Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Ciências sociais e políticas 22

No description
by

EaD IVJ

on 29 December 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ciências sociais e políticas 22

Como a sociedade se transforma: o mundo da política
Início da Unidade 4:
Como a sociedade se transforma: o mundo da política

A visão marxista de ideologia

Texto para leitura em sala:
- Marx e Engels

Trecho de A ideologia alemã (4p.)

A Perspectiva Revolucionária
Escrito em 1845, mas publicado somente em 1932.

Já aparecem as principais noções da concepção materialista da história desenvolvida por Marx e Engels.

Pano de fundo filosófico contra o qual o texto foi escrito: os “jovens hegelianos” (David Friedrich Strauss, Max Stirner, Bruno Bauer e Ludwig Feuerbach), dos quais Marx e Engels foram críticos contundentes.

Eles imaginavam estar realizando uma grande “revolução” no terreno do pensamento puro – embora, como Marx e Engels sublinharam, todos esses autores neo-hegelianos permanecessem nos quadros da filosofia de Hegel, sem ultrapassá-la.

A Ideologia Alemã
Para Marx e Engels, ao lutarem contra a forma que essas representações religiosas assumiam no sistema hegeliano, os “jovens hegelianos” eram, na verdade, conservadores e não revolucionários, como pensavam, pois combatiam apenas “as frases deste mundo”.

O que faltaria a esses filósofos era “perguntar pela interconexão da filosofia alemã com a realidade efetiva alemã, pela interconexão da crítica deles com a própria circunstância material deles”.


Marx e Engels pretendem demonstrar a interconexão da estrutura social e política com a produção. A produção das ideias e representações está, para eles, entrelaçada na atividade e no intercâmbio material do homem e é por elas determinada.

Friedrich Engels
(1820-1895)

Karl Marx
(1818-1883)



O que importa, portanto, é perceber os homens “efetivos”, tais como são condicionados por um desenvolvimento determinado das suas forças produtivas – e não, como no caso da “ideologia alemã”, os homens tais como são “representados” por nós.


Ideologia como representação invertida da realidade: nela, “os homens e as suas relações aparecem como numa câmara obscura, virados de cabeça para baixo”, e isso é uma decorrência de seu processo histórico de vida.


“Câmara obscura” (ou “Câmara escura”): aparelho ótico que precedeu a invenção da fotografia, e no qual as imagens apareciam invertidas.








Para superar a ideologia – que disfarça a exploração de uma classe sobre as outras –, é preciso fundar uma ciência positiva – o materialismo histórico, oposto ao pensamento ideológico.

É essa perspectiva a única que pode ser verdadeiramente revolucionária, como veremos no Manifesto Comunista.


Marx e Engels

Manifesto do Partido Comunista (Parte I: Burgueses e Proletários).
Full transcript