Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Aula de Processo Decisório (Disciplina de Jogos)

Prezi 4 da Aula de Jogos de Empresa e Simulação
by

Amilton Luiz Novaes

on 16 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aula de Processo Decisório (Disciplina de Jogos)

Certo
Errado
Os
atores
influenciam o processo decisório de acordo com o sistema de valores que representam, bem como através das
relações
que estabelecem entre si, com
alianças ou conflitos
.
Processo Decisório
Processo Decisório
A teoria das decisões nasceu de Herbert Simon, em 1949, através da obra "O Comportamento Administrativo" onde concebe as organizações como um sistema de decisões.
O foco dos processos decisórios devem ser os clientes, os colaboradores e os produtos/serviços e não somente novas técnicas, muitas vezes de eficácia e aplicabilidade duvidosa.
Decisões
As decisões podem ser:
NÃO ESTRUTURADAS
Enriquecimento do sistema de informações;
Processo de aprendizagem dos atores;
Influências dos valores e estratégias;
Intervenção de um facilitador.
Tais relações podem se modificar devido ao/às:
Disciplina de Jogos de Empresa
Curso de Administração / FACE/UFGD
Prof. Amilton Luiz Novaes

São rotineiras, regulares e com parâmetros bem compreensíveis.
ESTRUTURADAS
Se encaixam bem em um formato pré-determinado.
São singulares, não rotineiras e nem repetitivas e seus parâmetros não são bem compreensíveis.
Não se encaixam bem
em um formato pré-determinado.
Demandam um SIG muito flexível e um bom sistema de comunicação.
Decisões
Natureza das Decisões
Decisões Programadas
Decisões Não Programadas
Onde os problemas são bem compreendidos, bastante estruturados, rotineiros, repetitivos e que se prestam a procedimentos sistemáticos.
Onde os problemas não são bem compreendidos, carecem de estruturação, tendem a ser singulares e não se prestam a procedimentos sistêmicos ou rotineiros. Aqui conta muito a habilidade do decisor.
Um processo de tomada de decisão
inicia-se pela identificação das necessidades
, do que é possível fazer, da informação que está disponível e da comunicação que precisa ser efetuada.
Noções Preliminares sobre Processo Decisório
As decisões freqüentemente têm um
impacto
muito além do resultado imediato.
Decisões tomadas hoje, se direcionam muito mais para o
futuro
.
E é fruto das idealizações nas quais as decisões são baseadas.
Herbert Simon
Implementar a solução
A maioria das decisões envolve os seguintes passos:
Formular o problema
Estruturar o problema em um modelo
Montar o modelo tecnicamente
Testar/simular o modelo
Estabelecer controles sobre a situação
Situação
Objetivos
Alternativas
Tomador de decisão
Elementos Básicos de uma Decisão
Resultados
Preferências (valores)
Material disponível em: http://www.ensinarevt.com/conteudos/mrp/
Material disponível em:
http://www.ensinarevt.com/conteudos/mrp/
Administração Participativa
Tem como tarefa a garantia da participação coletiva em todos os aspectos
da tomada
de decisão.
Pensamento Linear
Divisão da situação/problema em partes para serem analisadas individualmente.
Os problemas são vistos como discretos, singulares e únicos.
Supõe que cada problema tem uma única (e melhor) solução.
A decisão afetará apenas o problema.
Permanecerá válida.
Características do Pensamento Linear
Pensamento Sistêmico
Interliga as partes da situação/problema, pensando no conjunto (sistema) sem perder de vista todos os seus componentes.
Problemas são complexos.
Características do Pensamento Sistêmico
Há que se analisar os resultados intencionais e os involuntários.
Decisões tem validade temporária.
Decisões afetam toda organização, não apenas o problema.
Teoria da Racionalidade Limitada
Organização formal e informal constituem o sistema que estrutura os jogos de poder e os processos decisórios.
Concepção de Organização
Relação Administração e Empregados
Decisões baseadas na lógica do decisor, de sua posição, do contexto e dos fatores inconscientes.
Concepção da Natureza Humana
Ser humano é complexo e imprevisível; aspectos cognitivos e afetivos interligados, um depende do outro nas decisões; racionalidade é limitada – o ser humano tem capacidade limitada de processar informação e de ter acesso a elas.
Sistemas de Incentivos
Resultados
SATISFATÓRIOS.
Modelo Racional de Decisão
