Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

MIGRAÇÕES MUNDIAIS E BRASILEIRAS

No description
by

Thiago Thiga

on 6 February 2018

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of MIGRAÇÕES MUNDIAIS E BRASILEIRAS

Migrações
Migrações
Movimentação de pessoas pelo espaço
FATORES
de repulsão e atração
Migrações para o Brasil
O Brasil passou por vários fluxos migratórios.

Os principais grupos de imigrantes foram:


Portugueses
Espanhóis
Italianos
Alemães
Eslavos
Japoneses
Africanos
Datas importantes do século XIX - Brasil

1808 - Abertura dos portos às nações amigas
1822 - Proclamação da Independência
1831 - Lei Feijó
1850 - Lei Eusébio de Queiroz
1871 - Lei do Ventre Livre
1885 - Lei dos Sexagenários
1888 - Lei Áurea
1889 - Proclamação da República

POVOAMENTO DA REGIÃO SUL DO BRASIL

Esse povoamento era organizado por nacionalidades

Alemães
Italianos
Eslavos
Ingleses
Espanhóis
Suiços
Japoneses
(1908 - 1942)
.

Ocorreu forte concentração desse grupo em São Paulo focando suas atividades no
setor primário, cultivando hortaliças, arroz e algodão.

Da imigração à emigração
Atualmente o Brasil vive uma situação contrária à anterior. Houve um
grande aumento nos fluxos de emigração a partir de 1930
devido às crises instaladas no país.

- Políticas

- Econômicas
Perfil dos emigrantes brasileiros
Jovens e adultos: 19 a 45 anos

Busca de melhores condições financeiras ou crescimento profissional.
Intenção de retorno
Fluxos de capital para o Brasil

Migração de cerébros:

Profissionais qualificados

Páises vizinhos:
Busca de empregos ou investimento nos países vizinhos ao Brasil.
"Brasiguaios"

Migrações internas
Migrações no território em arquipélago
O caráter de arquipélago remete a economia agroexportadora do Brasil até o século XX, onde o território possuia uma organização baseada em "ilhas" de economias regionais isoladas.

Século XVI - XVII - Sociedade açucareira - Nordeste
Principal produto da economia colonial era produzido no Nordeste, na Zona da Mata.

Século XVIII - Economia mineradora - Sudeste/Centro-Oeste
Estimulou um grande fluxo migratório de outras regiões para a região o Sudeste e Centro - Oeste.


Século XIX - Cafeicultura - Sudeste (SP e RJ)
O fluxo se inverte tornando os estados de SP e RJ em áreas de atração populacional

Século XIX e XX - Ciclo da borracha (Norte)
Atraiu principalmente nordestinos para a região Norte.
1. Economia (industrialização)
2. Política (restrição à imigração)
3.Integração do território (rodovias e meios de comunicação).

Resultado: Novas áreas de atração e repulsão populacionais no Brasil.
As grandes obras de infraestrutura para a industrialização e urbanização do Brasil passaram a necessitar de enorme quantidade de mão de obra, e a mesma era advinda da
região Nordeste
, pois devido à concentração urbano-industrial do Sudeste, a região não se industrializou caracterizando-a como
fornecedora de mão de obra barata e matéria prima para a modernização do Sul brasileiro.
A
região Sul
é caracterizada por
duas fases distintas de fluxos populacionais.
Com a cafeicultura em declínio no estado de SP o norte do Paraná se torna uma região produtora de café, atraindo uma parcela da população para essa área.
Já a partir da
década de 70
, ocorreu a introdução da soja em latifúndios mecanizados e, também, severas geadas. Esss fatores alteram a estrutura fundiária da região, concentrando-a e tornando a área em uma área de repulsão.
As pessoas que saiam da região migraram para a Região Centro-Oeste onde surgem as novas fronteiras agrícolas
(frentes de expansão e pioneiras).
O processo de ocupação da
região CO
inicia-se em 1950 quando surgem nessa época as
frentes de expansão (ocupantes e posseiros praticando agricultura de subsistência em terras devolutas).
Após a chegada das frentes de expansão chegam as
frentes pioneiras (projetos de colonização estatais ou particulares para a produção de monocultura de exportação).
Com isso surgem grandes conflitos fundiários, já que era necessário expulsar os posseiros para a expansão da monocultura.
As frentes pioneiras alcançam seu objetivo, e inicia-se a produção mecanizada de soja, gerando concentração de terras e desemprego. As frentes voltam sua atenção agora para a
região Norte
que, atualmente, possui os estados que apresentam maior crescimento populacional no país.
A grande presença de reservas indígenas em conflito com os interesses agrícolas vem gerando mortes e lutas pela posse da terra na região.
Atualmente a principal característica dos movimentos migratórios internos é a tendência a desconcentração populacional. O aumento das cidades médias em detrimento a diminuição populacional ds metrópoles.

