Prezi

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in the manual

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Processo evolutivo e diversificação da vida

biologia
by Ana Carolina Oliveira on 30 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Processo evolutivo e diversificação da vida

Processo evolutivo e diversificação da vida Conceito da espécie biológica Especiação: processo evolutivo, a partir do qual se formam as espécies de seres vivos. Botânico Lineu definiu espécie para seres com semelhança física e que seguem um padrão comum no grupo. Em 1942, Ernst Mayr define espécie como: “espécie é um grupo de populações cujos indivíduos são capazes de se cruzar e produzir descendentes férteis, em condições naturais, estando reprodutivamente isolados de indivíduos de outras espécies”. O conceito de subespécie Subespécies são subdivisões da espécie, ou seja, raças. Divisão nas espécies ocorre principalmente por conta de diferentes localizações geográficas. Irradiação Adaptativa Irradiação Adaptativa é o nome dado ao processo de formação das subespécies. Acontece a separação dos grupos de uma espécie que a partir de uma região se adaptam pelas condições impostas pelo local. Criando pelos para resistir ao frio, desenvolvendo nadadeira, aprimorando mecanismos de eliminação dos sais e água, etc. Processos de especiação Alopátrica A população inicial divide-se em dois grandes grupos. Isolados geograficamente, por exemplo, pela formação de um rio. Iniciam, assim, um mecanismo de diferenciação genotípica e fenotípica. Com o passar dos anos a barreira pode se extinguir mas os seres ja estarão muito evoluídos, já não são capazes de trocar genes entre eles. Exemplo de especiação alopátrica numa população de corvos. Ocorreu enquanto durou a última glaciação ficando geograficamente isoladas. No fim da glaciação, as duas populações voltaram a intergir entre si. A diferença genética gerada durante a isolação não foi o suficiente para o isolamento reprodutor, havendo assim troca de genes com o fim do isolamento. Formando-se híbridos, fertilidade baixa. Portanto os dois tipos de corvos não são separados por um isolamento reprodutor, ou seja, são da mesma espécie, Corvus Corone. Simpátrica Não requer distância geográfica em larga escala. Este tipo de especiação pode acontecer quando insetos herbívoros experimentam um novo tipo de planta. Um grupo de indivíduos pode alterar tão drasticamente o seu comportamento e se isolar reprodutivamente do resto da população. Exemplo de especiação simpátrica numa população de rãs. Poliploidia. Híbrido passa a ter os dois conjuntos de cromossomos. Património genético próprio. A poliploidia apresenta maiores taxas de ocorrência nos anfíbios em relação a outros vertebrados. A espécie tetraplóide Hyla versicolor (2n=48) resultou de mutações por poliploidia em populações de Rela-cinzenta-americana, Hyla shrysocelis (2n=24). Alli Teixeira

Ana Carolina Oliveira

Fabiana Siqueira

Pedro Dantas

Thiago Andreieve

Vanessa Pimentel nº 01

nº 02

nº 13

nº 28

nº 31

nº 32 2º ano J
See the full transcript