Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Trabalho sobre Religião

No description
by

Samai Silva

on 8 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Trabalho sobre Religião

Antigamente, as igrejas evangélicas eram lugares cheios de pessoas que conheciam a
Bíblia de capa a capa, que se portavam reverentemente durante o culto e não raro, as pessoas do mundo admiravam os evangélicos por sua fé e esperança, mesmo nos momentos mais difíceis. São inúmeros os testemunhos de pessoas que vieram para Cristo após conviver com um crente genuíno. Este, normalmente descrito como alguém humilde, prestativo e sempre com um versículo bíblico na ponta da língua, para qualquer situação.
Religião antigamente
Fontes
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAAaLcAI/direito-religiao-familia?part=2
http://www.xr.pro.br/religiao.html
http://www.metodista.br/cidadania/numero-19/ciencia-e-religiao-um-historico-de-conflitos
http://ensinoreligioso-serafimjonas.blogspot.com.br/2010/04/religiao-e-cultura-por-maria-clara.html
http://www.astrologia-esoterica.com.br/RELIGI%C3O%20ANTIGA%20E%20RELIGI%C3O%20MODERNA.htm

Conclusões
Religião hoje em dia
Em nossos dias as pessoas nascem e crescem no meio de um mundo onde se cruzam, dialogam e interagem de um lado o ateísmo, a descrença é/ou a indiferença religiosa, e de outro lado várias religiões, antigas e novas que se entrecruzam e se interpelam reciprocamente. O Cristianismo histórico e, portanto, também e não menos a fé e a religião em geral se encontram no epicentro desta interpelação e desta pluralidade.


Hoje assistimos à privatização da vida religiosa, que vai de par com a autonomia do homem moderno , diferente da religiosidade que regia o mundo teocêntrico medieval. Cada um compõe sua própria “receita” religiosa e o campo religioso passa a se assemelhar a um grande supermercado assim como também a um “lugar de trânsito” onde se entra e se sai. A modernidade não liquidou com a religião, mas esta ressurge com nova força e nova forma.


O mundo em que vivemos não é mais como aquele onde viveram nossos antepassados, nossos avós, as gerações que sempre nasceram e se criaram cercados dos símbolos, dos sinais e das afirmações da fé cristã e, mais do que isso, católica. Hoje vivemos em um mundo onde a religião muitas vezes desempenha mais o papel de cultura e força civilizatória do que propriamente de credo de adesão que configura a vida. Mais ainda vivemos em um mundo plural em todos os aspectos e termos. Desejamos dizer com isso que a pluralidade advinda da globalização afeta não apenas os terrenos econômico e social, mas igualmente os políticos, culturais e também religiosos.


Como era a religião antigamente, e como está agora?
Trabalho sobre Religião
Os cultos nas igrejas evangélicas era cheios de hinos e coros profundamente inspiradores,
refletindo as doutrinas fundamentais da fé cristã. O ofertório era uma demonstração de zelo e gratidão a Deus e o dízimo era um ato alegre de fidelidade ao Senhor. Quando o pastor subia ao púlpito, todos atentamente recebiam edificação através de uma pregação biblicamente fundamentada. A pregação da Palavra era o centro do culto. Mesmo nas igrejas pentecostais, não era muito diferente. As classes de escola dominical estavam sempre cheias de crentes sedentos estudar e debater temas bíblicos. Esses eram os "crentes" de antigamente.

Antigamente, não se tinha uma "CERTA" religião, pois a maioria dos povos, grupos, ou até mesmo pessoas, acreditavam em varios/um Deuse(s), além disso naquela época existia varias religiões como: Judaismo, Cristianismo, Evangelicos, entre outras; Na antiguidade, as igrejas eram mais associadas, e frequentadas pelas mulheres, pois os Homens trabalhavam e guerreavam muito. Mas nisso, os antigos fundadores ou pregadores de religiões adotavam a frugalidade na alimentação, vestiam-se sumariamente e levavam uma vida simples. Para se aperfeiçoarem, faziam penitências, permanecendo isolados em montanhas quase inacessíveis, debaixo de cascatas (ato considerado purificador), lendo os livros sagrados dia após dia.
Samai Silva: Por meio deste trabalho, pude perceber que hoje em dia variás coisas mudaram em relacão a religião, antigamente a Religião, era mais respeitada pelas pessoas, pois agora, atualmente, não temos mais aquele respeito, eu particularmente, sou Evangelica, e sinto que as pessoas se afastam de mim quando confesso minha opção religiosa, não vejo sentido nisso , pois respeito todas as religiões e as admiro da minha maneira, acredito que mereço o mesmo respeito, mais não o tenho. Religião verdadeiramente pura não é usada, ela anda por si só, apesar de a religião esta inserida nas culturas, não depende das mesma, mas uma coisa que não concordo, é as pessoas que usam a religião para fins, interesseiros ou políticos e etc..

