Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Planos, enquadramentos, movimentos de câmera e transições

No description
by

Carmem Mattos

on 22 April 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Planos, enquadramentos, movimentos de câmera e transições

Linguagem visual
vídeo/cinema
É o conjunto semântico, dramático e expressivo das funções exercidas pelos planos, ângulo movimentos de câmera e recursos de montagem que compõem o universo das imagens.
Zoom In/Zoom Out

Foco In/Foco Out
Movimentos de câmera
Constituem a base técnica do plano em movimento. São definidos levando-se em conta se o movimento da câmera é linear (retilíneo) ou angular, sendo este último de rotação (em torno do seu eixo) ou de translação (locomovendo-se em avanço ou recuo, subindo ou descendo).
Enquadramentos
Planos, enquadramentos, movimentos de câmera e transições
Plano: imagem entre dois cortes

Cena: conjunto de planos, formada por takes (antes de gravar é importante saber como será cada uma das tomadas)

Sequência: conjunto de cenas

Tomadas ou takes: número de vezes que o plano será repetido

PG. Plano Geral | Grande Plano Geral

PC. Plano de Conjunto

PA. Plano Americano

PM. Plano Medio

PP. Primeiro Plano | Plano Proximo

Close-up

Super Close

Detalhe

Movimentos de lente
Campo
compreende tudo o que está presente na imagem: cenários, personagens, acessórios.
Extra campo
remete ao que, embora perfeitamente presente, não se vê. É o que não se encontra na tela, mas que complementa aquilo que vemos.
Contra-plano
é uma tomada feita com a câmera orientada em direção oposta à posição da tomada anterior.
Plano
é um recortvisual no espaço-tempo
Termos básicos
Grande Plano Geral (GPG)
Enquadra uma grande área de ação, um macro ambiente, captados à longas distâncias. Em geral, é usado nas primeiras cenas da história ou quando há mudança de ambiente. Antes não era tão usado na TV, devido à pequena dimensão da tela.
Plano Geral (PG)
Abrange todo o ambiente, construção ou pessoa(s). Possui um ângulo de visão menor que o GPG. Apresenta duas funções de uso: mostrar, mais precisamente, o local e/ou o cenário onde ocorre a ação; mostrar a posição do personagem na cena.
Plano Conjunto (PC)
Enquadra dois ou mais personagens na altura dos joelhos ou um pouco abaixo. Neste plano já é possível identificar os personagens e suas movimentações em cena e visualizar, com mais clareza, os pormenores do cenário.
Movimentos de cena
Plano Médio (PM)
Enquadra parte (em geral a metade) de um objeto ou pessoa. Enquadra o personagem da cintura para cima. Tem uma função descritiva. Na utilização do PM a maior parte de fundo é praticamente eliminada, destacando-se a figura humana como centro de atenção para o espectador.
Plano Americano (PA)
O Plano Americano é um tipo de Plano Médio (PM). Existe o ano Médio curto (mais ou menos na altura da cintura), o Plano Americano (mais ou menos na altura do joelho) e o Plano Médio amplo ou longo (um pouco abaixo da cintura).
Vídeo Instrumental
Primeiro Plano (PP)
Enquadra a personagem na altura do busto. Muito utilizado durante diálogos e entrevistas. Olhos posicionados a 2/3 da altura do quadro.
Pimeiríssimo Plano (PPP) | Close-up
Enquadra apenas a cabeça do personagem. Utilizado, principalmente, para ressaltar a expressividade do personagem em uma ação.
Super Close
Abrange uma pequena e peculiar parte de um ambiente, objeto ou pessoa.
Super Close-up | Plano Detalhe
Enquadra apenas o que é essencial para a compreensão, destacando este no contexto geral da cena.
Foco In
Planos Subjetivos
O ponto de vista é objetivo quando assiste a ação e subjetivo quando sente que se participa da ação. Dividido em dois tipos: quando o personagem olha diretamente para a câmera; quando a câmera fica atrás do personagem (plano posterior).
Plano Sequência
É a filmagem de toda uma sequência de ações de forma contínua através um único plano (sem cortes).
Ângulos
Câmera Alta
Câmera Baixa
Câmera Diagonal (plongée e contra plongée)
Câmera Subjetiva
Primários: movimento do sujeito ou objeto

