Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Maquete

No description
by

gabriel fernandes

on 5 June 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Maquete

APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA
3. MAQUETES PROCESSUAIS

a. Conteúdo: Projetando através da maquete
b. Conteúdo: Agilidade na execução de maquetes processuais
c. Conteúdo: Volumetria do projeto e sua relação com o entorno
d. Conteúdo: Compreendendo esforços estruturais a partir da maquete
4. MAQUETES DE REFERÊNCIA

a. Conteúdo: Opções de acabamento
b. Conteúdo: Maquete de um edifício residencial multifamiliar
c. Conteúdo: Maquete de um edifício institucional
d. Conteúdo: Maquete de interiores

BIBLIOGRAFIA
CHING, Francis D. K. Representação gráfica em arquitetura. 3.ed. Porto Alegre, Bookman, 2000.
CONSALES, L. Maquetes: a representação do espaço no projeto arquitetônico. Barcelona, Gustavo GILI, 2001
KNOLL, W; HECHINGER, M. Maquetes arquitetônicas. Trad. Alexandre Krug. São Paulo, Martins Fontes, 2003.
MILLS, Criss B. Projetando com maquetes: um guia para a construção e o uso de maquetes como ferramenta de projeto. 2. ed. Porto Alegre, Bookman, 2007.
ROCHA, Paulo M. Maquetes de papel. São Paulo, Cosac Naify, 2007
1. MANIPULAÇÃO DE MATERIAIS: EXPRESSIVOS E FERRAMENTAS
a. Escolha e manipulação de diferentes materiais para maquete
b. Sólidos geométricos
c. Técnicas de representação de árvores, gramas e escala humana
d. Técnicas de representação - Maquete residencial unifamiliar
mAQUETE
Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

No decorrer do semestre letivo, os alunos serão submetidos a 2 (duas) avaliações predominantemente gráficas e de caráter obrigatório. A média semestral será constituída das notas alcançadas a partir dos pesos definidos a seguir para cada uma das etapas de projeto:
- Trabalho 1 (Grupo) = 5,0.
- Trabalho 2 (Grupo) = 5,0
A critério do professor regente, qualquer uma das avaliações poderá ser substituída por outros trabalhos práticos.

Critérios de Avaliação
Professor Gabriel S. L. Fernandes
PELOTAS - 2017/01
2. METODOLOGIA

a. Conteúdo: A base para todas as maquetes de arquitetura: maquete topográfica

b. Conteúdo: Etapas de elaboração de maquete: planejamento

c. Conteúdo: Etapas de elaboração de maquete: execução

d. Conteúdo: Etapas de elaboração de maquete: apresentação
PLANO DE ENSINO

Disciplina: Maquete
Professor Regente: Gabriel Silva Fernandes
Ano: 2017 Semestre Letivo: Primeiro
Curso: Arquitetura e Urbanismo
C.H. Total: 60h

Competência Geral
Conhecer as técnicas e análises necessárias para confecção de Maquete de Arquitetura e Urbanismo.

EMENTA
Aplicação dos conceitos de Análise Visual. Modelos tridimensionais na arquitetura e urbanismo. A maquete como instrumento de apoio na investigação e representação do objeto arquitetônico e urbanístico. A confecção de maquetes: o estudo das técnicas principais materiais. Topografia aplicada: interpretação e representação tridimensional dos levantamentos topográficos.
OBJETIVOS
Objetivos gerais:
Capacitar o aluno a desenvolver maquetes e modelos para as mais diversas finalidades e fases do projeto arquitetônico.
Objetivos específicos:
Capacitar o aluno no desenvolvimento de maquetes físicas de estudos volumétricos;
Capacitar o aluno no uso adequado de equipamentos e materiais adequados para os diferentes tipos de maquetes necessárias no processo de projeto.

Metodologia de Ensino
• Aulas expositivas;
• Exibição de Documentários e estudos de casos;
• Exercícios práticos.

UNIDADES DE ENSINO
1. MANIPULAÇÃO DE MATERIAIS: EXPRESSIVOS E FERRAMENTAS
a. Escolha e manipulação de diferentes materiais para maquete
b. Sólidos geométricos
c. Técnicas de representação de árvores, gramas e escala humana
d. Técnicas de representação - Maquete residencial unifamiliar


2. METODOLOGIA
a. Conteúdo: A base para todas as maquetes de arquitetura: maquete topográfica
b. Conteúdo: Etapas de elaboração de maquete: planejamento
c. Conteúdo: Etapas de elaboração de maquete: execução
d. Conteúdo: Etapas de elaboração de maquete: apresentação

3. MAQUETES PROCESSUAIS
a. Conteúdo: Projetando através da maquete
b. Conteúdo: Agilidade na execução de maquetes processuais
c. Conteúdo: Volumetria do projeto e sua relação com o entorno
d. Conteúdo: Compreendendo esforços estruturais a partir da maquete

4. MAQUETES DE REFERÊNCIA
a. Conteúdo: Opções de acabamento
b. Conteúdo: Maquete de um edifício residencial multifamiliar
c. Conteúdo: Maquete de um edifício institucional
d. Conteúdo: Maquete de interiores

