Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

FOMAS PROVISÓRIAS DE EXISTÊNCIA: A vida cotidiana nos caminh

No description
by

Amanda Costa

on 30 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of FOMAS PROVISÓRIAS DE EXISTÊNCIA: A vida cotidiana nos caminh

FOMAS PROVISÓRIAS DE EXISTÊNCIA: A vida cotidiana nos caminhos, nas fronteiras e nas fortificações
Hábitos cotidianos desenvolvidos pelos sertanistas Piratininga;
No Norte e no Nordeste, desde o início do século XVII;
Na faina sertaneja e predadora dos paulistas, desenvolveram-se hábitos próprios;
Quando faltavam as provisões iam passando com o que dava a espingarda;
Montoya, que tanto os hostilizou, reconhecia que caminhavam pelo mato como se estivessem nas ruas de Madri;
Plantavam roças de subsistência;
“E algumas galinhas só para os doentes”;
Quando chovia colocava-se sobre toda a máquina uma beata suplementar, que a cobria completamente;
No século XVIII, conta-nos um sertanista que, procurando de manhã as meias de linho descalçadas na véspera, delas encontrou apenas o canhão de uma, e o mais haviam comido pelas formigas;
Havia ainda os medicamentos levados pelos viajantes;
As bandeiras não deixavam de levar capelães, mesmo porque morria muita gente;
Os dois bons cozinheiros que entregavam a comitiva deram aos viajantes a ilusão de que viviam em povoado: comiam-se com gosto, nada faltava;
Os relatos dos pousos foram feitos sob a perspectiva de homens de confiança do rei;
Os pousos aconteciam alternadamente em fazendas e sítios localizados pelos caminhos;
Os viajantes tentavam preservar alguns hábitos normais;
Havia o prolongamento de alguns pousos devido às dificuldades enfrentadas, devido ao risco de doenças, perigos e imprevistos presentes nestas expedições;
Com a intensificação das expedições alguns pousos vendiam mantimentos aos passageiros, e ofereciam outros recursos;
Em cada pouso havia uma série de rituais que ofereciam um ambiente de domesticidade
Saída do litoral para o interior do Brasil trouxe novas formas de convivência para os colonos.
A vida mantida nessas expedições estava longe da igreja e dos principais núcleos de convivência.
Os acampamentos a céu aberto construíram formas variadas de convívio íntimo.
Na fronteira e o Tratado de Madri
Expedição ao Sul da Colônia

Comissário Português Gomes Freire de Andrade - Conde de Bobadela
X
Marquês de Val de Lirios- representando o Rei da Espanha

Expedição Iguatemi
A Odisseia;
As desventuras;
A chegada e a dura realidade;
O fim melancólico e a tomada pela bandeira espanhola;
A vida no meio do mato, em freqüente deslocamento é contraditória, construindo na vida grupal elementos mais inclinados ao isolamento, na qual aos poucos foi crescendo a valorização dos espaços íntimos;

Aspectos de intimidade se insinuam com regularidade na vida cotidiana, embora, muitas vezes se confundem com as práticas próprias ao espaço público;

As hierarquias e as restrições sociais;

Recriar a domesticidade e organizar, mesmo de que forma provisória os hábitos reguladores do cotidiano, pela sua mansa repetição garantiam o equilíbrio e o encanto morno do dia a dia;

A volta ao lar permanecia como um farol no horizonte de cada um;

Grupo:
Alexandre
Glauber
Amanda
Daniel
Mariane
;
Full transcript