Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

9ª Formação de Multiplicadores de Segurança e Meio Ambiente

No description
by

Mauricio Bernardes

on 19 September 2018

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 9ª Formação de Multiplicadores de Segurança e Meio Ambiente

Carreira
Educação

Formação de Multiplicador
de Segurança e Meio Ambiente
DIFERENÇA ENTRE PERIGO E RISCO
PERCEPÇÃO DE PERIGOS E AVALIAÇÃO DE RISCOS
Como podemos reduzir o Número de Acidentes
Qual o PERIGO e Qual o RISCO
INCIDENTES
INVESTIGAÇÃO DE INCIDENTES
OBRIGADO!


Profº. Msc. Maurício Bernardes

Experiência Profissional: 17 anos, em indústrias nacionais e multinacionais, tendo atuando em diversos Segmentos como Construção Civil; Hospitalar; Terceiro Setor; Siderúrgicos/Metalúrgico; Bens de consumo (Alimentício e Bebidas); Sucroalcooleiro; Artefatos de Concreto; Telecomunicações; Cosméticos; Oral Care; Descartáveis (Fraldas) e Embalagens Plásticas.




Objetivo da Capacitação;
Evolução da Segurança do Trabalho no Brasil;
Atribuições e Responsabilidades;
Item de controle dos Multiplicadores;
TF e TG;
Regulamento do Sistema de Multiplicadores;
Responsabilidades;
Acompanhamento da Liderança;
Incidentes;
NR1;
Perigos e Riscos;
Inspeção Planejada;
APR;
Ato e Condição Abaixo do Padrão;
Riscos Críticos;
Análise de Incidentes;
Permissão de Trabalho;
EPI;
Sinalização de Segurança;
Bloqueio de Fontes de Energias;
Gestão de Modificações;
Recusa a Tarefa de Riscos;
Politica de Consequências;
Gestão de Pendências.
PPR
PCA

Conteúdo Programático
Avisos Importantes
Dúvidas
Esclareça suas dúvidas, mesmo que pareçam óbvias.
Apresentação
Fale um pouco de você (família, o que gosta, qualidades);


Na sua opinião que tipo de contribuição você pode oferecer?
Evolução da Segurança do Trabalho
Visão do Passado

Considerava-se acidente apenas aquele que tivesse lesões como consequência.
Política era pouco conhecida.
Falta de padronização dos procedimentos.
Pouco envolvimento daLiderança.
Ações eram tomadas de forma isoladas e, principalmente, motivadas pela ocorrência de acidentes.
Não havia como avaliar (medir) o progresso.
VISÃO DO PRESENTE

O conceito de Acidente foi ampliado, considerando-se as perdas de uma forma mais ampla. Exemplo: Quase Acidente e CDM.
A política Integrada é amplamente conhecida e entendida por todos os Colaboradores e Terceiros.
Procedimentos são padronizados e o pessoal capacitado.
Todos os Líderes são envolvidos e são responsáveis pelo desempenho do SST em suas respectivas áreas de atuação.
As ações são tomadas de forma a se
antecipar aos Acidentes.
Atribuições e Responsabilidades
Difundir a Política Integrada Saúde e Segurança, Meio Ambiente e Qualidade;

Participar das reuniões de análise de Quase Acidentes de sua Célula e acompanhar a implementação das ações propostas na análise da ocorrência;

Conduzir as mini reuniões diárias (DDS);

Contribuir com informações para ser inserida na reunião mensal
de segurança do Líder com a equipe;

Acompanhar inspeção na área, realizada pela Liderança;

Monitorar o uso e condições dos EPI's da equipe e prazos de troca;

Avaliar se o Pre Uso esta sendo realizado corretamente;

Participar da Inspeções Geral Planejada em conjunto com a Liderança;

Itens de Controle na Gerência
Es
tatísticas Acidentes CPT e SPT

Estatísticas Acidentes CDM’S ocorridos

Relatos de Quase acidentes, Atos e Condições abaixo do padrão;


Verificar a frequência/Qualidade da realização do DDS e participação da equipe;

Acompanhamento das Não Conformidades oriundas das Inspeções diárias
Multiplicador de Segurança e Meio Ambiente:
x Colaborador por célula.
Fevereiro/cada ano haverá rodízio dos Multiplicadores, entre os componentes da Célula;
Capacitação para os Multiplicadores de Segurança : Abertura deve ser feita pelo xxxxx, e o treinamento ministrado pelo Técnico de Segurança, com duração 4 horas; antes dos Representantes assumirem a função;
Reunião mensal do xxxxx com os Multiplicadores de Segurança e Meio Ambiente com duração de 01 hora, para acompanhamento e apoio na condução dos trabalhos;
Os Multiplicadores de SMA serão Voluntários/escolhidos pelo xxxx/;

Regulamento
Conceitos
Acidente
Perigo
Risco
Acidentes
Acidente é um evento não desejado, que resulta em dano à pessoa, à propriedade, perda no processo ou meio ambiente.

Usualmente é o resultado do contato com uma substância ou uma fonte de energia (química, térmica, acústica, mecânica, elétrica) acima da capacidade limite do corpo humano ou da estrutura.

ACIDENTE COM LESÃO
Acidente Com Lesão é um evento não desejado que resulta em dano (lesão) à pessoa.

