Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Às Armas Cidadãos

A Revolução Francesa e a formação dos nacionalismos
by

Edgar Correia

on 15 February 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Às Armas Cidadãos

Imagem da abertura: A Tomada da Bastilha por Jean-Pierre Hoüel (1789). Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Pierre_Houël#/media/File:Prise_de_la_Bastille.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
A Nação
De que formas um grupo social se enxerga e se representa?
Primeira página da edição original de 1804
. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Código_Napoleônico#/media/File:Code_Civil_1804.png. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
O Código Civil
- direito de escolha da profissão
- direito à propriedade
- abolição da servidão
Imagem da abertura:
A Tomada da Bastilha por Jean-Pierre Hoüel (1789)
. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Pierre_Houël#/media/File:Prise_de_la_Bastille.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
Napoleão no poder
Consulado - consulado vitalício
Coroação de Napoleão
O primeiro-cônsul Napoleão cruzando os Alpes no passo de Grande São Bernardo
, por Jacques-Louis David, 1800, no Kunsthistorisches Museum. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Napoleão_Bonaparte#/media/File:David_napoleon.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
Os Girondinos no poder
A perda de poder dos Jacobinos
Dificuldades econômicas e o terror
Golpe do Termidor
Imagem da abertura:
A Tomada da Bastilha por Jean-Pierre Hoüel (1789)
. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Pierre_Houël#/media/File:Prise_de_la_Bastille.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
Os jacobinos no poder
Imagem:
A Tomada da Bastilha por Jean-Pierre Hoüel (1789)
. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Pierre_Houël#/media/File:Prise_de_la_Bastille.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
A formação dos símbolos
A Queda da Bastilha

A Marselhesa

A bandeira tricolor
Imagem da abertura:
A Tomada da Bastilha por Jean-Pierre Hoüel (1789)
. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Pierre_Houël#/media/File:Prise_de_la_Bastille.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
Antecedentes da revolução
As vésperas
Crise econômica se agrava
Necker como ministro
Convocação dos Estados Gerais
Antecedentes da revolução
Sociedade carregada de elementos medievais
Terceiro Estado oprimido pelos outros
Estrutura política repressora e cheia de privilégios
Imagem da abertura:
A Tomada da Bastilha por Jean-Pierre Hoüel (1789)
. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Pierre_Houël#/media/File:Prise_de_la_Bastille.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
Combatendo os inimigos
Guerras Napoleônicas
Libertador dos povos da Europa
Contradição: a formação de uma corte.
Formação dos Estados-satélites
Imagem da abertura:
A Tomada da Bastilha por Jean-Pierre Hoüel (1789)
. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Pierre_Houël#/media/File:Prise_de_la_Bastille.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
Congresso de Viena
Napoleon's retreat from Moscow
, de Adolph Northen. Disponível em: https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/cc/Napoleons_retreat_from_moscow.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
Napoléon Bonaparte abdicated in Fontainebleau (1845)
, de Paul Delaroche. Museum der bildenden Künste. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:DelarocheNapoleon.jpg#/media/File:DelarocheNapoleon.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
O Império chega ao fim
Campanha Russa
610 mil soldados
Os inimigos "naturais" e a retirada da Polônia
Sans-cullote
por Louis-Léopold Boilly. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Sans-culottes#/media/File:Sans-culotte.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
Gleaners
por Jean-François Millet. Disponível em: https://fr.wikipedia.org/wiki/Fichier:Jean-François_Millet_-_Gleaners_-_Google_Art_Project_2.jpg#/media/File:Jean-François_Millet_-_Gleaners_-_Google_Art_Project_2.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
O caminho para a Revolução
Formação da Assembleia Nacional
A Sala do Jogo da Pêla
La Marseillaise

Allons enfants de la Patrie
Le jour de gloire est arrivé
Contre nous de la tyrannie
L'étendard sanglant est levé (2x)
Entendez vous dans les campagnes
Mugir ces féroces soldats
Ils viennent jusque dans vos bras,
Egorger vos fils, vos compagnes

(Refrain:)
Aux armes citoyens! Formez vos bataillons!
Marchons, marchons,
Qu'un sang impur abreuve nos sillons

La Marseillaise

Avante, filhos da Pátria,
O dia da Glória chegou.
O estandarte ensangüentado da tirania
Contra nós se levanta. (2x)
Ouvis nos campos rugirem
Esses ferozes soldados?
Vêm eles até nós,
Degolar nossos filhos, nossas mulheres.

(Refrão)
Às armas cidadãos!Formai vossos batalhões!
Marchemos, marchemos!
Nossa terra do sangue impuro se saciará!

