Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

GESTALT-TERAPIA APLICADA

No description
by

Vinícius Andrade

on 21 July 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of GESTALT-TERAPIA APLICADA

O Por Quê do Tema
A Abordagem da Gestalt-Terapia
Uma doença bio-psico-social
EDITORIAL
O CÂNCER
Saúde e Doença
"Atualmente, câncer é o nome geral dado a um conjunto de mais de 100 doenças, que têm em comum o crescimento desordenado de células, que tendem a invadir tecidos e órgaos vizinhos" (INCA, 2012, p 17)
$10,0
Segunda-feira, 21 de julho de 2014
UNEB, 7ºsem.
Histórico e Definições
PSICO-ONCOLOGIA
Abordagem da Gestalt-Terapia
Assistência nas Diversas Etapas do Tratamento
GESTALT-TERAPIA &
PSICO-ONCOLOGIA

Distribuição proporcional das causas de morte - Brasil, 1930 - 2008
Fonte: INCA, 2012
Fonte: www.bonde.com.br
Fonte: www.correiodeuberlandia.com.br
Fonte: www.tribunadonorte.com.br
Fonte: www.avozdaatividade.com.br, Acesso em:14/07/2014
Fonte: www.diariodepernambuco.com.br
Fonte: www.g1.com.br
Fonte: www.progresso.com.br
Fonte: www.ihoba.com.br
Predisposição
genética

Exposição a
agentes
cancerígenos
Atenção ao paciente

Favorecimento
da doença
Hábitos
Sócio-culturais

O sintoma/espelho da
Contemporaneidade
(Dahlke e Dethlefsen 2000)
EXPEDIENTE
Edla Gama
Taís Lima
Tamira Jéssica
Vinícius Andrade


Orientação:
Profª Drª Ludimila Nunes
BIO
-
PSICO
-
SOCIAL
REFERÊNCIAS
CARVALHO, M. M. Psico-oncologia: história, características e desafios.
Psicologia USP
, São Paulo ,  v. 13, n. 1, 2002.

CASTRO, E; SOUZA A. Cuidando da pessoa com câncer: contribuições da Gestalt-terapia.
IGT na Rede
, Rio de Janeiro, v.9, n.16, 2012.

DAHLKE, R; DETHLEFSEN, D. 
A doença como caminho.
São Paulo: Cultrix, 2000.

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER.
ABC DO CÂNCER: abordagens básicas para o controle do câncer.
Rio de Janeiro: INCA, 2012.

SILVA, R; BOAVENTURA, C. Psico-oncologia e Gestalt-terapia: uma comunicação possível e necessária.
Abordagem Gestáltica
, Goiânia, v.17, nº 1, 2011.

Definição de Oncologia
A ciência que estuda o câncer e como ele se forma, instala-se e progride, bem como as modalidades possíveis de tratamento. O médico que cuida dos aspectos clínicos é chamado oncologista clínico. Além deste, outros profissionais envolvidos no tratamento são o cirurgião oncológico, o radioterapeuta e o psicólogo, que participam de uma equipe multidisciplinar. (Yamagushi, 1994, p. 21 apud Carvalho, 2002)

Breve Histórico
Os pais da Medicina Ocidental, Hipócrates e Galeno;

Idade média;

No final do século XIX a integração mente-corpo foi retomada por Freud;

1970 - Psicologia da saúde:
a) promoção e manutenção da saúde;
b) prevenção e tratamento de doenças;
c) identificação da etiologia e diagnósticos;
d) atuação no sistema de política social da saúde.

Jimmie Holland
O que são respostas normais ao câncer?

Quais são anormais, refletindo um sofrimento que possa interferir no plano de tratamento?

Qual a prevalência de problemas psicológicos que indicam a necessidade de psicoterapia?

As reações emocionais afetam o curso da enfermidade negativa ou positivamente?

Quais as intervenções e métodos de enfrentamento que podem reduzir o sofrimento?

1981: Psiconeuroimunologia (Robert Adler)
A relação entre o estresse e a depressão com o enfraquecimento do sistema imunológico e esta situação favorecendo o desenvolvimento de formações tumorais foram amplamente analisadas por Le Shan (1992), Simonton, Simonton e Creighton (1987) pioneiros nos estudos dos aspectos psicológicos envolvidos nos processos de câncer.

