Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Espécies em via de extinção

No description
by

Daniela Silva

on 5 January 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Espécies em via de extinção

Espécies em vias de Extinção
Introdução
Neste trabalho iremos falar sobre plantas e animais em via de extinção. Quais os casos mais graves e o porquê desses casos chegarem á situação que se encontram agora.
Primeiro iremos começar por falar dos animais já extintos e quais os que estão em fase de extinção. Quais as áreas mais afetadas mundialmente e quais as áreas que protegem os animais.
A segunda parte irá consistir nas plantas extintas e as em via de extinção.
Espécies em via de extinção
As espécies em vias de extinção são aquelas cujo número de indivíduos é muito reduzido, com iminente perigo de desaparecerem se não forem protegidas.
A extinção poderá ter causa natural ou humana.
Lince Ibérico
O lince Ibérico é uma espécie que existe somente em Portugal e em Espanha (Peninsula Ibérica), é o felino mais ameaçado do mundo e o carnívoro mais ameaçado da Europa. Prevê-se que só exista 150 linces adultos atualmente dividido pelas duas populações reprodutoras, o que torna ainda mais dificil o crescimento da população.
As causas da sua extinção são principalmente:
· Destruição de Habitat por Incêndios Florestais;
· Escassez de alimento por surtos de doenças nas espécies presa;
· Ou uma combinação de ambos por efeito da desertificação;

Animais em via de Extinção
Lince Ibérico
Ornitorrinco
Lobo Ibérico
Panda Gigante
Cachalote
Baleia Azul
Rinoceronte da Malásia
Cegonha-Preta
Canguru
Tubarão-Branco
Elefante-Asiático
Tigre de Bengala
Camaleão
Panda Gigante
O panda Gigante é originário da China, e está previsto que desapareça em 2/3 gerações devido ao crescimento económico e á construção de infra-estruturas que não só destroem o seu habitat natural como impedem o livre movimento dos pandas e consequentemente que se reproduzam.
Atualmente existe cerca de 1600 pandas a viverem livremente.
Tigre de Bengala
O tigre de bengala existia apenas na Índia mas actualmente encontram-se dispersados por Bangladesh, Nepal, Butão e Myanmar.
Em toda a Ásia deve existir entre 1700 e 2500 tigres.
A causa da sua extinção é exclusivamente o homem, os caçadores profissionais clandestinos
Baleia Azul
A baleia azul existe em todos os oceanos apesar de fazer migrações sazonais para fugir ás águas mais quentes.
A sua alimentação é a base de krill (pequeno crustaceo parecido com um camarão) e é capaz de comer 3 toneladas de comida por dia.
Estima-se que so existam 6000 baleias em todo o planeta.
A partir da segunda metade do séc. XIX até aos anos 60 do séc. XX podem ter sido matadas 350.000 baleias.
Os principais motivos para a sua extinção são:
Poluição do mar
Caça comercial as baleias
Colisão com os navios
Presas em redes de pesca
Tubarão Branco
É dos tubarões com maior distribuição, devido á sua capacidade pouco habitual de manter a temperatura no corpo que lhe permite sobreviver em águas frias. Devido a ser uma espécie muito distruibuida é dificil saber ao certo quantos tubarões brancos ainda existem.Mas a sua escassa taxa de reprodução e a baixa esperança de vida fazem com que o tubarão-branco não seja uma espécie abundante. A pesca desportiva ao tubarão é a maior causa da sua extinção.
Cegonha-Preta
A cegonha-preta não é comum como a cegonha-branca, encontra-se em toda Eurásia e no sul de África, com metade da sua área de distribuição localizada na Europa.
Em portugal esta espécie está situada mais no centro do país, junto aos rios Douro, Tejo e Guadiana. A população europeia está estimada em 6.500 a 19.000 casais reprodutores. Em portugal apenas 30 a 50.
O principal motivo de ameaça para esta espécie é a desflorestação, a industria e a sobre-exploração das florestas são as principais causas da desflorestação. O abate ilegal a aves de imigração, a mortalidade devido a colisões em postes de alta tensão e a contaminação por pesticidas também são um grande problema na extinção desta espécie.
-Tigre do Cáspio(1960) (Para colonizações)[Ásia]
-Rinoceronte negro do Oeste Africano(2011) (caça de predadores) [centro oeste africano]
-Antílope Azul(1800) (Habitat tomado por agricultores,caça) [savana africana]
-Foca-monge-do Caribe(+80anos) (caça or sua pele) [mar do caribe]
-Quagga(1883)(caça) [África do Sul]
-Dodo(1681)(servia de alimento para os colonizadores) [Costa leste de África]
Fim!!
Ângela Silva-212057
Cristovão Cardoso- 212060
Daniela Silva-212962
João Faria-212068
Plantas em via de Extinção
Pau-brasil
Cedro-do-Himalaia
Pau-Rosa
Azevinho
Teixo
Sobreiro
Til
Mogno-Brasileiro
Andiroba
Trevo-de-quatro-folhas
Corriola do espichel
Pau-Brasil
Nome científico: Caesalpinian echinata Lam. (echinata significa " com espinhos").
Nome comum: Pau-Brasil
Origem: Continente Americano
Características: A árvore alcança entre 10 a 15 metros de altura e possui um tronco recto, com casca cinza-escuro, coberta de acúleos (é uma projeção na superfície da planta, sobretudo no caule, semelhante a um espinho), especialmente nos ramos mais jovens. As folhas são compostas bipinadas, cor verde médio, brilhantes.
Causa: Abate para a indústria madeireira.

