Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Memorial do Convento

Cap. XVI
by

Cláudia Pereira

on 20 May 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Memorial do Convento

Memorial do Convento Capítulo XVI • Homem do povo - Mafra;
• Sem a mão esquerda;
• Trabalhador;
• Sonhador - padre Bartolomeu;
• Herói trágico. • Mulher do povo;
• Poder de ver o interior dos corpos
e da terra;
• Elemento fundamental para a construção
da passarola;
• Decidida, perspicaz, intuitiva, forte e fiel;
• Heroína trágica. • Figura histórica VS. Personagem;
• Capelão e orador da corte;
• Pregador talentoso;
• Angustiado pelas dúvidas religiosas;
• Homem culto;
• Sonhador, visionário; Baltasar Mateus Blimunda de Jesus Padre
Bartolomeu Lourenço 1723-1735

"(...) agosto acabou,
setembro vai a meio."
"(...) setembro estava no fim (...)" Tempo Histórico:

Tempo do Discurso: ESPAÇO FÍSICO PSICOLÓGICO S. Sebastião da Pedreira

Espaço Aéreo - Lisboa, Mafra, Monte Junto

Monte Junto Mafra ESPAÇO SOCIAL Revelação dos medos do Padre Bartolomeu Santo Ofício "O padre veio para eles e abraçou-se também, subitamente perturbado por uma analogia, assim dissera o italiano, Deus ele próprio, Baltasar seu filho, Blimunda o Espírito Santo, e estavam os três no céu (...)" "Dizem que o reino anda mal governado..." Analogia com a época dos Descobrimentos Cravo "Se tenho que arder numa fogueira, fosse ao menos nesta (...)" "(...) por isso se lhes aperta o coração tanto, quem sabe que perigos os esperam, que adamastores, que fogos de Santelmo, acaso se levantam do mar, que ao longe se vê(...)" "(...) Sete-Luas e Sete-Sóis sustentando com as suas nuvens fechadas a máquina que baixava, agora devagar (...)" "Este povo, que tanto espera do céu, olha pouco para o alto onde se diz que o céu é (...)" "Andava procissão na rua, todos dando graças pelo prodígio que fora Deus servido fazer, mandando voar por cima das obras da basílica o seu Espírito Santo." "(...) já podemos ir à procura das novas Índias." "(...) gente tão escrupulosa dos interesses do céu e não se lembram de olhar para cima (...)" Santo Ofício "(...) Baltasar que segura a corda com que se fecharão as velas, (...) Blimunda aproximou-se, pôs as duas mãos sobre a mão de Baltasar, e, num só movimento, como se só desta maneira devesse ser, ambos puxaram a corda." 4º elemento: Música de Scarlatti (poder celestial que permite a elevação espiritual humana) "O Sonho comanda a vida" "Dos julgamentos do
Santo Ofício não se
fala aqui (...)" Voo "(...) Vamos fugir nela, Para onde, Não sei, o que é preciso é fugir daqui. Baltasar e Blimunda olharam-se demoradamente, Estava escrito, disse ele, Vamos, disse ela." "(...) e assim pôde ver afastar-se a terra a uma velocidade incrível (...)"
Full transcript