Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Embalagens de Metal e Vidro

No description
by

Marta Fernandes

on 18 April 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Embalagens de Metal e Vidro

As latas de aço se subdividem em dois grandes grupos:

- Latas de três peças – tampa, corpo e fundo.

- Latas de duas peças– composta de corpo e tampa, onde o fundo e o corpo formam uma só peça estrutural, sem emendas. O QUE É EMBALAGEM? É um recipiente ou envoltura que armazena produtos temporariamente e serve principalmente para agrupar unidades de um produto, com vista à sua manipulação, transporte ou armazenamento, além de proteger o conteúdo, informar sobre as condições de manipulação, exibir os requisitos legais como composição, ingredientes, etc e fazer promoção do produto através de gráficos. A FABRICAÇÃO DAS
EMBALAGENS METÁLICAS Os metais mais importantes usados para embalagem são o aço, o estanho e o alumínio. - Compra;
- Consumo;
- Coleta;
- Prensagem;
- Fundição;
- Lingotamento;
- Laminação;
- Novas Latas;
- Enchimento;
- Consumo. LATAS DE AÇO TIPOS DE EMBALAGEM METÁLICA O desenvolvimento das embalagens metálicas tem maior aplicação no setor alimentício, com grande foco nas bebidas, no qual usam as latas.
O principal objetivo é a proteção do alimento com relação a ações químicas, físicas e biológicas.
Suas propriedades fundamentais são a resistência à corrosão e a resistência mecânica. O Brasil é o país que mais recicla esse tipo de material. EMBALAGENS METÁLICAS E DE VIDRO FACULDADE DE TECNOLOGIA DE MAUÁ ANDREA KARENINE
ISABELLA PETAGNA
MARTA FERNANDES
ROBSON CORRAINI PROF. ESP. YOUSSEF MAUÁ/ SP
2013 As etapas básicas da fabricação são:
- Fundição do metal;
- Aplicação de uma fina camada de estanho que forma as folhas de fandres;
- Têmpera que determina a dureza;
- Envernizamento PROCESSO POR PROCESSO AS EMBALAGENS DE ALUMÍNIO A embalagem de alumínio não é utilizada em sua forma pura, mas na forma de liga, ou seja, combinado com outros elementos, melhorando as características mecânicas e de resistência à corrosão.

Utilização:
-Embalagens rígidas, como as latas;
-Embalagens semi-rigidas, como faz formas e bandejas; -Embalagens flexíveis como sacos e outras embalagens, como folhas de papel alumínio para acondicionamento culinário.

*Apesar de todas essas características, o seu custo é elevado. -Aerosol
-Balde
-Barril
-Berço
-Bisnaga
-Botijão
-Lata
-Tambor
-Tambor metálico APLICAÇÕES - Produtos esterilizados, como conservas de legumes, pescado, carne, frutas e sumos de frutas.
- Bebidas, como cervejas e bebidas carbonatadas
- Aerossóis, que também são utilizados para produtos alimentares.
- Outros produtos alimentares, como produtos lácteos em pó, xaropes, óleos alimentares, chocolate, café e biscoitos. APLICAÇÕES Em menos de 30 dias, as latas que são descartadas voltam ao uso. ETAPAS DA RECICLAGEM TRANSPORTE DE EMBALAGENS METÁLICAS Legislação Fonte: www.inteligenciaambiental.com.br Legislação Legislação
Compatibilidade Química Fonte: www.mundotransito.com.br Fonte: Sindicato da Indústria Química de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo (SITIVET, 2010) Exportações Empregos Fonte: ABRE – Associação Brasileira de Embalagens Principais Indústrias Usuárias Produção Física EMBALAGENS EM NÚMEROS Produção Física Fonte: www.cargapesada.com.br Produtos Perigosos Fonte: www.brasilata.com.br EMBALAGENS DE VIDRO Vidro é um material inorgânico, fabricado a partir de areia pura à qual se junta aditivos. O vidro é uma estrutura resultante da fusão à elevadas temperaturas da mistura de sílica-areia, calcário, carbonato de sódio, dolomite, barrilha, feldspato, entre outros compostos, onde se segue um processo de aquecimento e resfriamento controlado. Componentes Gráfico mostrando a composição em porcentagens dos componentes do vidro. A HISTÓRIA DO VIDRO na Normandia por volta de 1320.
O método do vidro “vazado sobre a mesa”, surge mais tarde, inventado por Bernard Perrot, o que permitiu a produção de painéis de grandes dimensões.
No final do séc. XVIII início do séc. XIX deixa de ser artigo de luxo e começa a participar intensamente das atividades cotidianas sendo usado como: embalagens, copos, pratos, janelas, etc, devido à Segunda Revolução Industrial. A invenção do vidro ocorreu acidentalmente quando alguns cidadãos fenícios fizeram uma fogueira na praia e, assim, derreteu-se a areia formando o vidro.
Todavia o vidro já era fabricado na Mesopotâmia há 4500 anos.
Depois, os processos de fabricação chegaram à Europa graças aos Sírios e aos Cartagineses que se instalaram em Itália e transformaram Veneza na capital do vidro.
É aqui que ele ganha espaço como item de decoração caro e muito prestigiado pela alta burguesia, aumentando muito sua demanda no mercado consumidor.
A história do vidro divide-se em dois grandes períodos:
- A do vidro moldado, que subsiste até ao princípio do Império Romano, onde se desenvolveram as primeiras técnicas de sopro e moldagem artesanais.
- A do vidro soprado, aperfeiçoado na Síria a partir do século I a. C., que permitia uma fabricação mais barata. ENTENDENDO SUA FABRICAÇÃO A fabricação do vidro é de baixo custo.
Os ingredientes são triturados, misturados e queimados a cerca de 1300°C. Assim, se obtêm o vidro derretido. Para obter coloração são adicionados óxido de cromo (verde), óxido de cobalto (azul) ou ferro e enxofre (marrom). Para formar o objeto de vidro, o líquido que se formou no processo de queima, quando ainda quente é soprado para dentro do molde para esfriar. MAIS DETALHES... CARACTERÍSTICAS As caracteríticas do vidro são:

