Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Saúde e Espiritualidade

No description
by

Esthefanie Ribeiro

on 10 July 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Saúde e Espiritualidade

Religiões e rituais de cura.
Educação, Saúde e Espiritualidade
"Health is a dynamic state of complete physical, mental, spiritual and social well-being and not merely the abscence of disease of infirmity "

"Espiritualidade representa o meio pelo qual nós encontramos um sentido para tudo, além de esperança , conforto e paz interior em nossas vidas"
Religiosidade e Saúde
Atualmente...

Religiosidade e Saúde Mental
- Influencia no modo como a pessoa lida com situações de estresse
- Aceitação, firmeza, autoconfiança e imagem positiva de si
mesmo X Culpa, dúvida, ansiedade e depressão
Conclusão
O paciente tem alguma forma de religiosidade ou espiritualidade? Qual a importância que o paciente atribui a estes aspectos da vida?
O paciente usa a religião ou a espiritualidade para ajudá-lo a lidar com sua doença ou essas são fontes de estresse?
Pertence a uma comunidade religiosa? Caso afirmativo, esta tem sido fonte de apoio
ou de conflitos?
Tem alguma crença espiritual que possa influenciar nos cuidados médicos?
Apresenta algum conflito ou questão espiritual que o preocupa? Tem alguém com
quem conversar sobre estes tópicos? (p.ex.: um padre ou um pastor).
Espiritualidade
Religião
Saúde
"Busca pessoal por por significado e sentido maior no existir e sua relação com o sagrado e o transcendente."
Saúde é o estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença
"Prática Institucionalizada de um sistema de crenças, rituais e símbolos compartilhada por uma comunidade."
Interação mente, corpo, espiritualidade
"Segundo Koenig et al., a recuperação dos pacientes ocorre com mais facilidade quando eles: possuem um sistema de crenças e valores otimistas que lhes forneçam um significado para a vida; têm um grande grupo de amigos que os auxiliem e que se preocupem com o seu bem-estar e não abusam de álcool e drogas"
As evidências da psiconeuroimunologia a respeito da espiritualidade e do bem-estar sobre a saúde estão demonstradas em diversos estudos, mencionados por Koenig e Powell, com os seguintes efeitos:
— aumento dos níveis de imunoglobulinas-A em estudantes que assistiram a um filme sobre Madre Teresa de Calcutá, em comparação a alunos que viram um filme sobre a Segunda Guerra Mundial;
— diminuição de 50% dos níveis de interleucina-6 em pessoas com atividades regulares em serviços religiosos;
— aumento de linfócitos CD4 em soropositivos para HIV associado a crenças e práticas religiosas de um grupo de pacientes, quando comparado ao grupo controle formado por pacientes não envolvidos em tais atividades;
— aumento nos níveis de células NK, linfócitos-T auxiliares e da atividade linfocítica em mulheres acometidas por câncer de mama com atividades religiosas em comparação a um grupo controle que não participava de tais atividades.
Bem-Estar Espiritual E Saúde

“Princípio 1 — A afiliação religiosa e a participação como membro de uma congregação religiosa beneficiam a saúde ao promover comportamentos e estilos de vida saudáveis.
Princípio 2 — A frequência regular a uma congregação religiosa beneficia a saúde ao oferecerum apoio que ameniza os efeitos do estresse e do isolamento
Princípio 3 — A participação no culto e na prece beneficia a saúde graças aos efeitos fisiológicos das emoções positivas.
Princípio 4 — As crenças religiosas beneficiam a saúde pela sua semelhança com as crenças e com estilos de personalidade que promovem a saúde.
Princípio 5- A fé, pura e simples, beneficia a saúde ao inspirar pensamentos de esperança e de otimismo e expectativas positivas”
.

"Médicos e profissionais da saúde em geral, especialmente nas áreas de oncologia, medicina paliativa, medicina do trauma, intensivismo e psicoterapia, estão sujeitos a uma ampla gama de situações estressoras e, frequentemente, a estresse crônico."
burnout syndrome - caracterizada por perda da capacidade de trabalho, exaustão emocional e física, interferência no sono, despersonalização (afastamento emocional do seu trabalho e do paciente)
compassion fatigue - “fadiga de servir”.