Cedro-do-Himalaia
Nome científico: Cedrus deodara

Nome comum: Cedro-do-himalaia

Origem: Nativo do Himalaia ocidental, Paquistão setentrional, caxemira, noroeste da Índia, extremidade sudoeste do Tibete e Nepal ocidental, ocorrendo a altitudes entre os 1500 e 3200m.

Caracteristicas: É uma árvore conífera de grande porte, que chega a atingir 40 a 50m de altura, exceptionalmente 60m, com um tronco que pode medir até 3m de diâmetro. Tem uma copa cónica, com ramos nivelados e lançamentos pendentes. As folhas são aciculares (com forma de agulha) geralmente com 2,5 a 5cm.Isoladas nos macroblastos e em tufos ou pinceis densos com 20 a 30 nos braquiblastos(ramos menores).

Causa: Abate para industria madeireira

Pau Rosa
Nome científico: Aniba Rosaedora (abreviado)

Nome comum: Pau-Rosa

Origem:Amazónia

Características: É uma árvore de grande porte, podendo atingir 30m de altura e 2m de diâmetro. O tronco apresenta um formato recto e ramificado no ápice.A casca tem coloração pardo-amarelada que se desprende em grandes placas. O fruto é uma baga de coloração amarelo-esverdeada

Causa: Abate para indústria madeireira
Azevinho
Nome científico: Ilex Aquifolium

Nome comum:Azevinho

Origem: Europa,sendo bastanta comum até aos 1500m de altitude.

Caracteristicas: É um arbusto de crescimento muito lento, atingindo em adulto de quatro a seis metros de altura. Alguns pés chegam a formar autênticas árvores. Pode viver mais de 100 anos. As folhas são de um verde brilhante escuro na face superior, mais claras na face inferior e possuem espinhos afiados. As folhas persistem em geral 3 anos.A casca do tronco é cizenta, clara e lisa. Tem flores brancas, de pequena dimensão (6mm de diametro)

Causa: Corte para época natalícia como adorno

Teixo
Nome científico: Taxus baccata

Nome comum: Teixo

Origem: Indígena da ilha da Madeira e das Canárias, também surge na Europa continental, Ásia ocidental e Norte de África

Características: Árvore dióica com até 15m de altura, perenifólia, com copa piramidal ampa. As sementes estão rodeadas por um arilo carnudo, com cerca de 1cm de comprimento, vermelho quando maduro.

Causa: Abate para indústria farmacêutica
Sobreiro
Nome científico: Quercus Suber

Nome comum: Sobreiro

Origem: Sul da Europa

Características: O tamanho médio é cerca de 10-15m. As folhas do sobreiro medem 2,5 a 10cm e sao de cor verde escura e sem pêlos. Têm forma denticular. O fruto, como em outros carvalhos é a bolota,também conhecida por lande ou ainda glande.

Causa: Corte para indústria madeireira
A caverna no Árctico com as sementes do juízo final
Em 2006, quando a maior parte das pessoas na situação dele pensa em retirar-se para uma tranquila ilha do pacífico, Bill Gates decidiu dedicar as suas energias á Fundação Bill e Melinda Gates, a maior fundação privada "transparente" do mundo, com uma doação de uns esmagadores 34,6 mil milhões de dolares e a imposição legal de gastar 1,5 milhões de doláres por ano em projetos filantrópicos a nível mundial a fim de manter o estatudo filantrópico para isenção de impostos.
Full transcript