Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Estado da Bahia

A Bahia é uma das 27 unidades federativas do Brasil. É o estado com o sexto maior PIB do país. Está situada ao sul da Região Nordeste do Brasil e é o maior estado da região, fazendo limites com oito outros estados federados brasileiros, a saber: Sergipe,
by

Yuri Coicca

on 18 January 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Estado da Bahia

Estado da Bahia A Bahia é uma das 27 unidades federativas do Brasil. É o estado com o sexto maior PIB do país. Está situada ao sul da Região Nordeste do Brasil e é o maior estado da região. De acordo com estimativas de 2007 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a Bahia é o quarto estado brasileiro mais populoso e o 15º mais povoado, com uma população de 14 080 654 habitantes. Demografia Demografia Está situada ao sul da Região Nordeste do Brasil e é o maior estado da região, fazendo limites com oito outros estados federados brasileiros, a saber: Sergipe, Alagoas, Pernambuco e Piauí (N); Tocantins e Goiás (O); Minas Gerais e Espírito Santo (S). A leste, é banhada pelo Oceano Atlântico e tem, com novecentos km, a mais extensa costa de todos os estados do Brasil com acesso ao Oceano Atlântico. Ocupa uma área de 567 295,669 km². Limites Limites A Bahia responde por cerca de trinta por cento do produto interno bruto do Nordeste brasileiro e por mais da metade das exportações da região. É o sexto estado brasileiro que mais produz riqueza. A economia do estado baseia-se na indústria (química, petroquímica, informática, automobilística e suas peças), agropecuária (mandioca, feijão, cacau e coco), mineração, turismo e nos serviços. Existe o importante Polo petroquímico de Camaçari, onde funciona, entre outros empreendimentos, uma montadora Ford, estando o complexo industrial localizado na cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. As atividades agropecuárias ocupam cerca de setenta por cento da população ativa do estado. Economia Economia Agricultura
A agricultura está dividida em grande lavoura comercial, a pequena lavoura comercial e a agricultura de subsistência. A grande lavoura está baseada na cultura da cana-de-açúcar e integrada com modernas usinas e na do cacau. Entre as pequenas culturas comerciais, a mandioca, o coco-da-baía, o fumo, o café, o agave, o algodão, a cebola, dendê (e consequente azeite-de-dendê) são as produções em destaque. As culturas de subsistência estão em todo o território, sendo que a cultura da mandioca é a mais importante, seguida pelo feijão, o milho, o café e a banana.

Pecuária
Importante elemento da economia baiana, a pecuária bovina ocupa hoje o sexto lugar nacional, enquanto a caprina registra atualmente os maiores números do setor em todo o Brasil, mas também se destacando os rebanhos de ovinos.

Extrativismo
As atividades extrativas vegetais têm pequena participação na economia baiana. Entretanto tem reservas consideráveis de minérios e de petróleo. A mineração baseia-se essencialmente na produção de ouro, cobre, magnesita, cromita, sal-gema, barita, manganês, chumbo, urânio, ferro, talco, columbita, prata, cristal de rocha e zinco. Setor primario Indústria
A indústria na Bahia é relativamente modesta, apesar do crescimento dos últimos 20 anos, não representa uma grande força econômica no estado, volta-se para os setores da química, petroquímica, agroindústria, informática, automobilística e suas peças, produtos alimentares, têxtil e fumo.

Porém na cidade de Salvador, estão concentradas as indústrias metalúrgicas, mecânicas, gráficas, de material elétrico e comunicações.

Energia
Conta com abundante suprimento de energia elétrica, fornecido pelo complexo hidrelétrico de Paulo Afonso e pelas hidrelétricas de Sobradinho e Itapebi, que juntas produzem quase seis mil megawatts de energia.

A Bahia é dos maiores produtores nacionais de petróleo e gás natural. Há um importante centro petroquímico foi criado em Camaçari, o Polo Petroquímico de Camaçari, e uma refinaria em São Francisco do Conde, a Refinaria Landulpho Alves, ambas as construções estão localizadas na região metropolitana de Salvador. Setor Secundario A Chapada é um dos polos turísticos mais completos do Brasil. Dispõe de aeroportos, boa malha rodoviária, hotéis de alto padrão com selos de reconhecimento como o do grupo "Roteiro de Charme". Por causa do turismo, a Chapada Diamantina passou a ser uma das áreas mais desenvolvidas da Bahia. Os principais municípios são: Lençóis, Andaraí, Mucugê e Palmeiras.