- Tem brilho próprio;
- Permite a passagem da maioria das radiações solares de onda longa;
- A maioria das radiações de onda curta, ultravioleta, é absorvida pelo vidro;
- O vidro claro e verde, quando colocados contra o sol, são os que menos reflectem as radiações solares. PROPRIEDADES As propriedades do vidro são:

- Tem boa condutividade eléctrica e fraca condutividade térmica;
- É resistente ao corte;
- É resistente à corrosão provocada por agentes atmosféricos e químicos;
- A sua resistência ao esforço depende da sua espessura;
- É um material dúctil;
- A sua opacidade varia;
- É impermeável;
- É higiênico;
- Funde-se quando aquecido transformando-se numa massa viscosa. TIPOS DE VIDROS - Pirex
- Cristal fino
- Vidro plano
- Vidro temeprado APLICAÇÕES O vidro aplica-se na indústria vidreira, ligada à construção civil, aeronáutica e espacial, em cristalerias e objetos decorativos e na escultura.
Além de ser utilizado na criação de novos materiais (fibras de vidro).
Na área de embalagens são destinadas para armazenamento, muito vistoem formas de garrafas, potes e frascos.
Alguns produtos são perfumes, remédios, vinhos etc. VANTAGENS DA EMBALAGEM DE VIDRO - São quimicamente inertes;
- Higiênicas, podendo ser lavadas e reutilizadas quantas vezes forem necessárias;
- Impermeáveis a líquidos e gases;
- Não transmite ou mantêm cheiros, odores, sabores;
- São termo moldáveis;
- São transparentes, facilitando a visão do produto;
- Resiste a trocas térmicas realizadas no processo de esterilização;
- Quando apresentam coloração oferecem barreira à entrada de luz no seu interior;
- Altamente recicláveis. DESVANTAGENS DA EMBALAGEM DE VIDRO - São muito pesadas;
- Caras;
- Muito frágeis (depende da sua estrutura de formação e o tipo de vidro utilizado);
- Por serem frágeis, exigem manipulação delicada;- Algumas embalagens não são resistentes a trocas de temperaturas;
- Gasto elevado com produtos de higienização;
-A embalagem de vidro deve ser fechada hermeticamente pelo uso de coroas metálicas, tampas, rolhas, etc. Tudo isso, para prolongar a vida de prateleira do produto. COMPARAÇÃO ENTRE VIDRO E OUTROS TIPOS DE EMBALAGENS Fonte: Adaptado de Twede (Twede, 2010)

A = diversidade de forma
B = custo (1=mais alto)
C = eficiência na distribuição
D = opções decorativas
E = desempenho de barreiras
F = resistência mecânica
G = proteção
H = massa (peso)

Pontuação = 1-5 por ordem
crescente de importância por fator REFERÊNCIAS CASTRO, M. A. S. (2005). Prevenção da poluição aplicada às embalagens de uso industrial: um estudo de caso. Dissertação (Mestrado) – Escola de Engenharia d São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2005. Disponível em biblioteca virtual da USP acesso em 20/02/2013

STEWART Bell. Estratégia de Design para Embalagens. Ed. Blucer, São Paulo, 2° edição, v. 5, 2010.

TWEDE, Diana; GODDARD Ron. Materiais para Embalagens. ed. Blucher, São Paulo, 2° edição, v 3, 2010.

ABAL – Associação Brasileira do Alumínio – disponível em: www.abal.org.br acessado em 13 de abr. 2013 às 19h00minh.

ABRE - Associação Brasileira de Embalagem – Estudo econômico da embalagem ABRE/FGV – disponível em: http://www.abre.org.br/setor/dados-de-mercado/ acessado em 13 de abr. 2013 às 20h06min.

ABRALATAS – Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas. Disponível em www.abralatas.org.br acessado em 10 de abr. 2013 às 20h00min.

GABETTA, Victor A. C., SILVA, Sandra A. da, LOURENÇO, José C. PET ou Vidro? Retorno às Origens. Instituto de Ciências Sociais e Tecnologia, Campinas.

Disponível em: http://epocanegocios.globo.com/Revista/Common/0,,ERT131691-16381,00.html. Acessado em: 14 de mar. 2013 às 16h40min.

Disponível em: http://www.ablv.org.br/listcontentint.aspx?id=365. Acessado em: 14 de mar. 2013 às 17h20min.

Disponível em: http://correiogourmand.com.br/info_01_cultura_gastronomica_01_12. htm. Acessado em: 14 de mar. 2013 às 18h13min.

Disponível em: http://www.lataco.com.br/historiadacomidaemlata.html. Acessado em: 14 de mar. 2013 às 18h13min.

Manual de transporte da Indústria Química de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo SITIVET disponível em http://www.sitivesp.org.br/sitivesp/download/manual_transporte_dez2010.pdf.

Disponível em: http://www.respostatecnica.org.br/dossie-tecnico/downloadsDT/NTY0MQ==. Acessado em: 14 de abr. 2013 às 17h15min.

Disponível em: http://www.specialcan.com.br/latas2.html. Acessado em: 14 de abr. 2013 às 17h25min. LEGENDA Vidros ocos (vasos, frascos, garrafas), começaram por ser fabricados em Bizâncio e Veneza a partir do ano 1000.
O vidro plano, o das janelas, surgiu RECICLAGEM DAS EMBALAGENS DE ALUMÍNIO
Full transcript