Prezi

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in the manual

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Caso Clínico: Disfunção Vascular Linfática e Venosa

No description
by Aline Carvalho on 21 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Caso Clínico: Disfunção Vascular Linfática e Venosa

Caso Clínico: Disfunção Vascular Linfática e Venosa

Caso Clínico
Modelo de Função e Disfunção Humana

Disfunção Vascular Linfática e Venosa: secundário a erisipela

Plano de Tratamento
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS
ICBS- Instituto de Ciências Biológicas e da saúde
Fisioterapia- 7º período
Aline Alves Carvalho
Emanuele Maciel
Janaína Ferreira
Josiane Abreu
Ludmila Ferreira
Priscilla Cardoso
Thamara Cristina
Trabalho apresentado á disciplina de Fisioterapia aplicada á Ginecologia e Obstetrícia

Obesidade mórbida

III:
132 kg IMC= 53,55 Obs.: Encontra-se na fila de cirurgia bariátrica
Tabagismo:
Fuma há 30 anos em média 8 cigarros por dia.

Sedentária:
Busca ser inserida em um projeto da UFMG
Etilismo
( Obs.: nos finais de semana, mas não sabemos o quanto)
Fator psicológico
( nos últimos 3 anos teve um ganho ponderal de 8kg atribuído ao falecimento da mãe, o que está dificultando seu emagrecimento.
Fatores de Risco relacionados á disfunção
Fatores positivos
Realiza acompanhamento com Dermatologista;
Acompanhamento com Nutricionista no CEM (apresenta uma dieta balanceada);
Apresenta renda mensal de dois a cinco salários mínimos.
Faz uso de automóvel particular, ou táxi.
Patologias Associadas
Bronquite
Incontinência Urinária por Esforço (IUE)
Psoríase
Déficits de Estrutura e Função
- Edema bilateral de MMII grau III
- Grau elevado de fibrose
- Pele ressecada,friável,coloração escura,aspecto“casca de laranja, - Hiperpigmentação local.
- Redução da ADM de dorsiflexão (0°) e flexão plantar (30°)
Limitações de Atividade
Dificuldade nas AIVD´s : Compra de Sapatos, evita frequentar clubes e saunas.
Restrição na Participação
- Cozinhar, por tempo prolongado
- Jogo de baralho
Perna Direita
Perna Esquerda
Perna Direita
Perna Esquerda
ADM Passiva de Dorsiflexão
Presença do Sinal de Cacifo
Sinal de Stemmer
Paciente S.D.L, sexo feminino, 61 anos,possui ensino médio completo, aposentada, do lar, viúva.Atua esporadicamente como cozinheira, chegando a trabalhar até 10 horas diárias quando há encomendas. Reside na Rua Francisco Bicalho, nº 25- Padre Eustáquio.
Histórico da Disfunção:
A paciente foi encaminhada pelo Centro de Saúde Padre Eustáquio ao ambulatório de ginecologia Obstetrícia (GO) da PUC MG Coração Eucarístico,em abril deste ano devido a um linfedema de MMII secundário a um episódio de erisipela, que teve início há aproximadamente 35 anos atrás. Atualmente apresenta um quadro de disfunção venosa associado ao linfedema grau III com presença de fibrose sendo o membro inferior direito (MID) mais edemaciado que o esquerdo.
Queixa Principal:
Incômodo gerado pelo edema
Descrição da Paciente
Referente a Estrutura e Função
Em relação ao Edema
Terapia Físico Complexa:
Drenagem Linfática Manual, Enfaixamento Compressivo, Cuidados com a pele e Exercícios Miolinfocinéticos
(Baiocchi 2010 e Perez 2003)
Orientações:
Evitar o uso de roupas apertadas na região de quadril e coxas.
Orientar quanto o alto enfaixamento .
Orientá-la a manter os MMII elevados, toda vez que possível
Hidratar bem a região,
Evitar banhos quentes e demorados.
Orientações em Relação á Erisipela
Evitar ambientes com presença de insetos, e orientar quanto ao uso de inseticida.
Lavar bem os membros com água e sabão neutro,
Limpar bem as dobras e pregas cutâneas,
Não expor-se demasiadamente ao sol,
Não retirar a cutícula,
Referente aos fatores de Risco
Tentar reduzir a quantidade de cigarros fumadas por dia
Obesidade:
Fator Psicológico
Tabagismo
Obesidade
Incentivo e manutenção da dieta alimentar adequada (já iniciada e que deve ser mantida)
Prática de exercícios físicos regulares: Sugestão de Hidroginástica: Academia Criarte, valor da seção 69,99 R$, Rua para de Minas, n°155, Padre Eustáquio, telefone: (031) 3464-6912.
Procura pelos responsáveis do projeto de perda ponderal e prática de atividade física da UFMG como forma de acelerar a inserção da paciente no projeto.