Direita X Esquerda
Girondinos X Jacobinos
O Pântano
Começa a aparecer o café
Constituição do Ano I e Lei do Máximo

Robespierre e o Terror
Estabelecimento do Diretório
Eleições censitárias
A conspiração dos iguais
O golpe do 18 Brumário
Exército ganha poder
Surge Napoleão - Ditadura militar
DAVID, Jacques-Louis.
The Emperor Napoleon in His Study at the Tuileries
. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Napoleão_Bonaparte#/media/File:Jacques-Louis_David_-_The_Emperor_Napoleon_in_His_Study_at_the_Tuileries_-_Google_Art_Project.jpg. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
"Que termine de uma vez por todas este grande escândalo, que aos vindouros parecerá inacreditável! Desapareçam finalmente as infames distinções entre ricos e pobres, entre grandes e pequenos, patrões e servos, governantes e governados!", François Noël Babeuf - conhecido popularmente como Gracchus Babeuf

O movimento que ocorreu na França, em 1796, foi fundado pelos italianos Buonarroti, Germain e Darthé; e pelo rebelde francês François Noël Babeuf - conhecido popularmente como Gracchus Babeuf, um dos precursores do comunismo contemporâneo. Fomentada pela Revolução de 1789, a Conspiração dos Iguais pregava a formação de uma sociedade igualitária. Muitos estudiosos afirmam que o levante é considerado uma das primeiras manifestações ideológicas de caráter revolucionário, originada dentro da Revolução Francesa. É também visto como uma ideia comunista utópica, por desejar a não existência de pobres e ricos, com o propósito de estabelecer uma comunidade de bens e do trabalho.

O objetivo do grupo era derrubar, à força, a comissão diretora do partido a fim de criar uma sociedade comunitária unida por camponeses e artesãos. Para eles, a extinção da propriedade privada dos meios de produção, bem como das terras, era a única forma de alcançar a igualdade almejada. Essa era a ideologia da Conspiração! O problema maior advinha do capitalismo, que, segundo eles, gerava o individualismo, causando as desigualdades entre as classes sociais. Anos depois, essas mesmas ideias seriam vistas na filosofia de Karl Marx e Friedrich Engels, em Manifesto do Partido Comunista.

"A natureza deu a todos os homens o direito de gozar de uma parcela igual em todas as propriedades"

Esse movimento ameaçou diretamente a ordem social burguesa francesa, mas a sua proposta carecia de maior divulgação. De outra parte, as vitórias de Napoleão Bonaparte, no exterior, reforçaram o poder do diretório. E, em 10 de maio de 1797, seus principais companheiros foram guilhotinados e o líder morto, pondo fim à primeira tentativa de implantar um partido comunista na época.
Revista Leituras da História (http://leiturasdahistoria.uol.com.br/ESLH/Edicoes/63/artigo300233-1.asp)
A inspiração para o terceiro foi a revolução do Ano II e as insurreições pós-termidorianas, sobretudo a Conspiração dos Iguais de Babeuf, significativo
levante de jacobinos extremados e de primeiros comunistas, que marca o nascimento da moderna tradição comunista na política. Era filho do sansculotismo e da ala esquerda do robespierrismo, embora herdando pouco do primeiro, com exceção do seu violento ódio pelas classes médias e pelos ricos. Politicamente o modelo revolucionário babovista seguia a tradição de Robespierre e de Saint-just.

HOBSBAWN, E. A Era das Revoluções
A reorganização do Estado
O representante dos ideais da Revolução
Concordata de 1801
- proibia as greves
- negava a igualdade de tratamento aos trabalhadores em suas transações com os patrões e às mulheres em suas relações com os maridos
- restabelece a escravidão nas colônias francesas.
Outras transformações
Auxílio à indústria
Incentivo ao comércio
Apoio dos camponeses
Repressão aos "inimigos"
Bloqueio Continental
Combate à Inglaterra
A questão espanhola
A queda
Forças aliadas derrotam Napoleão em Leipzig
Forças anglo-espanholas nos Pirineus - 1814 - Exílio em Elba
Luis XVIII e a volta com apoio popular - 1815
Governo dos Cem Dias
Waterloo - Exílio em Santa Helena
Forças desencadeadas contra e a favor ao Antigo Regime
Metternich – liberalismo como uma doença
Retorno ao poder das famílias / equilíbrio entre os países.
Santa Aliança
Talleyrand - princípio da legitimidade
Três estados: clero, nobreza e "resto"

Clero e nobreza tinham privilégios e não pagavam impostos

"Resto" bastante heterogêneo:
- Alta e baixa burguesias
- Camponeses
- Sans-cullotes
Full transcript