Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A "grande depressão" e os movimentos nazifascistas

Ensino Fundamental II - Nono Ano
by

Fernanda Borba

on 18 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A "grande depressão" e os movimentos nazifascistas

Mídia
Contexto
Movimentos
Problema
Solução
fernanda.soet@gmail.com
Joinville, Santa Catarina
.
Os "anos felizes"
Primeira Guerra Mundial – Estados Unidos com saldo positivo:
- forneceram armas e alimentos às nações europeias.
- arrecadaram impostos com produtos estrangeiros.
A "grande depressão"
o fascismo na Itália
Novo presidente americano:
- Franklin Roosevelt (1932).

a "grande depressão" e os movimentos nazifascistas
Discussões sobre
Professora Fernanda Borba
Propaganda: consumo cada vez maior
Prosperidade levou investimentos na Bolsa de Valores (lucro fácil).
Crash de 1929:
- concentração de riquezas nas mãos de poucos.
- descompasso entre o crescimento dos salários e aumento dos lucros.
- concorrência da Europa com EUA no mercado internacional.
- crise agrícola.
Resultado?
Crise da superprodução.
New Deal
Gerenciar a economia:

- investimento maciço em obras públicas.
- destruição dos estoques de gênero agrícolas.
- controle sobre os preços e a produção.
- diminuição da jornada de trabalho.
Alemanha | Itália | Brasil | Portugal | Espanha
Enquanto isso, em outros países...
Primeira Guerra Mundial – Itália com saldo negativo:
- perdas materiais e humanas.
- dívidas com os EUA e Inglaterra.

Ascensão de Mussolini (1883-1945) na política:
- criação do movimento e partido fascista (1921).
- nacionalismo extremado: “nação forte, unida e sem luta de classes”.

Reviver o tempo de glória do Antigo Império Romano.

Marcha sobre Roma (1922): assalto ao poder e a implantação de uma ditadura.

Governo de Mussolini:
- fechamento de partidos.
- fechamento de jornais.
- criação de uma política secreta.
- aliança com a Igreja Católica.
- propaganda de massas.
Maior economia mundial ou os “anos felizes” | Prosperidade e otimismo.
- altos investimentos em pesquisa científica.
- uso de novas fontes de energia.
- produção em larga escala.


Resultado?
- excelente desempenho industrial
Social
o nazismo na Alemanha
Primeira Guerra Mundial – Alemanha com saldo negativo:
- inflação galopante.
- altas taxas de desemprego.
- dívida externa crescente.

Crise: crescimento de socialistas e comunistas e de partidos que prometiam soluções rápidas e “mágicas”.

Partido Nazista (1919) – Hitler:
- culpava os políticos liberais pela derrota na guerra e pelas condições impostas para a Alemanha no Tratado de Versalhes
- afirmava que o povo alemão era superior aos demais.

Hitler como líder absoluto.
Criação da SA – Tropas de Assalto (1920): eliminar os adversários.

Tomada de poder fracassada (1923) – no cárcere escreveu o Mein Kampf (Minha Luta):
- superioridade da raça ariana: raça pura (alemã).
- antissemitismo: judeus contaminavam a raça ariana e deveriam ser exterminados.
- espaço vital: conquistar territórios de outras nações.

Crise de 1929:
- produção caiu, inflação disparou e o desemprego trouxe fome, humilhação e falta de esperança.

Hitler como “salvador da pátria” – conquista da simpatia da população: Chanceler (chefe de governo) em 1933.
Governo:
- nazistas no Parlamento (43% dos votos nas eleições).
- implantação de uma ditadura (queima de livros, demissão de democratas e comunistas, perseguição de judeus).
outros
Espanha:
- ingresso da República (1931) favorecida pela Grande Depressão (insatisfação popular).
- formação da Falange (partido fascista e elitista) contra a República.
- formação da Frente Popular (republicanos e socialistas) que vencem as eleições de 1936.
- Guerra Civil Espanhola (1936-1939): Frente Popular
versus
a Falange.
- Saldo: 750 mil mortos e a ascensão de uma ditadura que perdurou até 1976 com a volta da monarquia.

Portugal:
- Salazarismo (ditadura) pelo economista Antônio de Oliveira Salazar (1933 - 1974).

Brasil:
- Integralismo (Ação Integralista Brasileira) com
o chefe o jornalista Plínio Salgado.
Social
o nazismo na Alemanha
Hitler assume cargo de Fuhrer em 1934:
- salários congelados.
- sem reforma agrária.
- propaganda e violência física.
- política externa: aliança com a Itália fascista.
- economia: indústrias de base (ferro, aço, máquinas), obras públicas e fábricas de armas (diminuição do desemprego).
- assume as Forças Armadas em 1938 (preparo para a guerra).
Full transcript