Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Modos de olhar a juventude

No description
by

Janete Silva

on 14 February 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Modos de olhar a juventude

Ele sabe ver além do que os homens e mulheres comuns veem. Sabe antecipar as situações. O profeta é aquele que intervém em tempos de crises, acompanha e antecipa as mudanças cruciais da história. É isto que nos relata a história do ramos de amendoeira. “Olhos abertos”... ‘ Deus sempre alerta”... Este é o sentido da palavra amendoeira que em hebraico quer dizer  vigiar.
O OLHAR DE DEUS
Letra e música: Ir. Janete Silva
O olhar de Deus tem um jeito / E guarda um mistério bendito
Em Jesus esse mistério se revela / com gestos, palavras e decisão. / Quando diz: vá em paz não te condeno / Ou se diz: em tua casa quero estar / E mesmo quando diz: se conhecesses o dom de Deus. / Quando diz: levanta-te e anda
E não importa em que dia eu vim curar / Meu pai mandou dizer que aproximar é seu jeito de olhar.

Refr: No olhar de Deus, a paz / Nos lábios de Deus sorriso.
Jesus revelou que desde sempre Deus nos amou / E veio pra salvar o que estava perdido
Para juntar os dispersos, porque o tempo chegou.
No olhar de Deus a paz
Nos lábios de Deus sorriso / É esse sorriso que eu quero levar na estrada onde eu vou. E olhar como Deus olhou. Já entre os desafios pontuados estão a presença e um maior envolvimento dos, a revisão das metodologias de trabalho e a linguagem para sensibilizar os jovens de hoje. O modo de olhar o mundo e as juventudes nos impede pode nos impedir de avançar. Talvez porque tenhamos dificuldades de entender que eles vivem um momento da vida diferente do nosso.
E ESPERANÇA
Nossa missão é ser junto dos jovens uma presença de esperança. Abertos na fé, no modo de ver, acompanhar, amar, escutar, assessorar... Como Jesus o fez. -FILHO, O QUE QUERES?
SENHOR, QUE EU VEJA!
Fazer a experiência do cego Bartimeu – sentado à beira do caminho, sentiu Jesus passar e gritou.
Algumas vezes estamos como ele: à beira do caminho, desalentados, desanimados, sem visão, sem perspectiva, desconfiados, desacreditados de nossa missão junto às juventudes. “Os segmentos juvenis são diferenciados por critérios relacionados a territórios, gênero, etnia, classe social. A vida cotidiana é permeada por diversas representações sociais produzidas historicamente acerca dos jovens e veiculadas de maneira naturalizada”. “Nossos adolescentes atuais parecem amar o luxo. Têm maus modos e desprezam a autoridade. São desrespeitosos com os adultos e passam o tempo vagando nas praças ... São propensos a ofender seus pais, monopolizam a conversa quando estão em companhia de outras pessoas mais velhas; comem com voracidade e tiranizam seus mestres.”
Sócrates - Séc V

“Não vejo esperança para o futuro do nosso povo se ele depender da frívola mocidade de hoje, pois todos os jovens são, por certo, indisivelmente frívolos ... Quando eu era menino, ensinavam-nos a ser discretos e a respeitar os mais velhos, mas os moços de hoje são excessivamente sabidos e não toleram restrições.”
Hesíodo, séc. VIII a.C. Reconhecer/ tirar a trave do olho O que você está vendo? TODA VOCAÇÃO VEM DE DEUS
Letra e Música: Ir. Janete Silva
 
Toda vocação vem Deus / E toda resposta só vem do amor
Toda missão é um jeito que Deus / Encontrou pra fazer a resposta valer esse amor.
1-Desde o seio materno me chamou / Viu em mim algo bom e
com carinho guardou, qual tesouro escondido, em segredo mantido /
Em seus sonhos de Pai quis me confiar o cuidado da vida,
herança bendita. Meu Deus quis em mim revelar seu amor.
 
2-Quis que eu viesse ao mundo para ser um milagre da vida a se multiplicar. E me disse: eis porque te amei, te escolhi.
Ouve o grito que vem sufocado de dor
Torna outro mundo possível como desejei. Promessa que eu faço em desejo não fica. A subcultura gótica (chamada de Dark no início dos anos oitenta apenas no Brasil) é uma cultura que teve início no Reino Unido durante o final da década de 1970 e início da década de 1980, derivado também do gênero pós-punk. A subcultura gótica abrange um estilo de vida, estando ela associada diretamente a musica Darkwave/Gothic Rock, Pós Punk, Ethereal Wave, a estética (visual, moda e vestuário) com maquiagem e penteados alternativos (cabelos desfiados, desarrumados e desgrenhados) e uma certa bagagem filosófica e literária. A música se volta para temas que glamorizam a decadência, o niilismo, o hedonismo e o lado sombrio. A estética sombria se traduz na combinação de vestuário, desde death rock, punk, renascentista e moda vitorianaessencialmente baseados no Preto, em algumas vezes com adições lilas, roxo, carmesim. DARKS CONVIDADOS/AS A UM OLHAR DE FÉ! Quais as implicações deste modo de olhar, em nossa presença junto às juventudes?
Somos sinais de esperança? QUESTIONAMENTO Quinto olhar: Os jovens representam o momento primordial para as relações de vida grupal; uma fase em que vivem com mais intensidade os questionamentos, entendimentos, sonhos; um momento de descobertas de valores culturais e espirituais. Momento de discernir fazer opções sérias para a vida. Quarto olhar: os jovens são alienados, desencantados, consumistas, apáticos. Esta juventude requer uma tarefa pastoral, missionária desalienante; têm que ser evangelizados, submetidos a uma estrutura de formação que combata e desmonte esta forma de viver. Segundo olhar: os jovens são lugar da esperança, portadores de mudanças críticas; farão tudo o que os adultos não fizeram. São vistos como jovens puros, aqueles que irão salvar a humanidade.






Terceiro olhar: modelo do desejável, “sarado”, associado ao medo da velhice. Jovens privilegiados, despreocupados, muito explorados na publicidade, nas propagandas vocacionais, etc. Dos anos ’90 para cá a juventude virou tema de estudos. No Brasil, tais estudos aparecem a partir dos anos ’70 e uma grande marca é o conflito com a ditadura militar. Esta juventude acabou virando objeto privilegiado de análise e compreensão. “Olhar para o outro sujeito, sobretudo os jovens, implica em saber com que ‘óculos’ estamos olhando, a partir de que lentes emerge nosso pensamento”. DESCREVA ESTA IMAGEM E AQUI, O QUE SE PODE VER? Que animal é este? MODOS DE OLHAR - REFERENCIAIS Primeiro olhar: a juventude é perigosa, associada aos problemas e desorganização da sociedade. Depositária dos medos e males desta mesma sociedade. São a ressaca da sociedade. MODOS DE OLHAR Do ponto de vista sociológico as primeiras análises sobre a juventude aparecem na década de ‘1920, nos EUA, a partir de problemas ligados à urbanização. Alguns sociólogos fizeram estudos para entender a delinquência da juventude e perceberam que ela é gerada por ser uma fase da vida feita de dilemas, anseios, crises. ANÁLISES
Full transcript