Fator Psicológico
Contra-referência ao Psicólogo

Referente á atividade e Participação
Orientá-la quanto ao fornecimento de sapatos gratuitos pelo CREAB (CREAB Padre Eustáquio, Rua Padre Eustáquio, número 1951, Bairro Padre Eustáquio, telefone: 031 3277-7222).
Orienta-la usar um caixote de apoio durante a permanência prolongada em ortostatismo, alternando a descarga de peso entre os membros, ao cozinhar.
Orientá-la a manter os membros elevados durante o jogo de baralho
Cotidiano e Contexto Familiar
A paciente relata que levanta pelas 7 horas da manhã, toma café e inicia suas atividades domésticas em casa que persiste por todo período da manhã, realizando algumas pausas durante o serviço.
Em seguida faz almoço para 2 pessoas, repousa por cerca de 2 horas com elevação dos membros e no período da tarde permanece por mais tempo repousando. Algumas vezes por semana a paciente lava roupa na máquina e passa uma pequena quantidade de roupa.
Expectativa com o tratamento:
A paciente espera a redução do edema, uma vez que a incidência das crises já diminuiram por seguir corretamente as orinetações.
Palpação
- Fibroses
- Pele friável
- Sinal de Cacifo e Stemmer positivos
- Sensibilidade á dor á direita
- Ausência de micoses interdigitais.
-SF-36
O SF-36 é um questionário de qualidade de vida centrado no impacto da patologia sobre a qualidade de vida e não na patologia ou nos sinais clínicos, sendo este o grande diferencial deste instrumento. (Neto, 2009)
Escores do questionário realizado com a paciente.
Capacidade Funcional:

25%
Limitação por Aspectos Físicos:
50%
Dor:

10%
Estado Geral de Saúde:
72%
Vitalidade:

45%
Aspectos Sociais:
87%
Limitação por Aspectos Emocionais:
100%
Saúde Mental:
76%

A paciente gradua-se com 6 graus na escala analógica numérica de comprometimento.

Rua Francisco Bicalho
( Baiocchi, 2010)
Fonte: Google Maps
- Centro de Saúde do Padre Eustáquio
- Dr JR Meier - Rua Pará de Minas nº 482 Padre Estáquio
Conclusão
Apesar da paciente S.D.L se mostrar empenhada em seu tratamento, apresenta em seu histórico barreiras como tempo de espera pela cirurgia bariátrica, inserção em alguma atividade que lhe auxilie na perda de peso e falta de suporte psicológico.
Devido ao fato da paciente ter iniciado o tratamento no ambulatório de G.O da PUC, o plano de tratamento deve ser focado em orientações, de modo a não interferir, mas sim acrescentar benefícios a intervenção já iniciada.
Perimetria
DATA
09/09/13
PESO
: 128 KG
ALTURA:
1, 57
MID
MIE
+20 73,5 76
+10 69 67
Pólo patelar superior

Pólo patelar inferior
-10 54 52
-20 43 44
-30 34,5 30
Dorso do pé 31 28
See the full transcript