Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Revolução da Balaiada

No description
by

on 5 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Revolução da Balaiada

Balaiada
Maranhão, 1838
O nome "Balaiada" deriva de um dos líderes Manuel Francisco dos Anjos Ferreira, o Manuel Balaio, devido ao seu ofício: fazer balaios (cestos) para transporte de mercadorias.
Motivos:
Contexto histórico:
Balaiada foi uma revolta popular ocorrida em Vila da Manga, interior do Estado do Maranhão e no Piauí, entre 1838 e 1841 e envolveu os mais variados grupos sociais.
Líderes:
Principais acontecimentos
Enfraquecimento do movimento:
Algo mais:
Divergências políticas entre as elites conservadoras e liberais;
Insatisfação de grande parte da população pobre com o sistema de governo;
Em 1835, Diogo Feijó assume a Regência Una com pouca margem de votos, logo é um governo que enfrenta grande oposição;
No Maranhão, nasce uma oposição entre os "bem-te-vis"(liberais que tinhas apoio de grandes proprietários rurais e dos segmentos médios urbanos) e os "cabanos"(grupo dos conservadores, formado de negociantes portugueses, grandes criadores de gado e produtores de algodão).
Diversas revoltas populares eclodem em todas as províncias;
Raimundo Gomes, vaqueiro.
O artesão Manoel dos Anjos Ferreira, conhecido como "Balaio".
Cosme Bento de Chagas, ex-escravo,conhecido como Preto Cosme.
1838: Raimundo Gomes invade a prisão de Vila da Manga;
1839: Os balaios conquistam a Vila de Caxias e organizam a Junta Provisória;
Coronel Luís Alves Lima e Silva, Barão de Caxias, reconquista a Vila de Caxias. Após isso, Raimundo se entrega as tropas oficiais.
Ainda em 1839, Cosme Bento assume a liderança dos balaios;
Pouco tempo depois, o líder Cosme Bento foi capturado e enforcado: era o fim da revolta.
1840: Aproveitando a anistia concedida pelo governo, muitos balaios resolvem se render;
Muitos revoltosos sobreviventes fugiram para o Sertão dando origem aos primeiros grupos de cangaceiros e jagunços profissionais;
Morreram cerca de 12.000 sertanejos e escravos durante a Revolta.

Uma História de Amor e Fúria
Uma História de Amor e Fúria é um longa-metragem de animação que conta a historia pelo lado oposto a dos vencedores, ou seja, pela visão dos que lutaram pela resistência ao poder dominante. Um herói imortal (Selton Mello) com quase 600 anos de idade acompanha a história do Brasil, enquanto procura a ressurreição de sua amada Janaína (Camila Pitanga). Como pano de fundo do romance, o filme de Luiz Bolognesi ressalta quatro fases da história do Brasil: a colonização, a escravidão, o Regime Militar e o futuro, em 2096, quando haverá guerra pela água.
Na parte da escravidão, o cenário escolhido foi justamente no interior do maranhão em 1838. Ali o herói imortal se mostra como Manuel Balaio- um dos líderes da balaiada-, ele é casado com Janaína e tem duas filhas.
Cansados com os abusos dos governantes, a violência sofrida por uma das suas filhas, faz com que balaio pegue em armas e se junte com o resto da população pobre para enfrentar os poderosos.
Ele morre na batalha, e continua sua saga em busca de Janaína em outra época da historia do Brasil.
História do Brasil
Professora: Viviane Galvão
Equipe:
Emily Leça
Elizabeth Guimarães
Fernanda Bernardo
Anna Beatriz
Maria Eduarda Soares
Mirella Dantas
Apresentou-se como um movimento fracionado, com tendências e levantes sucessivos, indicando direções variadas. E envolveu os mais variados grupos sociais.
Economia agrária no Maranhão atravessava grande crise;
Votação pela" lei dos prefeitos " pela qual o presidente da província poderia nomear vários cargos políticos (gerando monopolização dos "cabanos" e exclusão do "bem-te-vis);
Recrutamento forçado de pequenos agricultores ou criadores para servir nas tropas oficiais;
Violência sofrida pelas filhas de Manuel Balaio (Um dos principais líderes da revolta).
Adesão de outros grupos ao movimento ao lado dos "bem-te-vis", como os vaqueiros, pequenos agricultores e artesões;
Full transcript