Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

"Criação de Recursos Educativos Digitais na formação continu

Defesa de Mestrado- Faculdade de Educação/Unicamp
by

Tania Lucia Maddalena

on 12 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of "Criação de Recursos Educativos Digitais na formação continu

"Criação de Recursos Educativos Digitais na formação continuada de professores de espanhol."
Contextualização da pesquisa
- A pesquisa é parte constitutiva do um projeto de cooperação binacional entre Brasil e Espanha, sediado pela UNICAMP e pela Universidade Politécnica de Valencia, (Espanha), tendo como agência financiadora a CAPES.

- Nesse contexto de cooperação, se realizaram atividades de pesquisa promovendo a interculturalidade e o intercambio nas áreas de formação continuada de professores no uso de tecnologias digitais.

1.1. Recursos Educativos Digitais

"Pode ser considerado um RED: um jogo educativo, um programa informático, um vídeo, um tutorial, um blog, uma página Web, uma apresentação interativa, uma animação, etc. Sempre que seja armazenado em suporte digital e que se leve em conta, na sua conceição, considerações pedagógicas." (RAMOS, 2012)

1.2. A web como espaço de autoria e o professor-autor


Capítulo 3: O curso de formação continuada para professores de espanhol/LE
3.1. Carateriza
ção
do curso


3.2. Perfil dos alunos


3.3. O Ambiente Virtual de Aprendizagem


3.4. Interculturalidade e Colabora
ção
como bases didático-pedagógicas do curso.


3.5. Aplicações e Softwares de edição e autoria utilizadas no curso
Metodologia
Capítulo 1: Recursos Educativos Digitais e Autorias na Web 3.0
Capítulo 4: Recursos Educativos Digitais para o ensino do ELE
Vídeo despedida curso
Muito Obrigada!

¡Muchas gracias!



O objetivo geral da pesquisa foi abordar o processo de criação autoral de Recursos Educativos Digitais (RED) na formação continuada de professores de Espanhol como Língua Estrangeira (ELE).


O trabalho de campo se materializou no curso de formação continuada para 60 professores de espanhol das regiões Sul, Sudeste e Centro-leste do Brasil.

Foi realizado na modalidade EaD, de Setembro do 2012 até Junho do 2013.
Referencias Bibliográficas
Considerações finais
Mestranda: Tania Lucía Maddalena
Orientador: Prof. Dr. Sérgio Ferreira do Amaral

Defesa de Mestrado
ARDOINO, J. Abordagem multirreferencial (plural) das situações educativas e formativas. In: BARBOSA, J. G. (Org.). Multirreferencialidade nas ciências e na educação. São Carlos: EdUFSCar. 1998.

BARBIER, R. A pesquisa-ação. Brasília: Liber Livro Editora, 2002.

BAKHTIN , M. Estética da criação verbal. Trad. Maria Ermantina Galvão. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BRASIL. Lei de Educação N 11.161. Brasília: 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Lei/L11161.htm acesso em 13/01/2013.

BRASIL. Orientações Curriculares para o Ensino Médio. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Brasilia: 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/book_volume_01_internet.pdf acesso em 8/10/2013.

BUZATO, M. E. K. Letramento e Inclusão na Era da Linguagem Digital. IEL/UNICAMP, Mimeo, 2006.

CAMARGO, M.L.N. de A formação de professores de línguas na Universidade: entre o ideal teórico e o real da prática. Dissertação de Mestrado – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

COLL, C. MONEREO. C. (Orgs.) Psicologia da educação virtual: aprender a ensinar com as tecnologias da informação e comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010.

CUNHA, R. B.; PRADO, G. V. T. A produção de conhecimento e saberes do/a professor/a-pesquisador/a. Em: Revista Educar, n. 30, p. 251-264. Curitiba: Editora UFPR, 2007.

CHARTIER, R. A história cultural: entre práticas e representações. Lisboa: Difel, 1990.

D'ÁVILA, C. Por uma didática colaborativa no contexto das comunidades virtuais de aprendizagem. Em: Práticas pedagógicas e tecnologias digitais/ organização Edméa Santos, Lynn Alves. Rio de Janeiro: E-papers, 2006.

DUSSEL, I. Educar la Mirada: políticas y pedagogías de la imagen. Buenos Aires: Manantial, FLACSO, OSDE, 2006.

FERREIRO, E. Pasado y presente de los verbos leer y escribir. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2001.