"Embranquecimento da população".

As migrações, a indústria e a integração do território
-
Migrante
= Desloca no espaço

-
Emigrante
= Sai do espaço

-
Imigrante
= Entra no espaço

-
Deslocado interno
= Migrante forçado dentro do país

- Refugiado = Migra por conta de perseguição étnica, política, cultural ou religiosa.
Político
2ª Guerra Mundial

Revoluções

- Chinesa (1949)

Ditaduras
Físico-Natural
Tectonismo
Seca

Inundação
ÉTNICO - CULTURAL
Genocídio de Ruanda - Hutus x Tutsis (1994)
ECONÔMICA
Necessidade
Oportunidade
Vantagens
Migrante - País de origem
$ - Fluxo de capital enviado pelo migrante

Melhora socioeconômica do indivíduo

Intercâmbio cultural - Profissões

Alívio demográfico
País Receptor
Incremento Populacional
Reposição da P.E.A
Cidades Cosmopolitas
Mercado consumidor
Desvantagens
País de origem / Migrante
Fuga de cérebros
Exploração - Tráfico de pessoas
Marginalização e xenofobia
País Receptor / Migrante
Custo de fiscalização
Choques culturais
Marginalização do migrante, radicalização e terrorismo
Crise migratória do século XXI
- 2010 a 2017 = 270 milhões de migrantes no mundo
- 65 milhões são migrantes forçados

* 45 milhões são deslocados internos

* 20 milhões são refugiados
- Perseguição política, étnica/cultural e religiosa
COTAS NA EUROPA - 2015
Contexto brasileiro (XIX)

- Ciclo do café
- Independência
- Política de branqueamento da população
- Política de povoamento da região Sul
- Abolição do trabalho escravo

Contexto Europeu (XIX)

- Conflitos, industrialização e demográfico
Evolução do Estado Islâmico
Globalização e Migração
Transporte, comunicação e informação


Fim da Guerra Fria e das barreiras entre capitalistas e socialistas

Disparidade econômica entre países
Migrações internas
Êxodo Rural
Pendulares
Diárias
Sazonal - Transumância
Nordeste
Sudeste
1940 - 1990
1970 - 2000
- Sul

- Nordeste
- Centro - Oeste
- Norte
Fatores?
Tendências atuais
Guerra Fiscal
Saturação do Sudeste
Migração de retorno
+
Migração intra-regional
Desmetropolização
1895 - A redenção de "Cam" - Darwinismo Social
1934 - Lei de cotas de imigração
INTER-REGIONAL
A maior crise de refugiados após a 2º Guerra
- Terremoto
- Maremoto
NEGROS
INTER-REGIONAL
Os nacionalismos e muros do mundo
CAMINHOS DAS MIGRAÇÕES
Pontos
positivos
e
negativos
STATUS DE REFUGIADO
- Pós 2ª Guerra Mundial
- Perseguido político, étnico, cultural ou religioso
- Convenção de Genebra - 1951

- Brasil: Lei 9.747/1997

- CONARE - Ministério da Justiça

TRÁFICO DE PESSOAS
Operações no Mediterrâneo
-
TRITON


- SOPHIA


- POSEIDON
ACORDO U.E - TURQUIA
1. Devolução de refugiados (Grécia - Turquia)

2. Ajuda financeira (3 Bilhões de euros)

3. Isenção de visto para turcos na U.E

4. Adesão facilitada à U.E

5. O tráfico humano fortalecido
Origem na África:
- Bantos
-> Angola e Moçambique
- Sudaneses
-> Nigéria, Gana, Benin e Congo

Função de mercadorias (comércio) e força de trabalho:

- Cana no Litoral Nordeste
- Mineração em Minas
- Algodão no Maranhão
- Café no Sudeste


NEGROS
Brancos
Atlanto-Mediterrâneos:
Portugueses, Italianos, Espanhóis
Germanos:

Alemães, Holandeses, Ingleses
Eslavos:
Russos, Poloneses, Iugoslávos
*Sírios, Libaneses, Judeus
2% do total que imigrou nos últimos 50 anos
por nacionalidade
Full transcript