Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Metabolismo energético (I) - Respiração celular

No description
by

Giordano Vasconcelos Capibaribe

on 5 September 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Metabolismo energético (I) - Respiração celular

Professor Giordano Capibaribe Respiração celular A energia que um ser vivo necessita continuamente é utilizada para manter suas diversas atividades celulares, nas quais moléculas são modificadas, quebradas ou unidas entre si, transformando-se em outras. Metabolismo São aquelas em que moléculas mais simples são unidas para formar moléculas de maior complexidade. Reações de síntese Aqui, moléculas complexas são quebradas, transformando-se em moléculas mais simples. Reações de degradação É o conjunto de reações de síntese, por meio das quais um ser vivo constrói as complexas moléculas orgânicas que formam o seu corpo. Anabolismo É o conjunto de reações de degradação de moléculas orgânicas. Catabolismo Esse tipo de reação absorve energia do ambiente. Chamada também de endotérmica. Reações endergônicas: Esse tipo de reação libera energia para o ambiente. Chamada também de exotérmica. Reações exergônica: Glicólise;
Ciclo de Krebs
Fosforilação Oxidativa Respiração celular É uma sequência de 10 reações químicas catalisadas por enzimas livres no citosol. Nela, uma molécula de glicose é quebrada em duas moléculas de ácido pirúvico (C3H4O3), com saldo líquido de DUAS moléculas de ATP. Glicólise A glicólise é uma etapa anaeróbia do processo de degradação da glicose, pois não necessita de gás oxigênio para ocorrer. O saldo energético líquido da glicólise é, portanto, de dois ATP por molécula de glicose. As etapas seguintes são aeróbias e só ocorrem se houver gás oxigênio suficiente. Na falta do oxigênio, as moléculas de ácido pirúvico são transformadas, ainda no citosol, em ácido láctico ou em etanol, dependendo do tipo de organismo. Caso não haja oxigênio, as etapas seguintes não ocorrem, pois necessitam do oxigênio como aceptor final de eletróns. O ciclo de Krebs, também chamado de ciclo do ácido cítrico, ou ciclo do ácido tricarboxílico, é uma das fases da respiração celular descoberta pelo bioquímico Hans Adolf Krebs, no ano de 1938. Essa fase da respiração ocorre na matriz mitocondrial. Ciclo de Krebs Depois de formar o ácido cítrico, haverá uma sequência de oito reações onde ocorrerá a liberação de duas moléculas de gás carbônico, elétrons e íons H+. Ao final das reações, o ácido oxalacético é restaurado e devolvido à matriz mitocondrial, onde estará pronto para se unir a outra molécula de acetilCoA e recomeçar o ciclo. O ciclo de Krebs ocorre na matriz mitocondrial. Podemos concluir que o ciclo de Krebs é uma reação catabólica porque promove a oxidação do acetilCoA, a duas moléculas de CO2, e conserva parte da energia livre dessa reação na forma de coenzimas reduzidas, que serão utilizadas na produção de ATP na fosforilação oxidativa, a última etapa da respiração celular. Fosforilação oxidativa
Full transcript