Maquete abstrata - maquete de estudo
combinando materiais
fonte: https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/1c/97/70/1c9770a0fef2e822d3bd6b2936617014.jpg
fonte: https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/a2/6c/d1/a26cd13d1917cf5756a01f1cf7982749.jpg
fonte: http://portalarquitetonico.com.br/wp-content/uploads/Deixe-as-folhas-em-diferentes-alturas.jpg
fonte: http://portalarquitetonico.com.br/wp-content/uploads/2010/07/Picture9.jpg
fonte: http://1.bp.blogspot.com/-qwucw1nuvUY/U43ijp0Q2lI/AAAAAAAAAoc/wSK2K0kN0RM/s1600/como+fazer+%C3%A1rvore+para+maquete+ip%C3%AA.jpg
fonte: http://2.bp.blogspot.com/-mUuEr-lcWCA/VLmFCsdufzI/AAAAAAAAAtc/mpgYfS5OLbk/s1600/DSCF0561R%2Bcom%2Blegenda.jpg
fonte: http://1.bp.blogspot.com/-vjXjbl-Nxe8/U43kTYq3kII/AAAAAAAAAoo/VLi_Wv_XJ-c/s1600/como+fazer+veget%C3%A7%C3%A3o+para+maquete+bucha+vegetal.jpg
fonte: http://4.bp.blogspot.com/-gem5jirroKI/U43ihQTuzDI/AAAAAAAAAoU/J7L74rpoh0g/s1600/como+fazer+%C3%A1rvore+para+maquete.jpg
fonte: http://www.emporiobrasil.eti.br/maquetes/imagens/arvore/00610103.jpg
fonte: https://http2.mlstatic.com/4-pacote-de-grama-para-maquete-ferromodelismo-D_NQ_NP_721321-MLB20740240136_052016-F.jpg
fonte: http://www.hobbymodelismo.com.br/foto/DISPLAYCASES/DC17048Ax.jpg
fonte: https://arqdelicia.files.wordpress.com/2013/05/dsc05799.jpg
1. MANIPULAÇÃO DE MATERIAIS: EXPRESSIVOS E FERRAMENTAS

2. METODOLOGIA

3. MAQUETES PROCESSUAIS
Espaço: extensão do campo tridimensional que abrange tudo que nos cerca. Forma: estrutura, organização e disposição das partes ou elementos de um corpo.
A distribuição e disposição equilibradas de formas e espaços equivalentes em lados opostos de uma linha ou plano divisores, ou em relação a um centro ou eixo (tamanho, formato ou localização). Simetria bilateral ou radial.
Proporção: no sentido matemático, é uma relação de igualdade entre razões. Uma razão é o resultado de uma divisão, de uma distribuição fracionária (ratio = rateio).

Escala: para o arquiteto escala tem sentido de relação. Implica numa relação entre as medidas de uma edificação relacionadas a uma referência dimensional exterior a edificação.
fonte :https//www.youtube.com/watch?v=0FNQTxX_jT4
fonte: https://www.youtube.com/watch?v=_ovNbnjRUNQ_____
COLISÕES FORMAIS DE GEOMETRIA

• Duas formas podem subverter suas identidades individuais, fundir-se a fim de criar uma nova forma composta.

• Duas formas podem receber totalmente uma dentro de seu volume.

• As duas formas podem conservar suas identidades individuais e compartilhar a porção interseccional de seus volumes.

• As duas formas podem estar ligadas por um terceiro elemento.
fonte: http://www.arch2o.com/wp-content/uploads/2017/02/table.jpg___
fonte: https://www.youtube.com/watch?v=iFXgSky6JMU__
fonte: https://www.youtube.com/watch?v=4-9XwdK8pFk____
Terreno

Quando há a necessidade de representar o terreno no qual o projeto está inserido, este quase sempre não é totalmente plano, e logo, é necessário representar suas curvas de nível (diferentes alturas). Costuma-se usar isopor ou E.V.A. por serem mais fáceis de recortar, ou então papel paraná, madeira. A escala utilizada é importante para que a espessura de uma camada do material utilizado represente uma altura real compatível.
Vegetação
As árvores podem ser representadas de maneira mais abstrata, afinal o objetivo maior geralmente é evidenciar o elemento construído.
Para o gramado costuma-se usar serragem ou areia coloridas, erva mate. A própria base da maquete também pode simplesmente ser pintada de verde.
O acetato geralmente é vendido em folhas de transparência para retroprojetor, e além do uso para representar água, é ótimo para representar vidros. Plásticos em geral como os de pastas transparentes também podem ser usados.
Estrutura

Para maquetes específicas de estruturas, é comum usar ripas de sobras de madeira, palitos de churrasco ou mesmo espaguete (cola-se vários uns aos outros).
fonte:https://www.youtube.com/watch?time_continue=3&v=T_y8Pi_3SgY__
Trabalho Final
TRABALHO 01
ESTUDO DAS FORMAS - LINA BO BARDI
Trabalho 02 - Parte 01
Full transcript