Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Carboidratos e Lipídeos

No description
by

Rafael Lima

on 15 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Carboidratos e Lipídeos

Carboidratos e Lipídeos
Introdução Carboidratos
Carbo - hidratos = C + H O A proporção é mantida! (1:2:1)
A principal fonte de energia do corpo (em especial o cérebro)
Glicose
(principalmente tecido nervoso)
As biomoléculas mais abundantes na terceira rocha depois do Sol
Classificação
Classificados quanto ao tamanho

Lipídeos
Basicamente C H e O
Hidrofóbicas ou lipofílicas
(Enem 2007) Ao beber uma solução de glicose (C H O ). Um corta C-cana ingere uma subtância:

a) que, ao ser degradada pelo organismo, produz
energia que pode ser usada para movimentar
o corpo.
b) inflamável que, queimada pelo organismo, produz
água para manter a hidratação das células.
c) que eleva a taxa de açúcar no sangue e é armazenada
na célula, o que restabelece o teor
de oxigênio no organismo.
d) insolúvel em água, o que aumenta a retenção
de líquidos pelo organismo.
e) de sabor adocicado que, utilizada na respira-
ção celular, fornece CO2 para manter estável a
taxa de carbono na atmosfera.
(ENEM/2000) O metabolismo dos carboidratos é fundamental para o ser humano, pois a partir desses compostos orgânicos obtém-se grande parte da energia para as funções vitais. Por outro lado, desequilíbrios nesse processo podem provocar hiperglicemia ou diabetes. O caminho do açúcar no organismo inicia-se com a ingestão de carboidratos que, chegando ao intestino, sofrem a ação de enzimas, “quebrando-se” em moléculas menores (glicose, por exemplo) que serão absorvidas. A insulina, hormônio produzido no pâncreas, é responsável por facilitar a entrada da glicose nas células. Se uma pessoa produz pouca insulina, ou se sua ação está diminuída, dificilmente a glicose pode entrar na célula e ser consumida. Com base nessas informações, pode-se concluir que:

A) o papel realizado pelas enzimas pode ser diretamente substituído pelo hormônio insulina.
B) a insulina produzida pelo pâncreas tem um papel enzimático sobre as moléculas de açúcar.
C) o acúmulo de glicose no sangue é provocado pelo aumento da ação da insulina, levando o indivíduo a um quadro clínico de hiperglicemia.
D) a diminuição da insulina circulante provoca um acúmulo de glicose no sangue.
E) o principal papel da insulina é manter o nível de glicose suficientemente alto, evitando, assim, um quadro clínico de diabetes.

(ENEM - 2009) Uma dieta com consumo adequado de carboidratos, além de prover energia para o corpo, ainda proporciona um efeito de "preservação das proteínas". A afirmação está correta porque:

a) os carboidratos, armazenados sob a forma de gordura corpórea, constituem uma barreira protetora das proteínas armazenadas nos músculos.
b) se as reservas de carboidratos estiverem reduzidas, vias metabólicas sintetizarão glicose a partir de proteínas.
c) as enzimas que quebram os carboidratos interrompem a ação de outras enzimas que desnaturam proteínas.
d) o nitrogênio presente nos aminoácidos das proteínas não pode ser inativado em presença de carboidratos.
e) a energia liberada pela quebra de carboidratos desnatura enzimas que degradam proteínas.

Questões!
6 12
6
2
Fotossíntese converte + 100 bilhões toneladas de CO2 e H2O em carboidratos (celulose e outros açúcares)!
Funções
Principalmente Energética
Estrutural para
fungos, bactérias
e
vegetais
(
celulose
)
Sinalização molecular
Tecidos conjutivos e lubrificantes de articulação em
animais
Monossacarídeos
Dissacarídeos (lactose (galac + gli), maltase (gli + gli), sacarose (gri + frut) liberação de uma molécula de água.
Polissacarídeos
Desoxirribose
Frutose
Glicose
Principal fornecedor de energia para o trabalho celular. É a base para a formação da maioria dos carboidratos mais complexos. Produzida na fotossíntese pelos vegetais. Encontrada no sangue, no mel e nos tecidos dos vegetais.
Fórmula molecular: C H O
6 12 6
Glicose
É o carboidrato mais importante na biologia!
Todas as moléculas destinadas a se transformarem em enegia antes disso se tornam glicose!

Os níveis de glicose são regulatórios para o corpo, sendo o principal mecanismo de controle do consumo energético, variam com stress, atividade física, raciocínio, temperatura, infecções...

Glicemia
hipoglicemia
hiperglicemia
Frutose
C H O
Encontrado em frutas
Galactose
C H O
Componente da lactose
Monossacarídeos
Funções:
São combustíveis
Componentes de membranas
Precurssores de hormônios e vitaminas
Isolantes térmicos
Carotenóide
São pigmentos nos vegetais
Precursores de Vitamina A
mais de 900 tipos de carotenóides conhecidos divididos em Carotenos e Xantófilos
Triglicerídeos
glicerol : C H O
+ 1-3 moléculas de Ac. Graxo
3 8 3
6 12 6
6 12 6
Ácidos Graxos
> em animais; saturados (sem ligação dupla)
Aumenta os níveis de LDL, aumentando o risco de doenças coronárias
> em vegetais; insaturados (com ligações duplas)
Ajuda a reduzir os níveis de LDL, evitando doenças coronárias
> Gordura trans: produzida por um processo industrial, chamado hidrogenação, que torna o óleo vegetal sólido.
ômega 3 e 6
essenciais!
Gorduras trans
Sabão
Impermeabilizantes nos vegetais
Monossacarídeos é um termo genérico para definir a menor unidade de um carboidrato.
Causas da Hipoglicemia
Causas da Hiperglicemia
Full transcript