Os principais veículos da imprensa baiana são o tradicional jornal A Tarde, que também possui uma emissora de rádio; a TV Salvador (emissora local), Correio da Bahia, TV Bahia e outras emissoras que transmitem a Rede Globo no interior do estado, todas as empresas da Rede Bahia; o jornal Tribuna da Bahia; a emissora de TV Band Bahia, e a emissora da Bandnews FM em Salvador; e as emissoras de televisão TV Aratu, TV Educativa da Bahia (mantida pelo governo estadual), TV Itapoan e a TV Cabrália. Destacam-se três grupos de mídia baianos: a Rede Bahia de Televisão, o Grupo A TARDE e o Grupo Metrópole. A capital estadual é Salvador. Além dela, há outras cidades influentes na rede urbana baiana, como as capitais regionais Feira de Santana, Vitória da Conquista, o bipolo Itabuna-Ilhéus, Barreiras e o bipolo Juazeiro-Petrolina. Setor Terciario A Bahia é o centro da cultura afro-brasileira e boa parte da sua população é de origem africana, com uma maior porcentagem de pardos, seguidos por brancos, pretos e ameríndios.

Um estudo genético realizado na população de Salvador confirmou que a maior contribuição genética da cidade é a africana (49,2%), seguida pela europeia (36,3%) e indígena (14,5%). Etnias CLIMA ETNIAS Clima O catolicismo é a religião dominante no estado, e também a primeira forma organizada de culto que se introduziu no país, desde a celebração da primeira missa no Brasil. A capital baiana possui centenas de templos católicos, sendo a cidade a sede do governo católico no país, morada do Arcebispo Primaz.

O sincretismo, entretanto, com as religiões de origem africana, que na Bahia mais que em qualquer outra parte do país se mantiveram vivas, veio a misturar o candomblé com o catolicismo e outras variantes cristãs. Surgiu ali, então, religiões mistas, como o Cabula e a Umbanda.

Desde o início do século XX, a Bahia é palco de missões evangélicas protestantes. Hoje, todo o estado testemunha o crescimento das múltiplas denominações cristãs. Religião Fachada principal da Igreja de Nosso Senhor do Bonfim A escola pública na Bahia é basicamente estadual e municipal, sendo que o município tem uma preocupação maior com a ensino fundamental (primeira à quarta série) e o governo estadual com a educação fundamental também, mas só da quinta à oitava série, além do ensino médio.

Atualmente, a Bahia conta com oito universidades, sendo quatro públicas estaduais (UNEB, UEFS, UESB e UESC), duas públicas federais (UFBA e UFRB) e duas particulares/privadas (UCSal e UNIFACS). Além dessas, o estado conta ainda com a UNIVASF sediada em Petrolina (PE), que possui um campus em Juazeiro. EDUCAÇÃO Educação Índios da tribo pataxó na Bahia Devido à sua latitude, o clima tropical predomina em toda a Bahia, apresentando temperaturas elevadas, em que as médias de temperatura anuais, em geral ultrapassam os 30 °C, entretanto na serra do Espinhaço as temperaturas são mais amenas e agradáveis. Praia de Itapuã Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade Federal da Bahia Cultivo de cacau em Ilhéus Fábrica de aerogeradores situada na Região Metropolitana de Salvador O Complexo Hidrelétrico de Paulo Afonso, no rio São Francisco Morro de São Paulo Salvador é a cidade com o maior número de afrodescendentes do Brasil Fitogeograficamente, possui três grandes formações vegetais: a caatinga, a vegetação predominante, a floresta tropical úmida e cerrado. A caatinga se localiza em toda a região norte, na área da depressão do São Francisco, e na serra do Espinhaço, deixando para o cerrado apenas a parte ocidental e para a floresta tropical úmida, o sudeste. A floresta tropical úmida sofreu forte impacto da exploração antrópica, em que se devastou madeiras de lei. Vegetação da Chapada Diamantina VEGETAÇÃO Vegetação No período mais recente, temos uma Bahia pródiga de autores imortais, como Castro Alves, Adonias Filho, Jorge Amado, e João Ubaldo Ribeiro. Os dois últimos são autores excepcionais, de literatura fácil e rica de detalhes sobre a Bahia. São, ao mesmo tempo, radiografias da vida no estado. LITERATURA Literatura Os topônimos "Bahia" e "Baía" são uma referência à Baía de Todos os Santos, a qual deu o nome, originalmente, à Capitania da Baía de Todos os Santos. A capitania foi transformada, em 1821, em Província da Baía. Em 1889, a Província da Baía tornou-se o atual Estado da Bahia. "Bahia" é grafia portuguesa antiga para "baía", a qual se conservou, no Brasil, por uma questão de tradição. Em Portugal, no entanto, se utiliza, preferencialmente, o termo moderno "Baía". Topônimo Topônimo - Museu Afro-brasileiro
- Fundação Casa de Jorge Amado
- Museu Geográfico da Bahia
- Elevador Lacerda (Salvador)
- Farol da Barra
- Praias de Porto Seguro
- Pelourinho
- Mercado Modelo
- Igreja do Nosso Senhor do Bonfim
- Museu de Arte Moderna da Bahia
- Parque das Dunas TURISMO RELIGIÃO Turismo
Full transcript