Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Karl Popper

No description
by

Margarida Pereira

on 2 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Karl Popper

Francis Bacon
(1561-1626)
O Indutivismo
Karl Popper
As suas ideias opõe-se às do Neopositivismo.
Popper afirmava que era impossível verificar se uma teoria era científica, pois não era possível comprovar todas e cada uma das suas possibilidades.
Propõe então que os cientistas sigam o caminho inverso - procurem provar a sua falsidade.
Conclusão:
O método indutivo e o método hipotético-dedutivo são métodos que permitem demarcar a ciência de outros modos de conhecer o real (especificidade metodológica da ciência).

Podemos concluir que o método hipotético-dedutivo proposto por Karl Popper é mais plausível, uma vez que o critério da falsificação é mais legítimo do que o da confirmação.
Um enunciado só é científico se for empiricamente verificável.
Crítica ao Indutivismo
Karl Popper
Stuart Mill
(1806-1873)

O Método Indutivo
Observação dos Fenómenos
Generalização da relação
Generaliza-se a relação encontrada entre os factos semelhantes em leis que expressam as relações constantes entre factos.
Descoberta da relação entre os fenómenos
Por intermédio da comparação e da classificação, procura-se aproximar os factos para descobrir a relação existente entre eles.
O facto ou fenómeno é observado e registado de modo a poder encontrar-se as suas causas. Este registo deve ser realizado de modo objetivo e a observação deve ser repetida.

Trabalho realizado por:
- Alexandra Santos nº 1

- Cláudia Silva nº 7

- João Sousa nº 15

- Margarida Pereira nº 20

- Pedro Teixeira nº 22
11º A
Karl Popper não acredita que a especificidade metodológica da ciência resida na indução. Assim, Karl Popper distingue a ciência dos outros conhecimentos:

- Substitui o método indutivo pelo hipotético-dedutivo (conjetural);

- Substitui o critério da verificabilidade pelo da falsidade.
Critério da Verificabilidade/ Confirmabilidade
A Crítica de Karl Popper ao Indutivismo
O Método Hipotético-dedutivo
Existência de um Facto-problema: é um problema que surge em geral de conflitos decorrentes das nossas expectativas ou das teorias já existentes.
Formulação de uma hipótese ou conjetura
Uma hipótese é uma antecipação de factos posteriormente comprováveis, ou seja, de uma explicação provisória de um dado fenómeno que exige comprovação.
A formulação de hipóteses resulta de um raciocínio criativo.
Dedução das consequências
Depois da hipótese ter sido formulada serão deduzidas as principais consequências.
Experimentação
A hipótese é testada, experimentada, confrontada com a experiência. Os resultados da experiencia podem confirmar a hipótese (validada– lei científica) ou invalidá-la.
Exemplo:
Critério da Falsificabilidade
A corrente positivista valoriza a experiencia sensível como a única base sólida do conhecimento.
A neopositivista conjuga a tradição empirista com o formalismo lógico-matemático.

Assim, o Indutivismo distingue a ciência de outras formas de conhecimento:

- o conhecimento científico resulta do método indutivo.
- o critério da validação científica é a verificação e a confirmação experimental.
O critério que permite distinguir o conhecimento científico do não científico passa pela falsificação: a experiência é usada de modo a testar a resistência da hipótese aos fenómenos que a possam invalidar.
Todas as ovelhas comem erva. Esta premissa é cientificamente válida, no Indutivismo se todas as ovelhas que observarmos comerem erva. Porém, Karl Popper defende que esta premissa é apenas válida caso seja possível falsificar empiricamente.
"As teorias mais válidas nunca são teorias verdadeiras, mas apenas teorias que ainda não são falsas"
Karl Popper
"O Indutivismo é um mito que contamina as ciências da natureza."
Karl Popper
Full transcript