A revisão de Kearney et al.38 reúne evidências de que prá-ticas ou abordagem com raízes espiritualistas podem prevenir
as síndromes burnout e compassion fatigue, melhorando a qualidade de vida e o coping do profissional de saúde
A espiritualidade na educação de Profissionais da área da saúde

Frente ao desafio de aprimorar o cuidado do ser humano nos estados de saúde e doença, respeitando-o como um ser integral, inúmeras instituições de ensino têm incluído atividades relacionadas à importância da espiritualidade para a saúde e
o bem-estar das pessoas.
Como???
Composição de disciplinas na matriz curricular de tal forma que as inter-relações entre a saúde e a espiritualidade sejam contempladas na formação de profissionais de saúde;
— Oferecimento de cursos de extensão e de demais possibilidades, como estágios, que sejam utilizados como atividades complementares, conforme preveem as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Superior;
— Abordagem na transversalidade, na qual os componentes curriculares abordem as práticas educativas com atenção aos aspectos relativos à espiritualidade e a sua relação com a saúde
fonte: Dal-Farra, R.A.;Geremia, C. Educação em saúde e espiritualidade: proposições metodológicas.Revista Brasileira de Educação Médica, 34(4): 587-597, 2010.
Coping: "uma busca por significado em tempos de estresse"
"um processo através do qual os indivíduos procuram entender e lidar com as demandas significantes de sua vida "
+
"Tentei encontrar um ensinamento de Deus no que aconteceu"

"Busquei proteção e orientação de entidades espirituais"

"Busquei ajuda espiritual para superar minhas mágoas e ressentimentos"
-
"Fiquei imaginando se Deus tinha me abandonado"

"Não fiz muito, apenas esperei que Deus resolvesse meus problemas para mim"

"Questionei se Deus realmente se importava"
Religiosidade
Saúde mental
- Integração e regulação social
Depressão
- Coping positivo
e negativo
Abuso de Substâncias
Suicídio
Redução da taxa de mortalidade devido a hábitos diferentes.
Camille Melo e Esthefanie Ribeiro
79 correlação positiva e significativa entre essas variáveis, se igualando ou excedendo as encontradas entre bem-estar e outras variáveis de suporte social consideradas importantes, como estado conjugal ou renda.

Religiosidade e Saúde Mental

Crenças influenciam a forma como as pessoas lidam com situações de estresse
Religiosidade: Aceitação e firmeza X Dívida, culpa e depressão
Importância da relação entre saúde mental e religiosidade é reconhecida  Profissionais de saúde mental ainda são resistentes
Religião: Ajuda na cura X Desestimula a buscar a cura

Bem-estar psicológico e social

100 estudos
comportamento, prática religiosa
e indicadores de bem-estar psicológico
Razões para associação positiva:

Integração social: Aumento do número de vínculos e interações sociais, com melhor qualidade dessas relações.

Regulação social: Pessoas freqüentes a serviços religiosos são menos suscetíveis a iniciar ou continuar fumando, fazer uso considerável de álcool e drogas.


Práticas religiosas como a oração pessoal, a confissão, o perdão, a liturgia, o exorcismo e estados alterados de consciência podem ser efetivos em promover bem-estar espiritual, estabilidade emocional, autoconhecimento, reduzir tensão e ansiedade, influenciar o humor e modificar o comportamento

Coping religioso relacionado diretamente com a depressão
Crença em um Deus punitivo, religiosidade passiva e submissa e insatisfação com a religião ou comunidade religiosa

Religiosidade e Problemas mentais comuns

Depressão: Nível de envolvimento religioso está inversamente associado ao nível de sintomas depressivos.

Coping religioso colaborativo relacionado inversamente com a depressão
Socorro religioso e suporte proporcionado pelos membros da comunidade religiosa




Religiosidade e Abuso de Substâncias

Mais de 80% dos estudos publicados até 2000 apresentaram uma correlação inversa entre essas variáveis, tanto entre adolescentes quanto em adultos.

Estudo brasileiro mostrou que a ausência de práticas religiosas estava associada a um aumento de 30% no uso de drogas em comparação com estudantes com práticas religiosas.


