Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

BIOLOGIA, U8, Classificação dos seres vivos

evolução dos sistemas de classificação, BG11, ESFRL_Leiria, Portugal
by

isabel vieira

on 25 January 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of BIOLOGIA, U8, Classificação dos seres vivos

Classificação
dos Seres Vivos

CLASSIFICAÇÃO PRÁTICA
Utiliza critérios centrados nas opções que o Homem faz no seu dia a dia, ou seja, critérios de
utilidade
.
SISTEMAS
FILÉTICOS
CLASSIFICAÇÕES VERTICAIS
Têm o
tempo
como critério, expressando relações evolutivas, filéticas ou filogenéticas entre seres vivos.
CLASSIFICAÇÕES RACIONAIS
Quando o Homem descobre uma coisa nova, dá-lhe um
nome
...
e a partir dessa altura, a coisa
existe
!
Para o Homem, só existe o que tem nome.
Mas, ter apenas um monte de nomes é
incompreensível
!

Há que arrumar os nomes na nossa cabeça...
Se o Homem arrumar os nomes, com
critérios
lógicos, ele vai entender melhor a natureza.
A natureza tornar-se-á, assim,
COMPREENSÍVEL
.
venenoso / comestível
erva daninha / erva não daninha
animal selvagem / animal doméstico
peixe mau / peixe bom
(Sto. António)
Utiliza critérios baseados em características
estruturais
dos seres vivos

ARTIFICIAIS
NATURAIS
ANIMAIS com e sem SANGUE VERMELHO
ALTURA DAS PLANTAS
Aristóteles
Teofrasto, discípulo de Aristóteles
ANIMAIS ÚTEIS, NOCIVOS E INDIFERENTES
Classificações
Horizontais,
Racionais e

Naturais
e

obrigaram Lineu a imaginar um método
que incluiu a criação de níveis /
taxa
encaixantes
e a definição de regras de
nomenclatura
Critérios Lineanos
(fenéticos)
Até à definição do
grupo natural
/
espécie
feita por uma sucessão
de poucos critérios
Anatomo-fisiológicos
Reprodut res
Morfológicos
Embriológicos
Alimentaçã
Ciclos de Vida
Et logia
Metamorfose
LOCOMOÇÃO
Sto.Agostinho
SISTEMAS
FENÉTICOS
Classificações MODERNAS
respeitam o método taxonómico e as regras de nomenclatura de Lineu e
apoiam-se em visões neodarwinistas, quase sempre de base bioquímica, usando, muitas vezes, o tempo como critério de organização dos seres.
SISTEMÁTICA DE LINEU
GRUPOS TAXONÓMICOS
REGRAS DE NOMENCLATURA
SISTEMÁTICA moderna
latim
designação
uninominal
dos taxa não naturais
iniciada por maiúscula
terminação das famílias em
idae
ou
aceae,
nos
animais
e nas
plantas
, respetivamente
nomenclatura
binominal
da espécie (taxon natural)
ex: ABELHA:

Apis mellifera

nomenclatura
trinominal
da subespécie
epítetos
específico e subespecífico
iniciados com minúscula
género, espécie e subespécie
sublinhados ou com
escrita diferenciada

NATURAIS
São sistemas baseados em
muitas características em
simultâneo tornando mais
difícil a sua aplicação
se não houver um método facilitador
Usava uma nomenclatura polinominal

ex: ABELHA:
Apis pubescens, thorace subgriseo, abdominae fusco, pedibus posteuis, glabris, utrinque margine ciliatis
Cada espécie tinha um nome em latim constituído por uma sequência de termos que correspondiam a uma descrição desse organismo.
Esta nomenclatura era longa, difícil e pouco cómoda, pelo que foi abandonada.
John Ray
Vivemos num tempo em que se privilegiam os
critérios bioquímicos
fenogramas
cladogramas
Será esta uma classificação vertical?
latim
designação
uninominal
dos taxa não naturais
iniciada por maiúscula
terminação das famílias em
idae
ou
aceae,
nos
animais
e nas
plantas
nomenclatura
binominal
da espécie (taxon natural)
nomenclatura
trinominal
da subespécie
epítetos
específico e subespecífico
iniciados com minúscula
género, espécie e subespécie
sublinhados ou com
escrita diferenciada


POSIÇÃO TAXONÓMICA REFLETE O PARENTESCO EVOLUTIVO
NOMENCLATURA REFLETE O PARENTESCO EVOLUTIVO
reposicionamento taxonómico em função dos critérios que os cientistas
consideram mais relevantes, à época
designações científicas não definitivas

Animal
Vegetal
fim
POLINOMINAIS
São sistemas baseados em
muitas características em
simultâneo tornando mais
difícil a sua aplicação
Lineu começou por ser um sistemata artificial.
Cada taxon de Lineu é definido por poucos critérios.
Porém, a sistemática de Lineu, para a totalidade dos taxa, usa numerosos critérios fenéticos.
Pode, por isso, ser estudado como sistemata natural.
Classificações filéticas ou filogenéticas têm em conta a passagem do
tempo
e a
origem comum
Classificações fenéticas ignoram a passagem do tempo, tendo em conta as
características comuns
do grupo.
Podem ser usadas para apoiar sistemas filéticos ou filogenéticos.
Full transcript