Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

ILUMINISMO

No description
by

Luis Armando Tavares de Lacerda

on 17 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ILUMINISMO

ILUMINISMO
Prof. Luis Armando Tavares de Lacerda
Conceito:
O Iluminismo enquanto projeto
racionalista
que
questionava as bases religiosas
do mundo feudal e propagava a
superação de uma visão ingênua e mística do mundo
, trouxe com ele a
consagração dos direitos civis e a ideia de renovação e esclarecimento
para uma sociedade até então refugiada na fé como elemento essencial para a vida humana. Representando
os anseios da classe burguesa
, propõe uma
nova forma de apreender as realidades
e embasa a credibilidade nas grandes
possibilidades da razão e da ciência
, oferecendo aos indivíduos a possibilidade de promoverem o desenvolvimento econômico e social na
direção de uma existência mais igualitária e elevada culturalmente.
"... marcou o sucesso definitivo de uma doutrina geral de
progresso
. O avanço da astronomia – com a
perda do privilégio
cósmico da Terra – e a necessidade de admitir que podemos não estar sós no universo tiveram uma profunda influência no pensamento humano. O
destino universal do homem, defendido pela Igreja, sofreu forte abalo
; restava-nos perdidos na imensidão do universo,
encontrar uma teoria menos grandiosa para iluminar nosso futuro de habitantes desse pequeno planeta.
"

DUPAS, Gilberto. O mito do progresso
Conceitos:
Razão
Felicidade
Natureza
Liberdade
Progresso
“O Iluminismo é a saída do homem da sua menoridade de que ele próprio é culpado. A menoridade é a incapacidade de se servir do entendimento sem a orientação de outrem... Tenha a coragem de te servires do teu próprio entendimento! Eis a palavra de ordem do Iluminismo”
Immanuel Kant, O que é o iluminismo?
Revolução Intelectual
“A Natureza e suas leis estavam ocultas na obscuridade. Então disse Deus:‘Que ocorra uma revolução intelectual!’— e tudo foi claridade”.

René Descartes (1596-1650)
Instrumento matemático da dedução pura.
“Penso, logo existo.”
Deduzir um conjunto perfeitamente lógico de conhecimentos universais.
Racionalismo
Mecanicismo
Método Científico
“Dai-me a extensão e o movimento e construirei o universo.”
Mundo material pode ser definido em função da extensão e do movimento.
Baruch Spinoza (1632 - 1677)
A razão como toda a fonte do conhecimento, rejeitando qualquer tipo de revelação.
Ciência
Regra da evidência:
“Não acolher jamais como verdadeira uma coisa que não se reconheça evidentemente como tal, isto é, evitar a precipitação e o preconceito”.

Regra da análise
:“Dividir cada uma das dificuldades em tantas partes necessárias para melhor resolvê-las”.

Regra da síntese:
“Ir do mais simples ao mais complexo”.

Regra da enumeração:
“Realizar sempre enumerações tão cuidadas e revisões gerais que se possa ter certeza de nada haver omitido”.

Fundamentos da Razão
Thomas Hobbes (1588 - 1679)
"Fiz um esforço incessante para não ridicularizar, não lamentar, não desprezar as ações humanas, mas para compreendê-las."
Deus e Natureza eram dois nomes para a mesma realidade
Ideia de que só existe uma substância essencial no universo, da qual o espírito e a matéria não passam de aspectos diferentes.
Essa substância única é Deus, que se identifica com a própria Natureza: puro panteísmo, mas se baseava na razão e não na fé.
Deus sive Natura
Panteísmo

– Conhecimento = experiência e razão.
– Direitos naturais e inalienáveis dos homens:
Vida, liberdade e propriedade.
Os governos existem para preservar esses direitos.

– LIBERALISMO POLÍTICO.
Defesa da Monarquia Parlamentar (Constitucional).

Contratualismo
Dualismo
O Leviatã
"Qualquer governo é melhor que a ausência de governo. O despotismo, por pior que seja, é referível ao mal maior da Anarquia, da violência civil generelizada, e do medo permanente da morte violenta."
"Temos aversão não apenas por coisas que sabemos nos terem causado dano, mas também por aquelas que não sabemos que danos podem causar."
Materialismo
"O universo é corpóreo; tudo o que é real é material, e aquilo que não é material não é real."
O Estado de Natureza
"...a discórdia é o estado natural do homem, em face da competição, desconfiança e desejo de glória, levando-o a lutar com seus semelhantes pela obtenção de lucro, segurança ou construção de reputação, sendo essa sua natureza, quando entregue a si mesmo."
Pré-Iluminismo
Iluminismo
Anticlerical
Antiabsolutista
Toda a dificuldade da filosofia parece consistir em encontrar as forças que a natureza emprega, pelos fenômenos do movimento que conhecemos, e a demonstrar em seguida, partindo daí, os outros fenômenos. É esse o objetivo que se teve em vista nas proposições gerais (...) e dá-se disso um exemplo (...) explicando o sistema do universo: pois aí se determinam, pelas proposições matemáticas demonstradas (...)


