Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Untitled Prezi

No description
by

Violeta Soares

on 30 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Untitled Prezi

photo credit Nasa / Goddard Space Flight Center / Reto Stöckli Exploração Sustentada de Recursos Geológicos Recursos Geológicos O Homem sempre utilizou diferentes matérias primas de origem geológica que a Natureza lhe foi disponibilizando.

Desde cedo o Homem fabricava e utilizava instrumentos a partir de materiais rochosos (Idade da Pedra), evoluindo posteriormente para os metais (Idade do Ferro e do Bronze).

Com a Revolução Industrial e o desenvolvimento científico-tecnológico o Homem tornou-se completamente dependente dos recursos da Terra. Recursos Hidrogeológicos A água é o elemento mais abundante na Terra Recursos Energéticos A energia é fundamental para concretizar diversas tarefas, incluindo a exploração de outros recursos naturais. Materiais provenientes da Terra; Materiais extraídos e utilizados pelo Homem; Materiais sólidos, líquidos e gasosos; Propriedades como calor ou radioactividade são também considerados recursos. Recursos Hidrogeológicos Recursos Minerais Recursos Energéticos Classificação dos Recursos Geológicos Recursos Renováveis Calor interno da Terra Sol Vento Água Biomassa A natureza consegue gerá-los a uma taxa igual ou superior aquela a que são consumidos. São ilimitados São sustentáveis Diminuem a utilização de combustíveis fósseis Energia geotérmica: eletricidade e aquecimento Energia solar: eletricidade e aquecimento Energia eólica: eletricidade Energia hídrica: eletricidade Energia orgânica: eletricidade, aquecimento e combustível Recursos Não Renováveis Petróleo Gás Natural Carvão Recursos que o Homem consome a uma velocidade superior àquela que a Terra é capaz de gerar São limitados Poluentes A maior parte da pouca quantidade de água doce existente no planeta encontra-se nas calotes polares e em aquíferos. A água doce é um recurso escasso do qual o homem pode usufruir muito pouco. Para agravar esse problema a distribuição da água não é equitativa. Aquíferos São uma unidade geológica natural, onde se encontram reservatórios de águas subterrâneas. A quantidade de água nos aquíferos não é constante, ou seja, está em permanente ciclo com os restantes depósitos de água através do ciclo hidrológico. Evaporação da água; Ascenção do vapor de água e seguida condensação (nuvens); Deslocamento das nuvens através das correntes de ar; Colisão das particulas conduzindo à precipitação; Grande parte infiltra-se no solo, constituindo os aquíferos onde se armazenam enormes quantidades de água doce por longos períodos de tempo. A corrente superficial entra nos rios e desagua nos oceanos; Características Permeabilidade Porosidade As rochas devem ser providas de espaços entre si onde não se encontre matéria para proporcionar a passagem da água.