FREIRE, P. Pedagogía del Oprimido. México: Siglo XXI, 1970.

LAMBERT, J. Digital Storytelling: capturing lives, creating community. Berkeley: Digital Diner Press, 2002.

LÉVY, P. O que é o virtual. São Paulo: Editora 34, 1996.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

MACEDO, S.R.; Gonçalves, B; Borba, S. (Orgs) Jacques Ardoino & a Educação. Belo Horizonte: Autentica editora, 2012.

PAIVA, V.M., O uso da Tecnologia no ensino de línguas: breve restropectiva histórica. Disponível em: http://www.veramenezes.com/techist.pdf > acesso em: 4/01/2013.

RAMOS, J.L; Avaliação e Qualidade de Recursos Educativos Digitais. GEPE/Ministério da Educação, 2012.

REIG, D. Socionomía ¿Vas a perderte la revolución social? Barcelona: Deusto, 2012.

SANTAELLA, L. Navegar no Ciberespaço: o perfil cognitivo do leitor imersivo. São Paulo: Paulus, 2009.

SANCHO GIL, J.M. De TIC a TAC el difícil tránsito de una vocal. Revista: Investigación en la Escuela, 68, pp: 19-30, 2008.

SANTANA, B. Materiais didáticos digitais e recursos educacionais abertos. Em: Recursos Educacionais Abertos: práticas colaborativas políticas públicas /Santana B.; Rossini C.; Pretto N. (Organizadores). – 1. ed., 1 imp. – Salvador: Edufba; São Paulo: Casa da Cultura Digital, 2012.

SANTOS, E. O. Educação on-line como campo de pesquisa formação, potencialidades das interfases digitais. Em: Práticas pedagógicas e tecnologias digitais/ organização Edméa Santos, Lynn Alves. Rio de Janeiro: E-papers, 2006.

UNESCO. Declaração REA em Paris. Em: Congresso Mundial sobre Recursos Educacionais Abertos. UNESCO, Paris, 2012. Disponível em: http://www.unesco.org/new/fileadmin/MULTIMEDIA/HQ/CI/WPFD2009/Portuguese_Declaration.html acesso em: 12/11/2013


-Em agosto do ano de 2005, se decretou a Lei N° 11.161, que estabeleceu a obrigatoriedade do ensino da Língua Espanhola no Ensino Médio das escolas públicas e privadas do Brasil. Surge assim uma demanda pela formação de professores de espanhol no contexto brasileiro.
Como é a relação entre os professores de línguas e a utilização de tecnologias em sala de aula?

Os professores de ELE utilizam recursos educativos da Internet? São criadores-autores de recursos educativos nas redes virtuais?

Como foi o processo de utilização e criação de RED no curso de formação continuada na modalidade EaD?

Como foi pensada a interculturalidade nesse processo?
Tania Lucía Maddalena
tlmaddalena@gmail.com
Capítulo 2: Práticas de ensino-aprendizagem de línguas na Cibercultura
2.1. As relações entre o ensino de línguas e o uso das Tecnologias. (PAIVA, 2008)

2.2. Letramento digital na formação de professores. (BUZATO, 2009, 2010)

2.3. Práticas de ensino-aprendizagem de línguas na Cibercultura. (LÉVY, 1999. SANTAELLA, 2009. SANTOS, 2006, 2013)
"A comunicação consciente (linguagem humana) é o que faz a especificidade bilógica da espécie humana. Como nossa prática é baseada na comunicação, e a Internet transforma o modo em que nos comunicamos, nossas vidas são profundamente afetadas por essa nova tecnologia de comunicação. Por outro lado, ao usa-la de muitas maneiras nos transformamos a própria Internet. Um novo patrão sócio-técnico emerge dessa interação. (CASTELLS, 2003, p.10)
Na Pesquisa-Ação há uma ação deliberada de transformação da realidade; tendo um duplo objetivo: transformar a realidade e produzir conhecimentos relativos a essas transformações.

- Implicação do pesquisador com o campo de pesquisa.