Seria de desejar que os outros fenômenos que a natureza nos apresenta pudessem derivar-se tão felizmente dos princípios mecânicos: pois várias razões me levam a suspeitar de que eles dependem todos de algumas forças cujas causas são desconhecidas, e pelas quais as partículas dos corpos são empurradas umas contra as outras e se unem em figuras regulares, ou são repelidas e mutuamente se afastam (...)

“cada partícula de matéria, no universo, atrai todas as outras partículas com uma força inversamente proporcional ao quadrado da distância entre elas e diretamente proporcional ao produto das respectivas massas."
1ª Lei de Newton - Princípio da Inércia
2ª Lei de Newton - Princípio Fundamental da Dinâmica
"Um corpo em repouso tende a permanecer em repouso, e um corpo em movimento tende a permanecer em movimento."
3ª Lei de Newton - Princípio da Ação e Reação
"As forças atuam sempre em pares, para toda força de ação, existe uma força de reação."
"Ao aplicamos uma mesma força em dois corpos de massas diferentes observamos que elas não produzem aceleração igual."
Isaac Newton (1642-1727)
Gravitação Universal
Geometra dívino
John Locke (1632-1704)
"Somente são imagináveis as qualidades que afetam aos sentidos. (...) E se a humanidade houvesse sido dotada de tão somente quatro sentidos, então, as qualidades que são o objeto do quinto sentido estariam tão afastadas de nossa notícia, de nossa imaginação e de nossa concepção, como podem estar agora as que poderiam pertencer a um sexto, sétimo ou oitavo sentidos, ...que talvez existam em outras criaturas em alguma outra parte deste dilatado e maravilhoso universo"
“...vida do homem é solitária, pobre, sórdida, embrutecida e curta”, não havendo lei que limite o homem."
Racionalismo
"O Estado de Natureza é regido pela razão, sendo todos os homens nascidos livres, iguais e independentes. O homem buscaria a realização dos objetivos maiores de preservação de seus direitos naturais, a saber, da vida, das liberdades e da propriedade."
Sofrimento
"Em quaisquer estados e condições, o remédio autêntico contra a força sem autoridade é opor-lhe a força. Usar a força desacompanhada de autoridade coloca sempre quem dela abusa em estado de guerra com o agressor, e o expõe a ser pago na mesma moeda."
Sensacionismo
o conhecimento humano deriva da percepção sensorial.
Direito a rebelião
"Aquele que venha a exercer o poder, em qualquer dos seus aspectos, por meios diferentes dos prescritos pelas leis da comunidade, não tem direito à obediência."
Empirismo e Naturalismo
OBRA:“O Espíritos das leis”

TEORIA:separação dos poderes
• Legislativo
• Executivo
• Judiciário
‐ Base do Liberalismo Político.
Barão de Montesquieu 1689-­‐1755
Autônomos
e
Harmônicos
OBRA: “Tratado sobre a tolerância”.

TEORIA:
• Crítica irônica ao Antigo Regime.
• Crítica à intolerância religiosa.
• Defesa da liberdade de expressão.
“Posso discordar de tuas palavras, mas
defenderei até a morte o direito de dizê-­‐las”.
Voltaire: François Marie Arouet 1694-­1778
Anticlericalismo Antiabsolutismo
Fisiocratas:

François Quesnay (1694-­‐1774)

− OBRA: “Tableau Economique” (1758)

Anne Robert Jacques Turgot (1727-­‐1781)
− Ministro das finanças de Luís XVI.

TEORIA: A Economia é uma ciência natural.
• Leis econômicas = leis naturais.
• Não dependem da vontade/intervenção humana.
Os economistas
Adam Smith: 1723-­‐1790

OBRA: “Uma Investigação sobre a natureza e
a causa da riqueza das nações” (1776).

TEORIA:
Economia = ciência natural

LEI GERAL:
Oferta e procura.
Metáfora da “mão invisível”.
Base do Liberalismo Econômico e da Escola de
Economia Clássica.
Jean Jacques Rousseau 1712-­‐1778

OBRA: “Do contrato social” (1762)

TEORIA: Contratualismo
• Qual a origem da desigualdade entre os homens?

• Resposta: uma sociedade que molda os homens (tábula rasa)
na defesa da propriedade privada, causando o conflito entre
os proprietários e os não-­‐proprietários.

• Solução: um novo contrato social com:
− Democracia
− Educação Universal
− Fim da propriedade privada.

Enciclopedistas:1772

AUTORES:
Denis Diderot (1713-­‐1784)
Jean le Rond d'Alembert (1717-­‐ 1783)

OBRA: Encyclopédie, ou dictionnaire raisonné des sciences, des
arts et des métiers.

TEORIA: divulgar o conhecimento iluminista através da Enciclopedia.

O Despotismo Esclarecido

• Reformas de modernização do Estado a partir dos princípios iluministas.
• Contradição: Política Absolutista X Administração Iluminista.
• Exemplos:
- José II (Áustria: 1780-­‐90)
- Catarina II (Rússia: 1762-­‐96)
- Frederico II (Prússia: 1712-­‐86)
- José I (Portugal: 1750-­‐77)
- Carlos II (Espanha: 1716-­‐88)
Full transcript