Usualmente é o resultado do contato com uma substância ou uma fonte de energia (química, térmica, acústica, mecânica, elétrica, etc.) acima da capacidade limite do corpo humano que cause uma consequência temporária ou permanente
Acidentes Com Danos Materiais (CDM)

Acidente Com Danos Materiais (CDM) é um evento não desejado que resulta somente em danos a propriedade.

Usualmente é o resultado do contato com uma substância ou uma fonte de energia (química, térmica, acústica, mecânica, elétrica, etc.) acima da capacidade limite da estrutura (máquina, material, processo...).

QUASE ACIDENTE
Denominamos como Quase Acidente o evento não desejado, que sob circunstâncias ligeiramente diferentes, poderia ter resultado em dano à pessoa, dano à propriedade ou perda no processo ou no meio ambiente.

É um evento não desejado que pode ou poderia resultar em uma perda.

INCIDENTE
Evento não desejado relacionado ao trabalho, em que uma lesão ou doença (indepedente da gravidade) ou fatalidade ocorreu ou poderia ter ocorrido.
PESSOAS
MATERIAIS
PROCESSO
MEIO AMBIENTE
Definição OHSAS 18001

TAXA DE FREQUENCIA E GRAVIDADE DE ACIDENTES
Taxa de Frequencia
TF – tem como objetivo facilitar a comparação do número de acidentes entre Empresas que têm quantidades diferentes de trabalhadores em sua Planta.

Taxa de Gravidade
TG – tem como objetivo facilitar a comparação da gravidade dos acidentes entre Empresas que têm quantidades diferentes de trabalhadores em sua Planta
TF =

Número de Acidentes x 1.000.000 horas trabalhadas

Homem Horas Trabalhadas

TG =

Dias de Afastamento + Dias Debitados x 1.000.000 horas trabalhadas


Homem Horas Trabalhadas

O Multiplicador de Segurança da Célula deverá motivar os Colaboradores a registrar no RAS todas as ocorrências de segurança, condições de trabalho, saúde, etc., servindo como base para ações de melhorias e destacando posturas individuais
Relatório de Anormalidades de Segurança - RAS
LIDERANÇA
Cabe ao empregador:
a) cumprir e fazer cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho;
c) informar aos trabalhadores os riscos profissionais que possam originar-se nos locais de trabalho;
II. os meios para prevenir e limitar tais riscos e as medidas adotadas pela empresa;
III. os resultados dos exames médicos e de exames complementares de diagnóstico aos quais os próprios trabalhadores forem submetidos;
IV. os resultados das avaliações ambientais realizadas nos locais de trabalho.
e) determinar procedimentos que devem ser adotados em caso de acidente ou doença relacionada ao trabalho.



COLABORADORES
Cabe ao empregado:
a) cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e saúde do trabalho...

b) usar o EPI fornecido pelo empregador;

c) submeter-se aos exames médicos previstos nas Normas Regulamentadoras - NR;

d) colaborar com a empresa na aplicação das Normas Regulamentadoras - NR;
Metodologia de Avaliação Preliminar de Riscos

O Representante de SMA deverá conhecer os princípios básicos desta metodologia que tem a finalidade de salientar algum risco ligado a conduta pessoal na realização de uma determinada tarefa; bem como alertar problemas que podem causar danos às equipes de trabalho.

Percepção de Riscos
Habilidade de identificar situações que possam causar algum dano à nossa saúde ou dos outros. Consideramos uma situação arriscada quando temos conhecimento ou experiência anterior com a qual a comparamos. Assim, somos capazes de perceber riscos que ainda não provocaram danos, mas que poderão causar.
Acidentes acontecem mais em Tarefas Críticas ou Tarefas Rotineiras?

PERIGO
Exemplos
“É a fonte, ou seja, tudo aquilo
que tem poder de dano”




Situação ou condição que pode gerar a perda. Pessoas, Materiais, Processo e Meio Ambiente
PERIGO OU RISCO?
EXPLIQUE.
RISCO
“É o que pode dar errado na exposição do ser humano ao perigo”
PESSOAS
PROPRIEDADE
PROCESSO
Meio Ambiente
A gravidade pode variar de baixa, modera a catastrofica.
Habilidade de identificar situações que possam causar algum dano à nossa saúde ou dos outros. Consideramos uma situação arriscada quando temos conhecimento ou experiência anterior com a qual a comparamos. Assim, somos capazes de perceber riscos que ainda não provocaram danos, mas que poderão causar.
APR
Atos Abaixo do Padrão
Condição Abaixo do Padrão
CPT
É o acontecimento não desejado que resulta em lesão pessoal que impede o acidentado de voltar ao trabalho no dia imediato ao do acidente ou que resulta em perda da vida, incapacidade permanente total, incapacidade permanente parcial ou incapacidade temporária total.

SPT
É o acontecimento não desejado que resulta em lesão pessoal que não impede o acidentado de voltar ao trabalho no dia imediato ao do acidente.

Ocorrem muito mais quase acidentes do que acidentes;
Lições aprendidas de quase acidentes não tem custos;
As causas dos quase acidentes são as mesmas que podem causar os acidentes.
RESULTADOS
AGORA E COM VOCÊ
Atualmente é Professor em Cursos de (graduação e pós-graduação) em instituições de Ensino Superior como FAGON - Faculdade Goiânia de Negócios e Faculdade Sul América e RTG Especializações.

Contatos: cel: (62) 99684-8955
e-mail: prof.mauriciobernardes@gmail.com
Full transcript