A porosidade pode provir de rochas porosas, nomeadamente rochas sedimentares detríticas que tenham ou não sofrido diagénese.
Quanto mais calibrados forem maior é a sua porosidade. A porosidade também pode provir de rochas fissuradas. As fissuras podem resultar de ações mecânicas: as tensões tectónicas; e ações químicas: como a dissolução das rochas carbonatadas, aumentando as fissuras.
Neste caso a porosidade aumenta com o desenvolvimento das fraturas e das fissuras. Capacidade das rochas de transmitirem fluidos pelas fraturas ou poros.
A permeabilidade é baixa quando os poros não estão em contacto uns com os outros ou as fraturas estão parcialmente fechadas.
A permeabilidade é elevada quando os poros ou as fissuras estão interligados possibilitando a passagem da água. Tipos de Aquíferos
Zona não saturada mais superficial;
Limites: superfície do terreno (superior); zona saturada (inferior);
A água infiltra-se ou evapora a partir do nível hidrostático;
Formados por rochas permeáveis que permitem a passagem de água. Zonas de um aquífero Quanto melhores estas condições melhor é a capacidade de armazenamento dos aquíferos.
São bons aquíferos os conglomerados, os arenitos, os e os calcários fraturados. Zona de aeração: Ciclo Hidrológico
Zona de acumulação de água (ocupação dos poros);
Limite: nível hidrostático ou freático (superior);
Rochas de natureza impermeável (ex: as rochas argilosas);
O nível hidrostático: aumenta - quanto mais água se infiltra pela zona de aeração; Zona saturada:
A recarga do aquífero faz-se pela zona de aeração, ou seja, da camada superior permeável. Aquífero livre A recarga do aquífero faz-se por uma zona lateral, a zona de recarga, pois este encontra-se limitado por uma camada de natureza impermeável que não permite a recarga pela camada superior Aquífero Confinado São aquíferos associados a rochas carbonatadas, que devido ao desgaste da água formam fraturas formando rios subterrâneos. Aquífero Cársico Os recursos geológicos
podem ser definidos como: Estes recursos são bens cada vez mais escassos. Todos os produtos que utilizamos contêm materiais provenientes da Natureza. diminui - com a evaporação. Recursos Energéticos Combustíveis Fósseis Energias Renováveis Energia Nuclear Carvão Petróleo Gás Natural Urânio E. Hidroeléctrica E. Eólica E. das Ondas E. Solar E. da Biomassa E. Geotérmica Combustíveis Fósseis Biologia e Geologia E.S.F.M.P Ano Lectivo 2012/13 Ana Gomes
Maria Novais
Violeta Soares Trabalho realizado por: Professora Isolina Silva As fontes de energia às quais o homem recorre foram variando ao longo dos tempos. São substâncias formadas à milhões de anos por fossilização da matéria orgânica.
Intervêm fatores como a pressão, o calor, o tempo e a ação de bactérias anaeróbicas. Carvão A matéria vegetal é transformada por acção do calor e da pressão originando carvão. Problemas: Chuvas Ácidas; Resulta da fossilização do plâncton Sector doméstico (ex. aquecimento). Emissão de gases de efeito de estufa. Destuição dos monumentos; Disturbios nos ecossistemas; Aumentos do efeito de estufa (aumento da temperatura). Utilizações: Nos transportes; Na indústria; No sector doméstico. Petróleo Utilizações: Combustíveis; Produção de electricidade; Produção indústrial; Produção do gás natural; Problemas: Poluição aquática (marés negras); Disturbio dos ecossistemas; Gás Natural Mistura de hidrocarbonetos Utilizações: No sector doméstico; Nos transportes; Na indústria. É uma energia limpa Energia Nuclear Vantagens: Desvantagens: Muito rentável; Não emite gases efeito de estufa; Grandes reservas de urânio. Dispendioso; Lixo atómico; Elevado perigo ambiental. Energias Renováveis Energia Geotérmica Tório A energia é adquirida através do calor interno da Terra Regiões onde há vulcanismo primário e secundário. Energia Hidroeléctrica A energia da água é usada para produzir energia nas centrais eléctricas. O gerador converte o movimento da água em energia Energia Eólica Energia obtida através do movimento do vento. Energia Solar Energia solar usada para produção de energia. Energia provém da desintegração radioactiva de minerias de urânio e de tório. Energia Biomassa Utilizações: Energia elétrica. É uma energia limpa e económica desde de que seja usada com cuidado. Produção de calor; Considera-se biomassa como a massa total de organismos vivos de um ecossistema. A biomassa é independente da taxa de renovação da matéria viva. Produção de energia a partir da combustão de materia orgânica. Vantagens Desvantagens Recursos sustentáveis; Ilimitados; Diminuição da utilização dos combústiveis fósseis. Energias limpas; Portugal está bem localizado geográficamente para aproveitamento destes tipos de energia. Custos elevados; Destruição de alguns ecossistemas; Limitações quanto à localização. Com o aumento da população o recurso à água tem aumentado. Para agravar, a distribuição desta não é equitativa. A acção humana intrefere com o ciclo hidrológico. «Poluir a água é poluir a vida» O problema da água é que ela não se renova ao mesmo ritmo que o ser humano a polui. Tipos de poluição Poluição Física Fenómeno temporário em que há variações das propriedades físicas da água. Ex. Variação da temperatura. Poluição Química Quando a composição química da água é alterada, modificando as suas características (cheiro, cor, sabor, etc...) Ex. Detergentes Poluição Bactereológica Quando a água é contaminada por micro-organismos patogénicos que a tornam imprópria para consumo. Ex. Protozoários Actividade Indústrial Actividade Agrícola Actividade Doméstica Origem da poluição Fertilizantes Pesticidas Acabam por entrar no ciclo hidrológico, poluindo os aquíferos. Aumento dos resíduos Despejo direto de resíduos nas água. Em Portugal os Açores são um bom exemplo. Biobliografia / Webgrafia Manual Geologia 11, Areal Editores Jogo das Partículas Física e Química, 11ºano, Texto Editores http://www.uenf.br/uenf/centros/cct/qambiental/ag_tipoluicao.html http://jpff.no.sapo.pt/trabs/ciencias/recursos/recursosenergeticos.htm http://www.educacional.com.br/reportagens/alterchao/parte-02.asp
Full transcript