Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Os primórdios. Grécia o berço da Civilização Ocidental. A ps

No description
by

Simone Moura Sales

on 2 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Os primórdios. Grécia o berço da Civilização Ocidental. A ps

Os Primórdios - Grécia o Berço da Civilização Ocidental
Atrás de toda produção das ciências da cultura, dos objetos, da arte... Existe a historia.
Comprender o mundo hoje precisamos conhecer a historia.
Quem somos? O que somos? Como nos constituimos? Porque somos de determinada forma.
Diversidades de psicologías: Várias visões do homem = tecido nas reflexões dos grandes filosófos e nas grandes instituições religiosas.
Desde os primórdios da humanidade,
O HOMEM POSSUI UMA NECESSIDADE DE
COMPREENDER A SI MESMO.



Partenon
A Psicología no Imperio Romano

Historia do pensamento humano: Antiguidade (700 A.C).
Os gregos foram o povo mais evoluído nessa época:
Construção das primeiras cidades estados - Pólis (Tróia, Atenas e Esparta), invenção da moeda, da linguagem escrita, conquistas de novos territórios, + riquezas + escravos.
Riquezas = Crescimento da arquitetura, agricultura, organização social. Fisica, Geometria e política (criação do conceito da democracia).
A democracia: só para os homens livre. As mulheres, os escravos, as crianças, os estrangeiros não faziam parte da "democracia"
Tais avanços permitiram que o cidadão se ocupasse das coisas do espirito, como a filosofia e a arte.
Alguns homens, como Platão e Aristõteles, dedicaram-se compreender esse espírito empreendedor do conquistador grego, ou seja, a Filosofia começou a especular em torno do homem e da sua intensidade.

Uma das mais belas produções da Arquitetura da Grécia Antiga (5 a.C.)

Os Primódios
Cidades estados - Pólis
Psicológia e História
Cidade de Tróia
Cidade de Espartas
Cidade de Atenas
Os Primórdios
A Psicologia ocidental surgiu entre os gregos, no período anterior a era cristã.
É entre os filósofos gregos que surge a primeira tentativa de sistematizar uma Psicologia.
Esses avanços permitiram que o cidadão se ocupasse das coisas do espírito, como a Filosofia, e a Arte.
Além disso, o termo psicologia vem do grego psyché, que significa alma, e de logos, que significa razão. Portanto psicologia significa "estudo da alma"
A alma ou espírito era concebido como parte imaterial do ser humano e englobaria o pensamento, os sentimentos de amor e ódio, a irracionalidade, o desejo, a sensação e a percepção.
Os filósofos pré-socráticos preocupavam-se em definir a relação do homem com o mundo através da percepção.
Havia uma grande oposição entre os idealistas e os materialistas.
A Psicologia Entre os Gregos: Os Primórdios
Os Filósofos
Sócrates
Platão
Aristóteles
Sócrates
Mas é com Sócrates (469-399 a.C) que a psicologia na antiguidade ganha consitência. Sua principal preocupação era com o limite que separa o homem dos animais. Desta forma, postulava que a principal caracteristica humana era a
razão.
A razão permitia ao homem soprepor-se aos instintos, que seriam a base da irracionalidade. Ao definir a razão como peculiaridade do homem ou como essência humana, Sócrates abre um caminho que seria muito explorado pela psicologia.
As teorias da consciência são, de certa forma, frutos dessa primeira sistematização naFilosofia.
Platão
O passo seguinte é dado por Platão (427 - 347 a. C.),
discípulo de Sócrates. Esse filósofo procurou definir um "lugar" para a razão no nosso próprio corpo. Definiu esse lugar como sendo a cabeça, se encontra a
alma
do homem. A medula seria, portanto, o elemento de ligação da alma com o corpo. Quando alguém morria, a matéria (o corpo) desaparecia, mas a alma ficava livre para ocupar outro corpo.
Aristóteles
Discípulo de Platão (384 - 322 a.C.), foi um dos mais importantes pensadores da história da filosofia.
Postulava que tudo aquilo que cresce, se reproduz e se alimenta possui a sua “psyché” ou “alma”.
Desta forma , os vegetais, os animais, e o homem teriam alma. Aristóteles estudou as diferenças entre razão, percepção e sensação em “Da anima” que pode ser considerado o 1º tratado em Psicologia.
Vale lembrar que 2.300 anos antes do advento da Psicologia científica os Gregos já haviam formulado duas “Teorias”:
A platônica que postulava a imortalidade da alma e a concebia separada do corpo, e a aristotélica, que afirmava a mortalidade da alma e a sua relação de pertencimento ao corpo.
A Psicologia no Império Romano e na Idade Média
Uma das principais características desse período é o aparecimento e desenvolvimento do cristianismo – uma força religiosa que passa a força política dominante.
Portanto, falar em psicologia nesse período é relacioná-la ao conhecimento religioso, já que, ao lado do poder econômico e político, a igreja católica também monopolizava o saber e, conseqüentemente o estudo do psiquismo.
Neste sentido, dois grandes filósofos representaram esse período: Santo Agostinho (354-430) e São Tomás de Aquino (1225-1274).
Santo Agostinho
Inspirado em Platão, também fazia uma cisão entre alma e corpo. Entretanto, para ele, a alma não era somente a sede da razão, mas a prova de uma manifestação divina no homem. A alma era imortal por ser o elemento que liga o homem a Deus. E, sendo a alma também a sede do pensamento, a igreja passa a se preocupar também com sua compreenção.
São Tomaz de Aquino
Viveu num período que prenunciava a ruptura da Igreja Católica, e o aparecimento de protestantismo – uma época que preparava a transição para o capitalismo, com a revolução francesa e a revolução industrial na Inglaterra.
Essa crise econômica e social leva ao questionamento da Igreja e dos conhecimentos produzidos por ela; sendo necessário encontrar novas justificativas para a relação entre Deus e o homem.
São Tomás de Aquino foi buscar em Aristóteles a distinção entre essência e existência, postulando que o homem, na sua essência, busca a perfeição através da sua existência; sendo que essa busca do homem pela perfeição só seria possível pela busca de Deus.


Grécia o Berço da Civilização Ocidental
A Grécia sempre foi vista pelos ocidentais como o berço da civilização, tendo como seus principais representantes: Sócrates, Aristóteles e Platão. Tem como princípio o desenvolvimento individual do ser humano. Preparação para o desenvolvimento intelectual da personalidade e a cidadania. Ideais pautados na liberdade política e moral e no desenvolvimento intelectual.
Fonte de Pesquisa:
Livro Psicologias - Ana Mercês e
sites de pesquisa da internet.

Equipe:
Jéssica
Lucas
Mirna Fernandes
Sayonara
Simone Sales
Thiago Verão
Full transcript