Secundários: movimento da câmera ou da lente

Terciários: aplicados na edição/pós-produção
Equipamentos
Grua
SteadyCam
Dolly
Travelling
PAN (Panorâmica): A câmera se move em torno do seu eixo fazendo um movimento giratório, sem sair do lugar. Horizontal (da esquerda para a direita ou da direita para a esquerda); vertical/Tilt (de cima para baixo ou vice-versa); oblíquo. Ambientação e contemplação por parte do espectador. Estabelecer um novo ponto de vista para o espectador, como se ele estivesse virando o pescoço para continuar observando a ação.
TRAVELLING: A câmera é movida sobre um carrinho (ou qualquer suporte móvel) paralelo ou em direção ao movimento do objeto filmado. Eixo horizontal lateral ou frontal, neste último caso podendo ser de aproximação ou de afastamento); eixo vertical; coloca o espectador em ação como um participante da história; atuação principalmente nos campos psicológico emocional, em filmes de ação, terror e suspense.
Dolly: Aproximação (dolly-in), quando a câmera se move em direção ao objeto. Afastamento (dolly-back), quando a câmera se afasta do objeto.
Zoom in: vai entrando no detalhe do objeto, permitindo descobrir algo que não se via antes.

Zoom out: revela o entorno gradativamente.
Transições
São passagens de uma cena à outra.

É importante se ter em conta o significado que se deseja ter com cada transição e não utilizar transições aleatoriamente. Elas são parte da narrativa.
Corte seco (ou somente corte): é a transição mais utilizada, porque é a que permite passagem de uma cena à outra de modo mais direto e rápido, sem interromper a narrativa.


Fusão (dissolve): passagem de uma cena para outra lentamente, fundindo uma imagem da outra. Serve para significar uma mudança de tempo, de lugar, de atmosfera.
Fade in/Fade out: parece com a fusão, mas a imagem aparece a partir de uma imagem totalmente negra ou branca (fade in) ou desaparece para uma imagem completamente branco ou preto (fade out).
Focus in/Focus out
: a imagem vai se focalizando lentamente ou saindo de foco lentamente. É muito usada quando o personagem acorda (focus in) ou desmaia (focus out)
Chicote (whip pan)
: movimento rápido da câmera de um assunto para outro criando uma transição entre cenas. Muito usado nos filmes de ação nos anos 70.
Passagens de tempo
Jump cut
: passagem de uma cena à outra que ocorre em um tempo futuro. Ex.: coloca-se um bolo no forno e na cena seguinte retira-se o bolo já pronto do forno.

Cutaway
: alternância de uma cena em meio à outra de modo a acelerar a passagem de tempo.

Match cut
: é o corte para avançar no tempo ou para mudar de situação, usando um detalhe.
Regras de composição

A regra dos terços e seção áurea, que vale para a fotografia também vale para o cinema, vídeo, animação, HQ, etc.
Algumas regras específicas do cinema/vídeo como a dos 180 graus, também precisa ser lembrada, de modo a não confundir o espectador sobre onde está cada personagem em uma cena de diálogo ou jogo.
Evolução dos planos cinematográficos
Planos de Lumière: divisão em quadrantes
A chegada do trem. 1895
L'Arrivée d'un train en gare de la Ciotat
Le Déjeuner de Bébé
O almoço do bebê. 1986
Plano de Méliès relação frontal (palco-platéia)
Georges Méliès. Viagem à lua. 1902.
Griffith

Aprimoramento dos conceitos. Conceitos da arte Vitoriana, da literatura e do teatro. andes planos gerais, zigzags de câmera, elementos de suspense, fade-out, planos fechados na expressão dos atores.

Planos individuais eram frases cinematográficas que poderiam ser editadas em sequências lógicas sem, no entanto, haver uma lógica dramática concreta.
D. W. Griffith. O Nascimento de uma Nação. 1915 (The Birth of a Nation)
Sergei Eisenstein

Planos intemediários e a angulação da câmera. Espetacularização das imagens. Imagens com volume e profundidade. Introduz a chamada quarta parede, ou seja, a câmera para de simples registradora para elemento dramático de registro.
Le voyage dans la lune
O Encouraçado Potemkin. 1925 (Cena escadaria Odessa)
Homenagens e influência da cena n
2
Full transcript