Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

heróis_3c

No description
by

gabriela palma

on 4 December 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of heróis_3c

Sistema fechado
(a quantidade mantém-se praticamente constante) Atmosfera Evaporação Solo Oceano 0,013 x 10^15 m3 8,4 Rios 0,2 Glaciares 2,5 Biomassa 0,0006 Total 33,6 x 10^15 m3 62 x 10^12 m3 Precipitação 99 x 10^12 m3 1350x 10^15 m3 Escoamento 37 x 10^12 m3 Evaporação 361 x 10^12 m3 Precipitação 324 x 10^12 m3 Ciclo da água Dimensão de compartimentos e principais fluxos envolvidos
(considerado período de 1 ano) Volume
(10^3 km3) % Água superficial Água subsuperficial 0,017 Distribuição água 230 (cc) image by anemoneprojectors on Flickr Calotes geladas e glaciares Atmosfera Oceanos Lagos de água doce Lagos salinos e mares interiores Rios e torrentes Humidade do solo Águas subterrâneas 8.067 0,590 29.000 2,1 13 0,001 1.330.000 97,3 TOTAL 1.367.310 125 104 1 0,009 0,008 0,000 67 8.000 0,005 0,585 A circulação da água no ciclo hidrológico depende das energias solar e gravítica. A Terra recebe do Sol, em média 0,5 calorias por cm2 e por minuto.
77% são reenviadas para o espaço exterior, na forma de radiação infravermelha.
23% são utilizados na evaporação da água. Existe interdependência entre o ciclo da água e os fenómenos meteorológicos. As alterações da composição da atmosfera, que tenham repercussões no balanço energético, irão afetar o ciclo hidrológico e o clima do planeta Terra (“efeito de estufa”, menor % radiação enviada para o exterior). A manutenção do equilíbrio do ciclo hidrológico é essencial à manutenção do equilíbrio da biosfera. A distribuição da humidade atmosférica não é uniforme.

A quantidade de água precipitada não é igual em todos os pontos do globo.

A sua distribuição não é contínua ao longo de todo o ano. Existem, por isso, problemas relacionados com a possível ocorrência de situações de défice de água disponível em diferentes locais e momentos, em função de condicionalismos locais, regionais e temporais. Transferência da água, na fase de vapor, do planeta para a atmosfera, por evaporação a partir dos estados líquido e sólido e por transpiração das plantas. Transferência da água, na fase de vapor, do planeta para a atmosfera, por evaporação a partir dos estados líquido e sólido e por transpiração das plantas. Transferência da água, presente nas fases líquida ou sólida, da atmosfera, para a superfície do planeta. Escoamento e retenção da água na superfície e a sua infiltração no subsolo. Condensação parcial do vapor de água da atmosfera sob a forma de partículas (liquidas e sólidas), presentes em suspensão no ar, onde formam aerossóis (nuvens e nevoeiros). Transporte da água entre as suas diversas fases, efetuado através de diferentes processos de circulação (local e regional) e pela circulação atmosférica global. Transferência da água, presente nas fases liquida ou sólida, da atmosfera, para a superfície do planeta.. Conceito de Para o consumidor direto a qualidade da água é avaliada, numa primeira análise, pelas carateristicas organoléticas: No entanto, uma água com essas caraterísticas pode não ser adequada para consumo humano.
Pode, por exemplo, estar contaminada com organismos patogénicos. Para poder ser consumida sem restrições deverá respeitar muitas outras exigências (DL 306/2007, 27 de agosto), que não é possível avaliar sensorialmente. QUALIDADE DA ÁGUA Incolor,
inodora,
não ter sabor desagradável,
sem turvação. Origens de poluição Fontes suscetiveis de controlo pontual Efluentes domésticos e urbanos
Efluentes industriais
Resíduos gerados na superfície de áreas impermeáveis (poluentes decarregados inadvertidamente, emissões que poderiam ser evitadas)
Resíduos gerados em locais especificamente drenados (lixiviados de aterros, efluentes de drenagem de minas, sólidos suspensão construção cívil - estaleiros, pedreiras, minas) Descargas ilegais Fontes difusas Águas subterrâneas contaminadas

Quedas pluviométricas contaminadas ÁGUA DESTINADA AO CONSUMO HUMANO Decreto-lei n.º 306/2007, 27 de agosto Toda a água no seu estado original, ou após tratamento, destinada a ser bebida, a cozinhar, à preparação de alimentos, à higiene pessoal ou a outros fins domésticos, independentemente da sua origem e de ser fornecida a partir de uma rede de distribuição, de um camião ou navio-cisterna, em garrafas ou outros recipientes, com ou sem fins comerciais;

Toda a água utilizada numa empresa da indústria alimentar para fabrico, transformação, conservação ou comercialização de produtos ou substâncias destinados ao consumo humano, assim como a utilizada na limpeza de superfícies, objectos e materiais que podem estar em contacto com os alimentos, exceto quando a utilização dessa água não afecta a salubridade do género alimentício na sua forma acabada. Definição Art.2. Obrigações de qualidade da água Art.8. As entidades gestoras de sistemas de abastecimento público em baixa devem, tendencialmente, disponibilizar, por rede fixa ou outros meios, água própria para consumo humano devidamente controlada, em quantidade que satisfaça as necessidades básicas da população e em qualidade, na sua área geográfica de influência. Compete às entidades gestoras garantir que a água destinada ao consumo humano seja salubre, limpa e desejavelmente equilibrada, designadamente que:

a) Não contenha nenhum microrganismo, parasita ou substância em quantidade ou concentração que possa constituir um perigo potencial para a saúde humana;

b) Cumpra as normas da qualidade fixadas (anexo I);

c) Não seja agressiva, nem incrustante ao longo do sistema de abastecimento. Tratamento da água destinada ao consumo humano Art.9. A água distribuída deve ser submetida a um processo de desinfeção. Programa de Controlo de Qualidade da Água (PCQA) As entidades gestoras devem implementar integralmente o PCQA aprovado pela autoridade competente, devendo ser-lhe comunicada imediatamente qualquer alteração ao programa previamente aprovado. As situações de incumprimento dos valores paramétricos (...) devem ser comunicadas, de forma auditável e até ao fim do dia útil seguinte àquele em que tiveram conhecimento da sua ocorrência, pelos laboratórios de análises encarregues do controlo da qualidade da água às entidade gestoras, as quais, por sua vez, devem comunicá-las à autoridade de saúde e à autoridade competente até ao fim do dia útil seguinte àquele em que tiveram conhecimento da sua ocorrência. Incumprimento valor paramétrico
-> Investigação das causas
-> Implementação de medidas corretivas Concluída a investigação das causas dos incumprimentos, adotadas as medidas corretivas e conhecidos os resultados das análises de verificação, as entidades gestoras devem dar conhecimento desta informação à autoridade de saúde e à autoridade competente até ao 5.º dia útil seguinte à data de conclusão do processo. Parâmetro microbiológicos Parâmetros químicos Parâmetros indicadores Descargas acidentais DL 306/2007, 27 de agosto - Anexo I
Full transcript