Mariana Proença: Antigamente a religião era tratada com grande respeito e admiração pelas pessoas, porem ao passar do tempo, as coisas começaram a tomar um rumo diferente em relação as mudanças de hoje em dia, olham para os evangélicos como apenas um grupo a mais na sociedade, como hipsters, funkeiros, roqueiros etc. Algumas pessoas dizem ou se queixam que o culto ou uma missa já não são realizados da mesma forma, sentem que há falta de fé nas canções,o dizimo virou um "ato profético e o ofertório barganha com Deus, de todos os modos, a religião ficou muito mais liberal e enfraqueceu.

Letícia Machado: A religião hoje em dia, não está sendo vista como antigamente. Antigamente, as pessoas acreditavam e fim, não surgiam dúvidas e nem questionamento. Hoje em dia, por conta da evolução e do que a mídia nos propõe, várias pessoas estão deixando de acreditar em suas crenças, pois cada vez mais, surgem dúvidas e mais dúvidas, e as pessoas não se contentam com a resposta que lhe são dadas, e querem ir mais a fundo desse assunto, sem perceber vão perdendo o foco de suas crenças. Já para os ateus, essas dúvidas que as pessoas vem tendo sobre fé e outros fatores, são apenas mais uma hipótese de que o que eles acreditam é o certo, tendo assim a falta de respeito que vemos hoje em dia sobre as religiões, pois são ateus criticando os crentes. E se já não bastasse essa falta de respeito sobre “existir um Deus, ou não” temos também a falta de respeito entre si, das pessoas que acreditam em Deus, por isso o que é mais comum de ser visto é católicos criticando evangélicos, e evangélicos criticando católicos.

Rafaela Machado: Nesse trabalho fala sobre a Religião de antigamente e a Religião dos dias de hoje, mas antigamente a religião era muito respeitada, " que tinha o poder de tudo ou o conhecimento de tudo ". Mas isso foi mudando com passar dos tempos, pessoas que descobriam a verdade, afirmavam que as igrejas estavam "erradas", essas pessoas eram ciencias na época. Mas hoje é diferente, a ciência e a religião são importante para o seres humanos, que cada um tem seu conhecimento.

Carolina Duarte: Antigamente, existiam muitas pessoas querendo adorar a Cristo, tinham a Fé, não tinham preconceito com outros tipos de religião, respeitavam o que os outros sentiam, ou tinham em mente, até porque não tinha uma religião certa. Não iam para igreja só por ir, e sim para louvar a Cristo. Iam à igreja, e eram fieis a palavra, não saiam falando mal, ou fazendo coisas erradas. Sabiam versículos e as histórias da bíblia, tinham respeito a quem estava administrando o culto. As crianças cresciam dentro da igreja, sabendo a palavra do Senhor. Totalmente diferente dos dias de hoje, pois a igreja é menos frequentada tanto pelos adolescentes, quanto pelos jovens ou adultos, pois nascem no “mundo”, só pensam em balada, festas, bebidas e outros até em drogas. Para muitos, falar sobre religião é como se fosse motivo de piada. Hoje, você pode entrar e sair de uma religião, como se fosse um local qualquer. Até as crianças, que antes adoravam ir aos cultos, nas escolas dominicais, hoje nem se interessam mais. Talvez as pessoas estejam assim por conta da televisão/internet, que divulgam festas, baladas que elas se interessem e possam ir, e isso acaba deixando esse negócio de religião de lado, pois elas acreditam que isso pode ser melhor do que seguir a religião, independente de qual seja.


Full transcript