Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Quem forma se forma e forma o outro

Rosemary dos Santos
by

Rosemary Santos

on 7 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Quem forma se forma e forma o outro

COMUNICAÇÃO EM REDE EXPERIÊNCIAS FORMATIVAS NA CIBERCULTURA
Ciberespaço não é internet
Não são as tecnologias que mudam a sociedade e sim os modos com que as pessoas se apropriam delas e as utilizam.
escrita com as
pontas dos dedos
Os fenômenos sociotécnicos...
Amanda Gurgel
Isadora
Cartografia digital
Mobilidade
Ubiquidade
Na universidade
Pesquisa: praticateoriapratica
professorar
pesquisar
tutorar
mediar
As redes que nos formam e forma o outro..
"Eu não vim falar de tecnologia, eu vim falar de educação".
Nelson Pretto
Na escola..
Cibercultura
Os parceiros intelectuais de quem trabalha com tecnologias
brisaerc@hotmail.com
felipesilvaponte@yahoo.com.br
http://docenciaonline.pro.br/moodle/
Computador conectado não é ferramenta pedagógica
O Lugar de onde falamos.
Rosemary dos Santos
Felipe Carvalho
UERJ - Proped
A máquina de ensinar - de skinner
"Nunca acreditei em verdades únicas. Nem nas minhas, nem nas dos outros. Acredito que todas as escolas, todas as teorias podem ser úteis em algum lugar, num dado momento. Mas descobri que é impossível viver sem uma apaixonada e absoluta identificação com um ponto de vista. No entanto, à medida que o tempo passa, e nós mudamos, e o mundo se modifica, os alvos variam e o ponto de vista se desloca. Num retrospecto de muitos anos de ensaios publicados e ideias proferidas em vários lugares, em tantas ocasiões diferentes, uma coisa me impressiona por sua consistência. Para que um ponto de vista seja útil, temos que assumi-lo totalmente e defendê-lo até a morte. Mas, ao mesmo tempo, uma voz interior nos sussura: "Não o leve muito a sério. Mantenha-o firmemente, abandone-o sem constrangimento." Peter Brook
Twitter: colaboração em rede e processos de inteligência coletiva
O currículo em rede: “ O que você está fazendo?” (25 caracteres)
Full transcript