ou Projetor multimédia; Retroprojetor Permite a projeção a curta distância de documentos transparentes, produzindo uma boa imagem.

Vantagens:

Possibilidade de uso com sala iluminada;

Adaptação em qualquer ambiente;

Possibilidade de uso sem tela;

Facilidade de ligar e desligar sem provocar distrações. Permite a projeção da imagem de um computador por uma tela. A sua projeção só é possível fazendo uso de um retroprojetor com boa intensidade luminosa.

Vantagens:

Dimensão da imagem.

Portabilidade (peso e dimensões).

Facilidade de instalação e ajuste.

Associação com uma tecnologia conhecida - o retroprojector. DataShow Videoprojetor ou projetor multimédia

Vantagens:

Possui uma elevada diversidade de funções combinadas;
Consegue captar elevados níveis de atenção por parte dos formandos;
Produz apresentações atractivas, combinando som com imagem.

Limitações:

Requer sempre um outro recurso para funcionar (computador, camaras de video, videogravadores e televisores );
Necessita de condições próprias (electricidade, espaço); Televisão, leitor de DVD, leitor de VHS;
Câmara de video A utilização da câmara de vídeo em sessões de formação surge, nomeadamente, associada à filmagem de simulações e/ou autoscopias. Câmara de video Apresentação de filmes pedagógicos, visionamento de situações de aprendizagem como, por exemplo, autoscopias e estudos de caso. Televisão, leitor de DVD, leitor de VHS Computador;
Internet;
Quadro interativo;
Vídeo Interativo; Com este equipamento poderá produzir um recurso de grande qualidade profissional, criar e manipular imagens no ecrã, e construir suportes formativos à sua medida:

panfletos,
fotografias,
apresentações,
diapositivos,
animações ou reprodução e/ou edição de música e filmes. Computador A seleção da informação é facilitada por motores de busca, onde basta introduzir uma palavra associada à temática que pretendemos investigar para que todas as páginas que contenham a palavra que se procura fiquem disponíveis e prontas a ser consultada. Internet Este quadro funciona como um ecrã de projeção, que permite uma interação direta entre os conteúdos projetados e os participantes. Quadro Interativo Apresenta exemplos e demonstrações, motivando através do som e das imagens. Video Interativo Elementos básicos dos RD Adequação, deverão estar ao nível da apreensão dos formandos, sem nunca esquecer os objetivos do trabalho a realizar.
Simplicidade, terá que ser simples de modo a facilitar a apreensão, ou seja, quanto mais complicado for o recurso didático, poder-se-á correr o risco de ser menos eficiente.
Aplicabilidade, deverão manter sempre pontos de relacionamento com o assunto a tratar. A oportunidade de utilização poderá ser também um facto de sucesso no momento da aplicação dos recursos didáticos. Interesse, devendo ser capaz de despertar o interesse dos formandos a quem se destina.
Compreensão, precisando ser de fácil perceção, não dando possibilidades de criar a dúvida e a confusão nos formandos.
Apresentação, obedecendo a princípios de perceção e estética de modo a facilitar a compreensão dos formandos. Exatidão, representando corretamente os factos ou partes essenciais desses factos.
Atualidade, dependendo da natureza dos factos, sendo necessário ter características e elementos do presente ou então da época a retratar.
Qualidade, melhorando a aquisição de conhecimentos, atitudes e valores.
Finalidade, deverão estar de acordo com os objetivos do planeamento da sessão.
Utilidade, oferecendo possibilidades de trabalho entre formandos e formadores. Os recursos didáticos devem apresentar algumas características pare se tornarem realmente eficazes: A realização Escolha do suporte Etapas de produção do material didático Objetivos Deve-se ter em conta que o recurso se aplica especificamente ao conteúdo que vamos abordar no módulo de formação, não servindo para ilustrar a exposição verbal, mas para fazer parte da comunicação. Elaborar o projeto Público 1 - Tema
2 – Objetivos
3 - Escolha do suporte
4 – Público
5 - Elaborar o projeto
6 - A realização Tema Definir objetivos possibilita uma opção mais adequada do recurso didático a produzir, bem como um melhor enquadramento das funções desempenhar. Passa pelo conhecimento de vários processos técnicos que podem necessitar de alguma aparelhagem específica. Por vezes encontramos recursos didáticos (documentos) já realizados, que se adaptam aos fins em vista e podem servir quer como ponto de partida, quer mesmo para utilizar na sala de formação. O formador seleciona os materiais que tem à sua disposição e analisa o tempo que levará a executar o documento. Será necessário ter um conhecimento prévio das principais características dos formandos em sala. Perante este conhecimento define-se a intenção da utilização. O recurso didático que vamos usar deve obedecer a um plano: pontos importantes do tema, o tempo de execução e de apresentação, o número de documentos a realizar (slide, transparências, internet...). Importância dos sentidos no processo de aprendizagem Também se verificou que a informação retida após um determinado período de tempo, varia com a utilização dos meios audiovisuais . Num processo de aprendizagem, os cinco sentidos funcionam como vias privilegiadas de acesso de informação ao cérebro. Vários estudos foram desenvolvidos para se determinar qual a percentagem de utilização de cada um dos cinco sentidos: visão, audição, tacto, olfacto e gosto.

Dois destes estudos forneceram os seguintes resultados: Outros estudos realizados determinaram qual a percentagem de informação retida no processo de aprendizagem. Percentagem de retenção da informação Percentagem de retenção da informação ao longo do tempo Em síntese, conclui-se da análise dos vários resultados obtidos, que a utilização de informação audiovisual facilita o processo de aprendizagem. Contributos dos recursos didáticos Facilitam a troca de ideias, o tempo de exposição e apreensão é menor, logo o espirito de crítica e de intervenção aumenta.

Facilitam a atividade do formador que conseguirá atingir os seus objetivos mais fácil e rapidamente, a exposição é facilitada utilizando os recursos didáticos. Provocam grande impacto no auditório, devido à dinâmica criada, ao clima de expectativa gerado e à estimulação dos sentidos.

Facilitam a retenção na memória, que é estimulada de uma forma mais eficaz na captação da mensagem, porque estão nela envolvidos os principais sentidos. Aumentam o interesse e a atenção dos formandos, envolvendo-os diretamente, aumentando o espírito crítico do formando, em virtude da dinâmica provocada pelos meios audiovisuais na ação de formação.

Diminuem o tempo da formação, tendo o formador ao seu dispor meios técnicos mais eficazes, capazes de fazer chegar de forma mais rápida a mensagem aos diferentes recetores, porque estes se encontram mais estimulados para a receber. Modulo VI Recursos didáticos
O que são?
Exemplos de recursos didáticos e sua aplicabilidade.
Full transcript