Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O Consumo de Comunicação Online em Plataformas Móveis – O Comportamento do Consumidor de Editorial Brasileira com o Surgimento do iPad.

O comportamento do Consumidor Editorial Brasileiro com o Surgimento do iPad
by

Kamillo Reis

on 27 May 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Consumo de Comunicação Online em Plataformas Móveis – O Comportamento do Consumidor de Editorial Brasileira com o Surgimento do iPad.

O Consumo de Comunicação Online
em Plataformas Móveis: O Comportamento do Consumidor
Editorial Brasileiro com o
Surgimento do iPad. camilarodrigues
kamilloreis
paulathuanne A introdução de produtos com inovações tecnológicas em mercados pouco desenvolvidos, é um fator diferencial para a aceitação deste serviço, no qual produtos percebidos como realmente novos (DAHL e HOEFFLER, 2004), atingem novos consumidores potenciais, normalmente de alto poder aquisitivo, por vezes tecnológicos ou hedônicos.

Consomem pela necessidade de sentir-se inseridos em meio a cultura de consumo (CANCLINI, 1992), pois entende-se que essa será um habito social comum. O mercado editorial está enfrentando essa transição, saindo do tradicional impresso e ingressando em plataformas móveis digitais. Esta pesquisa justifica-se pelo fato de tal segmento ser considerado tecnológico e inovador, por tanto, pouco conhecido e estudado até o presente momento. Essas informações são importantes para o desenvolvimento das empresas e para a satisfação dos clientes. █ ▄ + Como as pessoas no Brasil enxergam a transição da informação impressa para o digital?

Quais as principais duvidas e dificuldades desses usuários na adesão e utilização desses serviços?

A informação ganha mais credibilidade no momento em que é mediada por um instrumento tecnológico de fácil atualização? Nesta pesquisa serão avaliados também os fatores utilitários e sociais/hedônicos dos serviços editoriais em plataformas móveis, assim como a função técnico-teórica relacionada com problemas ou falhas dos produtos e serviços neles inseridos, bem como a facilidade de uso, complexidade Conhecer qual é a real necessidade dos usuários.

Discutir e avaliar seus valores, experiências e preferências de mercado.

Gerar uma relevante análise, estruturada sobre o comportamento do consumidor.

Estratégias mais adequadas de introdução no mercado (promoções, adequação de formato, solução de problemas e desenvolvimento de mecanismos de interação com o consumidor). Ferramentas móveis classificadas como distribuidores de conteúdo, surgem de maneira desenfreada em diferentes formas, a exemplo dos smarthphones, tablets e e-readers, dispositivos com mais funcionalidade, novas aplicações, softwares mais inteligentes e design inovador. Esses produtos tornaram-se verdadeiros líderes de mercado e objetos de desejo, não só pela sua funcionalidade, mas pelo culto à marca, consumidores têm uma crença fundamental sobre o mercado (FRIESTAD; WRIGHT, 1994), acreditando que novos produtos são maximamente eficazes. Tais aparelhos acabam por torna-se plataformas a serem preenchidas por produtos digitais: aplicativos, revistas online, rádio web, entre outros. A partir dessa perspectiva, surge a necessidade de estudar aprofundadamente como se dará esse processo de consumo e comercialização dessa informação para esses dispositivos móveis. “A expansão dos smartphones e tablets se dará rapidamente e essa pode tornar-se uma das plataformas dominantes da imprensa em alguns anos”

(O ESTADO DE S.PAULO, 14 de março de 2010) Uma oportunidade de crescimento tão grande e interessante quanto o surgimento da distribuição direta através de um veículo impresso, na década de 1980 (FINANCIAL TIMES, 03 de julho de 2010). Em um primeiro momento, coleta-se dados relacionados ao tema em sites, blogs e redes sociais, consideradas uma forma poderosa para a organização dos indivíduos no mundo da Internet (ROTHAERMEL; SUGIYAMA, 2001).

Estudos desta natureza caracterizam-se pela flexibilidade e liberdade para explorar, permitindo compreender o fenômeno e encontrar respostas para questões que pareçam importantes ou permaneçam sem resposta aparentemente (STRAUSS; CORBIN, 2008). Analisar o cenário editorial do Brasil após o advento das revistas online examinando o comportamento do consumidor editorial brasileiro diante do mercado de comunicação online em dispositivos móveis. Objetivo geral: Identificar publicações já existentes no mercado sendo comercializadas para dispositivos móveis.

Identificar o publico consumidor dos serviços e qual seu principal foco na adesão desses serviços (utilitarismo/hedonismo).

Avaliar o nível de adesão que esses novos produtos estão alcançando, buscando conhecer justificativas para esses números.

Analisar características, com base na opinião dos consumidores, de como esses produtos e serviços podem se tornar mais eficientes. Preece, J.; Rogers, Y.; Sharh, H.: 2005, Design de interação: além da interação homem-computador. Bookman, Porto Alegre;
DAHL, W. D.; HOEFFLER, S. M. Z.: 2004, The Role of Imagination-Focused Visualization on New Product Evaluation, Journal of Marketing Research, Vol. XLVI, February 2009.
FRIESTAD, M.; WRIGHT, P.: 1994, The Persuasion Knowledge Model: How People Cope with Persuasion Attempts, In: Journal of Consumer Research, 21 (June), p. 1–31; University of Chicago, Chicago.
CANCLINI, N. G.: 1992, Culturas Híbridas. Edusp, 2000, São Paulo;VERGARA, S. C.: 2005, Métodos de pesquisa em Administração. Atlas, São Paulo;
ARRUDA FILHO, E. J. M.; CABUSAS, J.; DHOKALIA, N.: 2008, Social Factor versus Utilitarian Technology: Social Marketing versus Utilitarian Market, JISTEM: Journal of Information Systems and Technology Management. Vol.5, Universidade de São Paulo, São Paulo, p. 305-324.
ROTHAERMEL, F.T.; SUGIYAMA, S., Virtual internet communities and commercial success: individual and community-level theory grounded in the atypical case of TimeZone.com, Journal of Management, v. 27, 2001, p. 297–312.STRAUSS. A.;
CORBIN, J. Pesquisa qualitativa: técnicas e procedimentos para o desenvolvimento da teoria fundamentada. 2.ed. Porto Alegre: Artmed, 2008.
KOZINETS, R. V. On Netnography: Initial Reflections on Consumer Research Investigations of Cyberculture. Advances in Consumer Research, v. 25, Provo, UT: Association for Consumer Research. 1998. Referências:
Full transcript