Desafios
Problemática intrapsíquica
Problemática social
Problemática relacionada ao câncer

Variedade de correntes dentro da psicologia;

Desafio do trabalho multidisciplinar;

O Enfrentamento
Siegel (1997) apud Carvalho (2002), em um artigo denominado "O que os médicos devem saber", fala da importância de perguntar ao paciente o que ele está sentindo e ouvir a resposta. E se o paciente melhorar acima do esperado, aprender com a resposta. E que as doenças que ameaçam a vida são necessariamente transformadoras.

Definição de psico-oncologia
Uma subespecialidade da Oncologia, que procura estudar as duas dimensões psicológicas presentes no diagnóstico do câncer:

1) o impacto do câncer no funcionamento emocional do paciente, sua família e profissionais de saúde envolvidos em seu tratamento;

2) o papel das variáveis psicológicas e comportamentais na incidência e na sobrevivência ao câncer. (Holland,1990, apud Carvalho 2002)

O primeiro "Encontro Brasileiro de Psico-Oncologia" ocorreu em 1989 em Curitiba;

Saúde,segundo a OMS:
Saúde é entendida como um estado completo de bem-estar físico,mental e social e não apenas a ausência de doenças.(OMS,2010 apud Silva e Boaventura,2011).

Gestalt-terapia:
Compreensão de saúde semelhante a da OMS.

Saúde em Gestalt-terapia
A existência da saúde corresponde à existência de contato do indivíduo tanto com o mundo quanto consigo.

E a doença?
A doença surge do contato interrompido.


Silva e Boaventura (2011)

Saúde
-Formação,fechamento e destruição de gestalts;
-Conhecimento e ordem de prioridade das
necessidades.

Doença
-Gestalts abertas;
- Dificuldade em hierarquizar as necessidades.


Ribeiro(2007) apud Silva e Boaventura(2011)
A doença como ajustamento criativo.



Silva e Boaventura(2011)
Castro e Souza(2012)

“A escolha da Gestalt-Terapia como abordagem diz respeito a um olhar que busca não fragmentar o ser humano em patologias, mas estar a serviço dos recursos funcionais que ainda são possíveis de ser resgatados, em favor de um enfrentamento saudável do adoecimento”

(CASTRO et al. 2012, p. 59)

Evitar que as situações de crise se tornem crônicas;

Auxiliar na criação de um novo sentido da experiência dolorosa;

Fazer com que o indivíduo retome seu espaço no mundo.


(Silva e Boaventura, 2011)

Objetivos
Etapas que poderão ser vivenciadas
Diagnóstico:
mobilização emocional, desencadeando fatores de bloqueio de contato.
Negação e isolamento: momento em que se põe em dúvida essa realidade.
Depressão: a partir do aparecimento de novos sintomas, tornando-o mais debilitado.
Aceitação: experiência de awareness ampliada.

Esta etapa demanda o acolhimento por parte do gestalt-terapeuta e as suas intervenções podem ser psicoeducativas e psicoprofiláticas.

Tratamento:
organização e vivência do momento aqui-agora.
Projeção: todas as coisas externas a si passam a ser nocivas.
Paralisação: causado por forças em oposição.

O Gestalt-terapeuta trabalhará em prol da mudança de percepção do cliente e, por conseguinte, a ressignificação das coisas, das pessoas e de si próprio.

(CASTRO et al., 2012)
Recuperação da saúde:
período após a realização dos procedimentos necessários, como cirurgia, radioterapia e quimioterapia. O sujeito apresenta medo e expectativa de recaída, com reincidência da doença.

Esta etapa demanda que o psicólogo procure ajudar o cliente a manter o seu bem-estar psicológico.

Conicidade e/ou terminalidade:
fase em que a cura não é mais possível.

“Tempo de proporcionar espaço para a expressão de sentimentos acerca da vida e da morte, do fechamento de situações pendentes, das despedidas”

(CASTRO et al., 2012, p.61)
Técnicas
A cadeira vazia:
“consiste em orientar o paciente a imaginar e dialogar com a pessoa com que tem assuntos para resolver, fazendo com que ela viva os dois lados do conflito.”

Imaginação ou fantasia dirigida:
consiste em “conduzir o paciente a situações e cenários, reais ou não, cujos conteúdos emergidos serão trabalhados.”

(Silva e Boaventura, 2011, p.43)
Etapas que poderão ser vivenciadas
(SILVA E BOAVENTURA, 2011)
Full transcript