Prezi

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in the manual

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Membrana plasmática e transporte de substâncias

Membrana plasmática e transporte de substâncias
by Rogério Fadul on 27 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Membrana plasmática e transporte de substâncias

A difusão simples pode também ocorrer através de
canais proteicos (proteinas não carreadoras)
Para que uma substância possa atravessar a bicamada de lipídios deve necessariamente ser apolar.

Nesse caso a substância será transportada à favor do gradiente o que implica dizer que será do meio de maior concentração para o de menor concentração.
Os transportes através da bicamada são portanto transportes passivos.

O transporte de soluto através da bicamada é a DIFUSÃO SIMPLES.
Existem dois tipos de transporte de solutos pela célula:

Transportes através da Membrana (nos quais os solutos atravessam a membrana através da bicamada ou de um transportador protéico)

Transporte em Quantidade ou em Massa (nos quais a membrana da célula se deforma para a passagem de partículas que não conseguiriam atravessar a membrana)
Componente proteico (proteínas inseridas na bicamada)

Proteínas Periféricas ou Extrínsecas
Interagem de forma fraca com a bicamada de
lipídios, podendo ser facilmente extraídas das membranas


Proteínas Integrais, Intrínsecas ou Transmembrana
Interagem de forma bastante forte com a membrana, sendo de difícil extração
Podem atravessar a bicamada mais de uma vez, chegando a formar canais de passagem através dela.
Membrana Celular

Sinônimos: Membrana citoplasmática,
Membrana plasmática e Plasmalema.
Presente em todos os tipos de células.
Visível somente ao microscópio eletrônico.



Componentes:
Fosfolipídios formando uma bicamada.
Proteínas periféricas (que não atravessam a membrana).
Proteínas integrais (que atravessam a membrana) e
criam canais por onde ocorre a passagem de soluto.
Glicoproteínas e Glicolipídios na superfície formando
o glicocálix.
Colesterol entre os fosfolipídios conferindo
maleabilidade à membrana.
Excreção
Exocitose
A célula pode ainda mandar para o meio extracelular resíduos da digestão de partículas ou do seu metabolismo (EXCREÇÃO), ou ainda, substâncias produzidas no meio intracelular e que serão de utilidade para outras células (SECREÇÃO).
Transporte em quantidade

Endocitose
Fagocitose
Pinocitose

Exocitose
Excreção
Secreção
Bomba de sódio e potássio
Bomba de sódio e potássio
Proteína carreadora formada pela subunidade alfa e subunidade beta;

Proteína alfa
Funções:
- Possuem 3 sítios receptores para o íon sódio na parte interna;
Possuem 2 sítios receptores para o íon potássio na parte externa;
A porção interna possui atividade ATPásica


Proteína beta – não tem função específica (talvez ajuda a ancorar o complexo protéico na membrana).
Transporte passivo ou ativo?
Isso vai depender da diferença (gradiente) de concentração entre os meios através dos quais acontece o transporte.

Quando o transporte se dá do meio mais concentrado para o menos concentrado, dizemos que ele ocorre à favor de um gradiente de concentrações.
Esse tipo de transporte não gasta energia.
É denominado TRANSPORTE PASSIVO.

Quando o transporte se dá do meio menos concentrado para o mais concentrado, dizemos que ele ocorre contra um gradiente de concentrações. Esse tipo de transporte gasta energia.
É denominado TRANSPORTE ATIVO.
Difusão facilitada
Uma diferença entre a difusão simples e a facilitada
Transporte de
substâncias
pela membrana
Funções do glicocálix
Proteção química e mecânica das superfícies celulares
Reconhecimento e adesão celular
Especificidade celular
Especificidade dos grupos sanguíneos do sistema ABO
Componente glicídico (carboidratos)

Porção de carboidratos dos glicolipídios e glicoproteínas, constituindo o glicocálix.

Nas membranas existem glicoproteínas e glicolipídios. Estes são formados, respectivamente, por proteínas e lipídios ligados a moléculas de carboidratos.
As proteínas podem realizar diversas funções, como:
transportadores de substâncias que não conseguiriam atravessar a bicamada.
estruturas de ligação entre a célula e o meio extracelular ou ainda entre a célula e estruturas do citoplasma.
receptores de substâncias do meio extracelular, desencadeando uma resposta intracelular.
enzimas para diferentes reações químicas.
Algumas propriedades da membrana celular

a) Permeabilidade seletiva: Capacidade que a membrana possui de selecionar as substâncias que entram e que saem da célula.

b) Alta resistência elétrica: Devido à presença dos fosfolípidios que não são bons condutores de eletricidade.

c) Regeneração: Até certos limites a membrana consegue se reconstituir.

d) Elasticidade: As moléculas de fosfolipídios e colesterol presentes na membrana tornam a estrutura maleável.
Membrana Citoplasmática
A difusão se aplica tanto aos solutos como à água;
A água se difunde nas duas direções (balanceada);

Osmose – movimento efetivo da água causado pela diferença na concentração da própria água.
Secreção
Endocitose
Fagocitose: a célula emite evaginações, ou prolongamentos (pseudópodos), que capturam a partícula.

Pinocitose: a célula invagina (dobra para dentro) sua membrana em uma região específica, para captura da partícula.
Transporte ativo
Transporte de substância contra gradiente eletroquímico -forças causadas por diferenças de concentração, potencial elétrico e de pressão; usa energia da quebra da molécula de ATP.

Substâncias ativamente transportadas – íons sódio, potássio, cálcio, ferro, hidrogênio, cloreto, iodeto, vários açúcares e aminoácidos.
Existem dois tipos de transportes mediados por proteínas carreadoras:

Difusão facilitada

Transporte Ativo
Substâncias polares não conseguem atravessar a bicamada.
Devem, portanto, utilizar um transportador protéico para sair ou entrar na célula.
Transporte através da membrana
Nos transportes através da membrana os solutos entram ou saem da célula atravessando a bicamada de lipidios ou através de transportadores protéicos, que podem ser canais simples ou canais formados por proteínas carreadoras.
Os fosfolipídios são moléculas que apresentam uma região denominada
cabeça e outra região denominada cauda.
A cabeça do fosfolipídio é polar (hidrofílica).
A cauda do fosfolipídio é apolar (hidrofóbica).
Estruturas polares têm afinidade por estruturas também polares.
Estruturas apolares têm afinidade por estruturas também apolares.
Componente lipídico (bicamada de lipídios)
Principalmente Fosfolipídios
(que são lipídios ligados ao fosfato)
Proteínas
Bicamada de Lipídios
O Modelo do Mosaico fluido diz que as membranas biológicas são formadas por uma bicamada de lipídios, na qual estão inseridas diversas proteínas.
Por isso dizemos que a membrana é LIPOPROTEICA
Prof. Rogério Fadul
Polar
Apolar
Glicolipídeos
associados ao Sistema ABO
See the full transcript