Cria uma imagem dos tomadores de decisões como super máquinas calculadoras, que alcançam resultados ótimos.
Pressupõe que a decisão é provocada unicamente
pela
descoberta
de um
problema;
O processo decisório se constitui em fluxo de produção e análise de informações, o que resultará na identificação e na escolha de alternativas para o alcance eficiente dos objetivos.
Limitações do Modelo Racional
Simon diz
que os tomadores de
decisão tendem a usar a racionalidade limitada, com regras empíricas e deixam as tendências influenciarem suas decisões, alcançando resultados apenas satisfatórios.
É difícil enumerar todas as alternativas possíveis e ter acesso a todas as informações.
Muitas vezes não se conhece bem o problema.
As convicções intrínsecas do tomador de decisão também influenciam as escolhas.
Pode haver várias alternativas ótimas ou nenhuma ação tão boa quanto às demais.
Tende à inércia.
Em situações de crise não promove as mudanças necessárias.
Conduz à paralisia, à complexidade e à dificuldade de inovação.
Contudo, os sistemas de informação são geralmente criados com a intenção de atender ao processo decisório previsto no Modelo Racional.
Modelo da Racionalidade Limitada
O decisor não busca modelos mais racionais, completos ou perfeitos.
Aceita soluções satisfatórias e razoáveis.
Não há a ilusão da solução perfeita e da racionalidade superior.
Segundo Simon, há a necessidade de se adotar uma visão mais realista do comportamento humano, muitas vezes incerto e imprevisto, influenciado por conflitos e interesses pessoais específicos dos indivíduos.
Modelo da Racionalidade Limitada
Críticas ao Modelo da Racionalidade Limitada
Decisões satisfatórias, não ótimas.
Limitação do ser humano em ter acesso a todas as opções.
A otimização é uma ficção.
Impossibilidade de obter todas as informações em função tempo e custo.
Pressões afetivas, culturais e jogos de poder influenciam nas decisões.
Mistos:
financeiros,
posições na
estrutura
hierárquica e participativos.
Coalizões e Jogos de Poder
A racionalidade clássica nega o conflito no processo de tomada de decisões.
A tomada de decisão não é um processo politicamente neutro, ou objetivo.
As soluções são satisfatórias e contingentes.
A lógica da decisão depende do efeito de posição e do efeito de disposição do decisor (Boudon,1991).
A racionalidade limitada, por outro lado, mostra que os decisores têm interesses, preferências e valores diferentes uns dos outros,
formam coalizões e alianças
e as soluções são redefinidas e negociadas continuamente, de acordo com as novas configurações de poder.
2ª Decisão
1ª Decisão
Um mesmo indivíduo (homem complexo) pode reagir de maneira diferente, dependendo do contexto onde esteja inserido.
A ação humana é indeterminada, variada e depende das condições do momento de escolha ou da ocasião em que a decisão é tomada.
Percepções, pressões afetivas, motivações; fatores de realização, expectativas e ambições influenciam o processo de tomada de decisão, muitas vezes inconscientemente.
A Decisão como Fruto da Racionalidade
A decisão humana é produto de uma racionalidade. Mas segundo Simon, esta racionalidade deve ser seguida de uma qualificação, justamente porque não concorda com o modelo clássico de racionalidade.
Possíveis Racionalidades
Baseada em fatos
Objetiva
Experiências e valores pessoais
Subjetiva
Ajusta meios a fins
Consciente
Provocada deliberadamente
Deliberada
O objetivo é o da organização
Organizacional
O objetivo é o do indivíduo ou grupo
De Pessoas
Condições das Decisões
Certeza
Ocorre quando a decisão é feita com pleno conhecimento de todos os estados da natureza do processo decisório. (100%)
Risco
Ocorre quando não são conhecidas as probabilidades associadas a cada um dos estados da natureza do processo decisório. (0-1)
Competição ou Conflito
Incerteza ou Ignorância
Ocorre quando não se obteve informações sobre os estados da natureza do processo decisório.
Ocorre quando estratégia e estados da natureza do processo decisório são
determinados
pela ação de
competidores.
Como Decidir? (Forma)
Decisões Individuais
Decisões Coletivas
Centradas num único decisor.
Podem ser unilaterais ou consultivas.
Existem tomadas de decisão em que os próprios grupos são os agentes promotores da escolha.
Full transcript