O observador não se situa em parte alguma "fora" do mundo observado, e sua observação é parte integrante do objeto observado. Isso é inteiramente válido para todo enunciado e para a relação que ele estabelece. Não podemos compreende-lo do exterior.
A propria compreenção é de natureza dialógica num sistema dialógico, cujo sistema global ela modifica. Compreender é, necessariamente, tornar-se o "terceiro" num diálogo. (BAKHTIN, 2003, p.355)
A experiência docente é riquíssima para a produção de conhecimentos e saberes sobre a organização do trabalho pedagógico; as narrativas escritas das vivencias dos/as professores/as são documentos imprescindíveis para conhecer a "as práticas educativas" e constituem oportunidade de reflexão do/a professor/a quiçá de investigação. (CUNHA, R.; PRADO, G.V.T. 2007, p.281)
Criação de videos como Recursos Educativos
Remix com o PREZI
A Narração Digital de Historias (El Relato Digital)
Proposta Módulo 4 do curso:

Vídeos de diversas temáticas
em língua espanhola.

-criados com o Software Movie Maker

-de 15 grupos de alunos foram
entregues 13 vídeos

-Todos compartilhados
no YouTube
"Los amantes de Teruel" Vídeo feito por uma professora de espanhol, aluna do curso, com quase 2000 reproduções no YouTube.

Apresentação feita no PREZI por uma professora de espanhol, aluna do curso.
As narrativas docentes: a voz dos autores

“No decorrer das atividades que desenvolvemos me encantei como PREZI, assim como outros colegas e também a edição de vídeos, inclusive, após todo o trabalho que encontrei juntamente com o meu grupo, descobri que no “Youtube”, é possível fazer toda aquela edição de forma muito simples, então, valeu a experiência para que eu pudesse buscar recursos e aperfeiçoar as minhas práticas, quanto a atividade realizada com o PREZI, ainda hoje passo para os alunos de minha nova turma de espanhol, quero ver se conseguimos desenvolver uma atividade no site.”

(Relato de um professor da cidade de São Paulo, Brasil).






“¡Hola profesora Tania! Una de las cosas buenas con este curso también fue una mejora en mi curiosidad por recursos que puedan ayudar en las clases. Con eso, y para practicar mis descubrimientos, comparto un "muro" que he hecho en un sitio que me pareció interesante - todavía tengo que conocerlo mejor. Dejo en enlace (también se puede añadir textos)”. http://padlet.com/wall/ferramentas-ensino

(Relato de um professor de Campo Grande, estado de Mato Grosso do Sul, Brasil).

"Educar-se é impregnar de sentido cada momento da vida, cada ato cotidiano" (Paulo Freire)
- Nos dois anos da pesquisa se fez um percorrido pelos fundamentos teóricos que acompanham as mudanças na conceituação do conhecimento, de sua elaboração, difusão e utilização na Cibercultura. Em especial, as possibilidades que essas mudanças tem na formação continuada de professores.

- O trabalho de campo, pensado e concebido como pesquiça-ação, acompanhou o processo de Letramento Digital de 60 professores de espanhol e promoveu a criação-autoria dos Recursos Educativos Digitais para o ensino do ELE.

-Todos os Recursos Educativos Digitais criados no curso estão disponívels para sua possível reutilização na Internet.

“(...) Interessei-me demasiado no curso, porque é a possibilidade de renovação pedagógica e estrutural das classes de língua estrangeira. A ementa do curso se relaciona efetivamente com a minha formação como licenciado, entretanto ainda me sinto despreparado para elaborar as minhas aulas de espanhol, sem cair no viéis gramaticalista e estrutural. Esse apelo se baseia no fato de que o espanhol é disciplina vista como desnecessária pela nossa política educacional, o que se revela na pouquíssima oferta de cursos de especialização e formação continuada para professores. Portanto, um curso desse status é de fundamental importância na formação docente. (...)”

(Relato de um professor de espanhol do Rio de Janeiro solicitando o ingresso no curso, 2012).

-Foi a proposta de projeto final do curso.

-Consiste em criar um vídeo breve, de quatro ou cinco minutos de duração, no qual predomina o conteúdo narrativo. "A arte de combinar historias com elementos digitais multimídia."

-O grupo CAMILLE- (UPV-Espanha) realizou oito vídeos em formato de gravação Polimedia , sobre como criar "narração digital de historias" voltadas ao ensino do espanhol como língua estrangeira.

- Recebemos 47 "Relatos Digitais" que os professores de espanhol fizeram. Foi a maior manifestação autoral dos professores junto aos seus alunos, e outros individualmente, de maneira criativa mediando o conteúdo em espanhol com as TIC.



Proposta do Módulo 3 do curso:

"Remix de Materiales Educativos con PREZI"
Full transcript