Religiosidade e Suicídio

Religião: importante fator protetor contra pensamentos e comportamentos suicidas. A relação entre religião professada e taxas de suicídio tem se mostrado instável e controversa ao longo do tempo.

Estudos indicam que o nível de envolvimento religioso em uma dada área é inversamente proporcional ao número de mortes por suicídio.

Efeito protetor do envolvimento religioso contra o suicídio: crenças na vida após a morte, auto-estima e objetivos para a vida, modelos de enfrentamento de crises e significado para as dificuldades da vida

Religiosidade e Doença Física

Religiosidade desestimula comportamentos e hábitos nocivos como tabagismo, uso excessivo de álcool, consumo de drogas e comportamento sexual de risco.
A maior parte desses estudos confirma a conexão positiva entre envolvimento religioso e saúde física e mental, além de bem-estar social, qualidade de vida, atitudes e comportamentos saudáveis.


Crenças religiosas influenciam também decisões médicas como indicação de quimioterapia, “estados de não-ressucitação” e cuidados no final da vida.

Religiosidade e Mortalidade

Maior envolvimento religioso foi associado com menor mortalidade: aspectos de integração e regulação social e recursos psicológicos.

Muitos trabalhos sugerem que religiosidade e espiritualidade podem ter um impacto significativo sobre a saúde física. Recurso de prevenção em pessoas saudáveis e coping por pessoas enfermas.

Entretanto, crenças e atividades religiosas extremadas podem produzir efeitos negativos sobre a saúde de uma pessoa.

Rezas, Crenças, Simpatias e Benzeções: costumes e tradições do ritual de cura pela fé

Apesar do tempo e dos avanços da medicina, a tradição dos benzedores ainda persiste na sociedade atual

Pessoas sempre procuram nas rezas e nas benzeções uma cura para a sua doença ou um alívio para a sua dor

Cultura popular: corpo e espírito; vida e religião não se separam

Para todos os males que atingem o corpo e a alma do homem sempre há uma reza para curar.



Benzer: “Fazer o sinal da cruz sobre pessoa ou coisa, recitando fórmulas litúrgicas para consagrá- la ao culto divino ou chamar sobre ela o favor do céu, abençoar.”

A bênção é um veículo que possibilita ao seu executor estabelecer relações de solidariedade e de aliança com os santos, de um lado, com os homens de outro e entre ambos, simultaneamente.


O conhecimento das plantas medicinais da colônia, unido ao das plantas medicinais trazidas pelos portugueses, foi sendo repassado de geração em geração, originando o costume de curar doenças por meio de recursos naturais.

Daí a procura pelas rezadeiras para fazer chás, simpatias, rezas e benzeções – uma solução eficaz para solucionar os problemas de saúde para as classes mais desfavorecidas.


A oração

É o alimento da alma. Através dela, a alma se fortalece e fica mais próxima de Deus.

Quem trata o doente são os benzedores mas qualquer cura é uma obra de Deus pois foi “o próprio Jesus quem ensinou as orações.”

Boa parte delas serve para curar doenças. Muitas para o quebranto. Outras tantas para engasgo, dor de pontada, cobreiro, dor dente e muitas outras.

Algumas orações não podem ser reveladas, como aquelas rezadas contra os inimigos ou para fechar o corpo pois os benzedores temem que, revelando o segredo, elas “possam perder o encanto.”

Outras são preventivas, como a oração de São Bento “pra cobra não ofender.” A simplicidade dos versos emoldura a expressão da fé, oração que é poesia e é palavra evocatória de cura e proteção.

A fé

“A cura depende mais da preparação espiritual da pessoa que está fazendo a prece.”

“Os pais levam seus filhos ou procuram um benzedor porque têm fé, mas há aqueles que fazem isso apenas por tradição, sem nem sequer acreditar no poder da oração. Nesses casos, a benzeção não funciona pois é preciso ter fé para ser curado.”

A fé na cura, que é um dom divino, a fórmula da benção e a confiança da comunidade
naquele que benze são os três elementos essenciais para compreender o povo e o benzedor.



