Prezi

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in the manual

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A Revolução Tecnológica e os espaços da globalização

No description
by Heliton Duarte on 5 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Revolução Tecnológica e os espaços da globalização

A revolução tecnológica e os espaços da globalização
Espaço natural é aquele que não sofreu alteração pela ação do homem.
A tecnologia e a transformação do espaço
O espaço modificado pela ação humana, isto é, por meio de atividades desenvolvidas pela sociedade (agricultura, pecuária etc.), é denominado ESPAÇO GEOGRÁFICO.
A inteligência propicia o desenvolvimento de instrumentos e métodos de trabalho que vão sendo aperfeiçoados atendendo as mais variadas necessidades humanas.
O conjunto de conhecimentos constantemente desenvolvidos e aplicado na produção de instrumentos, máquinas, equipamentos e bens de consumo são denominados técnica.
O aperfeiçoamento da técnica permitiu ao homem explorar intensamente os recursos naturais ( água, solo, fauna, flora, minerais etc) .
A tecnologia e a transformação do espaço
A inteligência propicia o desenvolvimento de instrumentos e métodos de trabalho que vão sendo aperfeiçoados atendendo as mais variadas necessidades humanas.
O conjunto de conhecimentos constantemente desenvolvidos e aplicado na produção de instrumentos, máquinas, equipamentos e bens de consumo são denominados técnica.
O aperfeiçoamento da técnica permitiu ao homem explorar intensamente os recursos naturais ( água, solo, fauna, flora, minerais etc) .

A tecnologia e a transformação do espaço
A Revolução Industrial aconteceu na Inglaterra no final do século XVIII, a substituição das ferramentas pelas máquinas, da energia humana pela energia motriz e do modo de produção doméstico pelo sistema fabril.
É dada maior importância a produção de bens de consumo, especialmente têxteis.
A principal fonte de energia é o carvão
A Revolução espalha-se e surgem as primeiras fábricas na Bélgica, França, Alemanha,Holanda, Rússia e Estados Unidos. Cresce a concorrência, a indústria de bens de produção se desenvolve, as ferrovias se expandem.

Primeira Revolução Industrial
Primeira máquina a vapor (James Watt)
LONDRES
Com o desenvolvimento da atividade industrial em diversas partes do mundo, os donos dos meios de produção e capitais começaram a direcionar recursos financeiros para a criação de novas tecnologias como procedimentos produtivos, máquinas, equipamentos entre outros, todos com intuito de dinamizar e acelerar a produtividade e os percentuais de lucros.
O período foi entre o final do século XIX até metade do XX.Os fatos de maior destaque, foram em relação aos inventos e descobertas, o petróleo, o motor a combustão, utilização do aço e a criação das usinas hidrelétricas.
A Segunda Revolução Industrial focalizou a produção no seguimento de indústrias de grande porte (siderúrgicas, metalúrgicas, petroquímicas, automobilísticas, transporte ferroviário e naval). Essa etapa da indústria mundial produziu profundas modificações no contexto do espaço geográfico no qual essa revolução foi desenvolvida.
Segunda Revolução Industrial
O objetivo principal deste sistema era reduzir ao máximo os custos de produção e assim baratear o produto, podendo vender para o maior número possível de consumidores. Desta forma, dentro deste sistema de produção, uma esteira rolante conduzia a produto, no caso da Ford os automóveis, e cada funcionário executava uma pequena etapa. Logo, os funcionários não precisavam sair do seu local de trabalho, resultando numa maior velocidade de produção.
Também não era necessária utilização de mão-de-obra muito capacitada, pois cada trabalhador executava apenas uma pequena tarefa dentro de sua etapa de produção.
O fordismo foi o sistema de produção que mais se desenvolveu no século XX, sendo responsável pela produção em massa de mercadorias das mais diversas espécies. 
FORDISMO
Linha de Montagem
Quadro alemão do século XIX retratando o processo de laminação do ferro
Quadro alemão do século XIX retratando o processo de laminação do ferro
Quadro alemão do século XIX retratando o processo de laminação do ferro
Maquina de escrever
Maquina de escrever
Telégrafo e telefone
A especialização das fases de fabricação faz com que o trabalhador desconheça todo o processo de elaboração de um produto a isto chamamos de alienação do trabalho.
O trabalhador dominava todas as fases do processo de criação.
Primeira Revolução Industrial
Final do sec. XVIII
Fonte de energia – Carvão
Ind. de base – Ferro
Força Motriz – Vapor
Invenções Mecânicas –Máquinas a vapor, tear .
Crescimento das cidades (êxodo rural)
Divisão das tarefas
Ferrovias
Segunda Revolução Industrial
Final do sec. XIX e XX
Fonte de energia - Petróleo
Ind. de base – Aço
Força Motriz – Eletricidade
Invenções – Motor a combustão

A população urbana superou a rural .
Linha de montagem
Expansão das ferrovias e rodovias
Principais diferenças entre a 1ª e 2ª Revolução Industrial
A Terceira Revolução Industrial ocorre a partir da segunda metade do sec. XX, com o desenvolvimento de atividades na indústria que aplicam tecnologias de ponta em todas as etapas produtivas.
As áreas que mais se destacaram foram informática, microeletrônica, indústria aeroespacial, biotecnologia entre outras.
A criação de tecnologias altamente sofisticadas melhora o desempenho e a produtividade do trabalho, reduz os custos e gera lucros extraordinários que são reaplicados no desenvolvimento de tecnologias.
A TERCEIRA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
TOYOTISMO
Principais características do Toyotismo:
- Mão-de-obra multifuncional e bem qualificada.
- Sistema flexível de mecanização, voltado para a produção somente do necessário, evitando ao máximo o excedente.
- Implantação do sistema de qualidade total em todas as etapas de produção.
- Aplicação do sistema Just in Time, ou seja, produzir somente o necessário, no tempo necessário e na quantidade necessária.
- Uso de pesquisas de mercado para adaptar os produtos às exigências dos clientes.
Com o objetivo de diminuir custos, aumentar a produtividade muitas empresas vão dividir as fases de produção e montagem das mercadorias entre as filiais espalhadas pelo mundo.
Esta fragmentação só foi possível graças ao aprimoramento dos meios de transporte e comunicação de massa.
Computadores, aviões, aparelhos eletrônicos, roupas e outras mercadorias são produzidas em diferentes países e montados e comercializados em outro.
O setor de serviços também coloca em pratica esta estratégia.
A fragmentação do processo produtivo das Transnacionais
Montado em : EUA, Malásia, China, India, Brasil, Polônia, México e Irlanda
Projetado nos EUA e em Taiwan
Microprocessador : Filipinas, Costa Rica e China
Memória : Coréia do Sul, Taiwan e Japão
Placa de vídeo : Coréia do Sul e China
Ventilador : Taiwan
Teclado : China e Taiwan
Tela : Japão, Taiwan ou Coréia do Sul
Disco rígido : Filipinas ou Coréia do Sul
Fonte : Tailândia ou Filipinas
Bolsa de transporte : China

Fonte : http://www.notebooks-site.com/blog/montagem-de-notebook-dell
Componentes de um notebook Dell
Fragmentação do Processo Produtivo
See the full transcript