Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Ciclo da Assistência Farmacêutica em um Hospital Público

Seminário de Higiene Social
by

Maiara Ribeiro

on 4 December 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ciclo da Assistência Farmacêutica em um Hospital Público

Universidade Federal de Santa Catarina
Centro de Ciências da Saúde
Departamento de Saúde Pública
Disciplina de Higiene Social
Professores: Alexandra, Elizabeth, Fabrício e Jane CICLO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA
EM UM HOSPITAL PÚBLICO Bruna Ferraro
Lorena Barbosa Zanetti
Maiara Fernandes Ribeiro
Sabrina dos Santos Serafim Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago Ciclo da Assistência Farmacêutica
em uma Farmácia Hospitalar Seleção Programação Aquisição Armazenamento Dispensação Utilização No Hu... A seleção é feita através da comissão de farmácia terapêutica, que é composta por farmacêuticos, médicos, administradores e representantes da direção do hospital.

É feita uma discussão sobre uma solicitação padrão e se são necessárias inclusões de medicamentos nela. O formulário padrão é preenchido e, caso haja inclusões, devem ser feitas justificativas. É a atividade responsável pelo estabelecimento da relação de medicamentos, sendo uma medida decisiva para assegurar o acesso aos mesmos.

É o eixo do ciclo da Assistência Farmacêutica, pois todas as outras atividades são decorrentes dela. Atividade que tem como objetivo garantir a disponibilidade dos medicamentos previamente selecionados nas quantidades adequadas no tempo certo para atender as necessidades da população.

A programação deve ser ascendente, levando em conta as necessidades locais de cada serviço de saúde. Consiste em um conjunto de procedimentos pelos quais se efetua o processo de compra dos medicamentos estabelecidos pela programação, com o objetivo de disponibilizar os mesmos em quantidade, qualidade e menor custo, visando manter a regularidade e o funcionamento do sistema. O armazenamento envolve o conjunto de procedimentos técnicos e administrativos, que visam proporcionar condições satisfatórias de conservação, assegurando a estabilidade dos produtos.
Tem como objetivos manter o nível de estoque em quantidades e qualidade necessárias para o abastecimento. Tem como objetivo garantir a entrega do medicamento correto prescrito ao usuário com instruções suficientes para seu uso correto e seu acondicionamento, de modo a assegurar a qualidade do produto.

É importante fazer uma avaliação farmacêutica das prescrições, deve-se observar a concentração, viabilidade, dose, dosagem, forma farmacêutica, via e horários de administração. Referências Bibliográficas Obrigada! Farmácia Satélite No HU... Farmacêutico: Marcos César Wagner A programação é feita para o ano inteiro.

Faz-se um contrato de um ano com a empresa de medicamentos com todos os itens que foram determinados na etapa de seleção, e dentro desse contrato faz-se o pedido do que será utilizado no mês. No HU... A aquisição é feita através de uma licitação, por pregão eletrônico ou por compra direta de até R$8 mil. E o orçamento escolhido é sempre o de menor preço.

São feitas três licitações por ano, sendo que dos 560 itens que são comprados no total, cerca de 200 não estão inclusos, por serem importados ou pouco consumidos. No caso deles, a compra é feita de forma direta.

Um problema que o hospital enfrenta é em relação às baixas médias de preço. O hospital segue uma média de preços que são pagos por cada medicamento. Ás vezes, esse preço é tão baixo que não se encontra nenhum fornecedor no mercado que esteja vendendo, então, o hospital fica o ano inteiro sem aquele medicamento.

No Hu... Os medicamentos são dispensados para as próximas 24 horas do paciente internado, mediante prescrição médica, e são separados em pacotes individuais identificados com o nome do paciente e o número do leito. Esses pacotes são entregues aos funcionários da unidade, que conferem e levam para o paciente internado.

A farmácia é particular do hospital, então não são feitas dispensações externas. Os medicamentos são armazenados no CAF (Central de Armazenamento Farmacêutico), onde estão distribuídos em estantes e palites. São separados por comprimidos, injetáveis, líquidos e pomadas.

Os injetáveis ficam na geladeira e os medicamentos controlados ficam em um armário com acesso exclusivo do farmacêutico. No HU... No Hu... Em determinados períodos do ano, existem medicamentos que têm maior saída, são os chamados medicamentos sazonais. No HU, durante o inverno, por exemplo, os antibióticos são os mais utilizados, por serem mais frequentes as infecções hospitalares nessa época do ano.

No geral, os medicamentos mais utilizados são analgésicos, antibióticos e antiinflamatórios. O HU está com um projeto em andamento da abertura de uma farmácia satélite dentro do hospital.
A farmácia atual funcionará como uma matriz, que fará a distribuição dos medicamentos para a farmácia satélite, através de pedidos coletivos e lá serão dispensados ao paciente.
Esse novo projeto, irá contribuir com um menor desperdício de medicamentos, possibilitando um maior controle do estoque, e permitirá um contato direto com os pacientes, garantindo uma atenção farmacêutica de qualidade. FERRAES, Alide Marina Biehl. Pólitica de Medicamentos na Atenção Básica e A Assistência Farmacêutica no Paraná. 2002. 266 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Saúde Coletiva, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2002. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/ct/pdf/1mestr.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2012.

WILKEN, Paulo Roberto C.. Assistência Farmacêutica em Hospitais: Diretrizes e Estratégias Para Organização, Fortalecimento e Aprimoramento das Ações e Serviços de Farmácia no Âmbito dos Hospitais. Disponível em: <http://farmaciabrasileira.blogspot.com.br/2011/10/assistencia-farmaceutica-em-hospitais.html>. Acesso em: 04 dez. 2012.

CONSELHO NACIONAL DE SECRETÁRIOS DE SAÚDE. Assistência Farmacêutica no SUS. Brasília, 2007. 186 p. (Coleção Progestores - Para Entender a Gestão do SUS). Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/colec_progestores_livro7.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2012.

GLOSSÁRIO de Definições Legais Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/medicamentos/glossario/glossario_a.htm>. Acesso em: 04 dez. 2012.
Full transcript