O Benzedor
Escolhido de Deus
Não precisar de estudos: seu saber é revelado e o poder da cura lhe é dado por Deus
Não faz propaganda de seu trabalho, torna-se conhecido pelas curas
“É a comunidade que faz o benzedor”,
Não cobram pelo atendimento “Estaria fazendo negócio e não é ele mas Deus é que cura.
Benzedor homem  rezar em “ofendido de bicho mau”, para tirar cobras de uma fazenda, para curar a picada de cobra, para estancar sangue numa ferida ou para curar bicheiras em animais.
Benzedeira reza em males que acometem as crianças e os adultos.
O “vento virado”: criança cai muito, quando não está comendo adequadamente
Quebranto ou mau-olhado: A criança está “enjoada, birrenta, com suas rotinas cotidianas alteradas”. Alguém “colocou um olho ruim sobre a criança”

Benzedeiras apelam para santos católicos que, segundo elas, também curam pela intercessão divina

Algumas vezes, o santo curador conhece a doença por experiência própria.
Santa Luzia que perdeu a vista, é a santa que protege e cura os olhos;
São Lourenço, que foi martirizado no fogo, cura as queimaduras.

Benzedores acreditam no poder das ervas e das plantas medicinais e as utilizam durante a benção.
Arruda, uma erva originária da Europa é a mais utilizada e tem tanto o poder de curar as enfermidades, quanto o de proteção contra “mau olhado”.
Para se proteger basta colocar um pequeno ramo atrás da orelha. Seus ramos são usados para exorcizar a energia negativa dos ambientes.
Murcham quando recebem o malefício que estava no doente.

O ritual da Cura
Coloca-se um copo com água no local onde se realiza o ritual e no final a pessoa benzida deve tomar essa água, considerada benta.
Os gestos praticados pelos benzedores são todos idênticos ao da religião católica: eles rezam fazendo o sinal da cruz.
As rezas, na maioria das vezes, são deturpações das orações oficializadas pela igreja, entremeadas de palavras incompreensíveis.
Enquanto estiver sendo benzido, o doente não deve cruzar os pés ou as mãos.
Qualquer que seja a reza, ela deve ser feita sempre em direção ao sol.

Geralmente, a benzeção é feita mais de uma vez, dependendo do mal que se acomete.
Cobreiro: é preciso benzer até três vezes para que ele seque.
A espinhela caída ou peito caído, peito aberto, ou ainda, arca caída, para outros, é um mal muito comum. Segundo a crença popular, é causada pelo peso que a pessoa pega. Segundo as benzedeiras: “É um ossinho mole que vem do coração”. A cura deve ser procurada na benzedeira, que primeiro trata o vento caído, tomando a medida e rezando. Depois reza a oração própria da espinhela caída, colocando um objeto de ferro na mão da pessoa. A medida é feita assim: com uma linha de algodão mede do dedo anular até o cotovelo. Tomando este tamanho duas vezes passa o fio na cintura da pessoa. Se passar ou faltar um palmo, a espinhela está caída.

Simpatias

Simpatias: São quaisquer recursos material que pode ser usado pelas pessoas em geral, para evitar o mal e alcançar o bem, mudando o curso dos acontecimentos
Não há necessidade de uma pessoa especial
Diversas doenças são curadas por simpatias
Dicionário: Ritual supersticioso para atingir um determinado fim
A palavra simpatia já sugere uma coisa que não se explica
Embora a simpatia não se explique, o funcionamento dela supõe alguma relação íntima entre homens, animais, plantas e planetas.

A reza, a simpatia e o remédio, que não se contradizem em momento algum, nem se separam no tratamento da pessoa doente; formam o sagrado, o sábio e o competente tripé da medicina popular.

Benzedores na atualidade

Para muitos benzedores, a tradição da benzeção está correndo o risco de acabar.
Geralmente os benzedores vivem nos povoados rurais.
Alguns acreditam que a benzeção está acabando porque as pessoas estão perdendo a fé.
Outros acham que o dom de fazer o bem através da reza não está sendo repassado para outras pessoas.
Alguns acham que os benzedores não estão encontrando os sucessores certos.
Outros acreditam que a tradição dos benzedores está acabando em função do avanço tecnológico que está sendo empregado sobretudo na medicina.

Full transcript