Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

TÉCNICAS ESPECIAIS DE TIRO

No description
by

Diego Costa

on 17 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of TÉCNICAS ESPECIAIS DE TIRO

TÉCNICAS ESPECIAIS DE TIRO
MÉTODO GIRALDI
POSIÇÕES E TIPOS DE RECARGA
Disciplina: Armamento e tiro defensivo IV
Instrutor: 1º Ten. Araújo
Grupo:
Cad. PM 2º ano Magaive
Cad. PM 2º ano Jacqueline
Cad. PM 2º ano Moneta
Cad. PM 2º ano Weverson
Cad. PM 2º ano Ramos
Cad. PM 2º ano Hedu

MÉTODO GIRALDI (TIRO DEFENSIVO NA PRESERVAÇÃO DA VIDA)
O AMBIENTE DE TRABALHO DO POLICIAL
Em cada grupo de 100 mil pessoas, 6 são assassinadas por ano;
No Brasil esta média é de 28 pessoas;
A cada 14 horas um policial brasileiro é assassinado em serviço, sem contar os que, vítimas dos agressores, são levados a viver em uma cadeira de rodas ou amparados por muletas.
Arma de fogo é o instrumento de trabalho do policial.
Não saber utilizar a arma de fogo é a maior causa de:
Morte de policiais em serviço;
Perda da liberdade por provocar vítimas inocentes;

Falta de conhecimento do Policial pode acarretar:
Crise na Polícia;
Desmoralização do Estado;
Desrespeito aos direitos humanos;
Perda da liberdade;
Perder sua vida.

Necessidade de treinamento correto que prepare o policial para agir mediante as mais distintas situações que sua rotina pode trazer.
O Método Giraldi
Tiro Defensivo na Preservação da Vida;
Batizado como Método Giraldi em homenagem a seu autor, o Cel PMESP Nilson Giraldi;
Considerado por especialistas internacionais como o melhor a ser utilizado para policiais;

Finalidade do Método Giraldi
Preparar o policial para utilizar seu armamento:
Com Técnica, Tática, Psicologia, Dentro dos limites da lei e em situação de defesa;
Servir e proteger a sociedade, e a si mesmo, solucionando as ocorrências sem uso da força, sem tiros e sem colocar em risco a vida e a integridade física das pessoas inocentes.
Preservação da vida:
O CONFRONTO ARMADO
Policial com dever de tomar a atitude correta em um curtíssimo espaço de tempo.

Pontos positivos
Simples;
Prático;
Barato;
Objetivo;
Lógico;
Fácil aprendizado;

Pode ser feito em qualquer parte da mesma forma;
Não necessita de local e materiais sofisticados;
É bastante realista.

Visa atribuir ao policial:
Equilíbrio emocional e físico;
Administração do stress;
Razão sobre emoção;
Utilização adequada da força e da arma;

Pontos Negativos
Nem todas as situações possibilitam o diálogo com as vítimas e agressores;

Resultados para a vida real
Redução de mais de 95% de morte de policiais em serviço;
Redução em 100% de morte de pessoas inocentes provocadas por policiais em serviço;
Redução em 100% de perda da liberdade do policial em virtude do uso incorreto da sua arma de fogo.

POSIÇÃO DE TIRO
EM PÉ
ISÓSCELES
AJOELHADO
DEITADO
Tipos de recarga
Recarga de Emergência ou Emergencial


A munição da câmara do cano da pistola e do carregador que está na pistola acabou; o ferrolho ficou travado e aberto.
Recarga Tática

A munição da câmara da pistola e, na quase totalidade das vezes, também do carregador, ainda não terminou; o ferrolho continua fechado, com munição na câmara, mas, o momento se mostra propício para esse tipo de recarga, principalmente pela ausência de perigo iminente ou o fato do policial estar bem abrigado.

CURSO BÁSICO
Ensina o policial a disparar em todas as situações, posições, distâncias e dificuldades.

MATERIAL
ARMA
Todas as armas da Instituição Policial.

MUNIÇÃO
A utilizada no Serviço Policial.

PROTETOR DE OUVIDOS E DE OLHOS
Uso obrigatório, tanto por parte dos alunos, como pelos instrutores, auxiliares e assistentes.


COLETE BALÍSTICO
Uso obrigatório, tanto por parte dos alunos, como pelos instrutores, auxiliares e assistentes. Obrigatório estar com plaqueta de identificação.

MATERIAL
ALVOS
Será utilizado o alvo padrão do Curso Básico (PM-L-74), feito de papelão, com 5 “zonas” de acerto (uma central, e 4 periféricas).

Com as armas de porte, e metralhadora portátil, os disparos serão efetuados sempre de dois em dois, num mesmo alvo atirável.

Com armas longas, incluindo a espingarda 12, de um em um, em cada alvo atirável.

NÚMERO DE TIROS POR POSIÇÃO
EMPUNHADURA
Simples (uma só mão) e Dupla (duas mãos). A “simples” somente será usada se não for possível a “dupla”.

O professor deverá, dentro de suas possibilidades, verificar os motivos.

Aproveitará para ensinar ao aluno como solucionar incidentes de tiro, caso seja possível. 

DEFEITO DE ARMA OU MUNIÇÃO
PISTA POLICIAL DE INSTRUÇÃO (PPI) E PISTA POLICIAL DE APLICAÇÃO
São pistas montadas em locais abertos ou fechados, com todas as possíveis situações e problemas que o policial poderá encontrar na sua atuação;
O aluno aprenderá a se proteger, a “verbalizar”, “negociar, atuar e a disparar em todas as situações;
Atuará individualmente ou em equipe.
Antes dos disparos reais o policial será submetido a simulações, usando sua arma descarregada;
Sempre será realizada sob a orientação do professor, que deverá repetir essas simulações exaustivamente, até que o Policial as domine completamente.
Só após isso o policial efetuará disparos verdadeiros.

SIMULAÇÕES
Armamento de acordo com objetivos da instrução.
 
Protetor de olhos e ouvidos;

E todos os materiais utilizados no serviço armado comum da Instituição Policial, coletes balísticos, munição etc.

MATERIAL UTILIZADO
O alvo utilizado será o “PM-L-4”, de papelão, caracterizado como seres humanos.

ALVOS
Estarão representando pessoas que se envolveram, voluntariamente, na ação policial, para agir em apoio ao Policial e à Lei. Ex.: - Outros Policiais; colaboradores; informantes; etc.. Nunca serão “alvos atiráveis”.

ALVOS AMIGOS
ALVOS NEUTROS
Estarão representando pessoas que se envolveram na ação policial, voluntária ou involuntariamente, mantendo-se, normalmente, em atitude neutra. Ex.: - Jornalista; cinegrafista; fotógrafos; curiosos; vítimas; etc.. Também, nunca serão “alvos atiráveis”.

ALVOS AGRESSORES
Estarão representando, sempre, os agressores da sociedade. Serão os alvos passíveis de tiro.

FINALIDADE
Ensinar o Policial a deslocar-se com a arma na mão.
Cano voltado para a direção do perigo, e do modo correto.
Dedo fora do gatilho.
Equipamentos firmes e corretos no corpo.
Fazer o deslocamento com a rapidez e a segurança necessária.
Colocar-se no local de atuação em segurança.
Atuar do local de atuação corretamente.
Recarregar protegido e mantendo contato visual com os alvos.
Verbalizar corretamente.
Distinguir quais os alvos atiráveis e os não atiráveis.

Criada na década de 50 por Jack Weaver, policial norte americano.
Braços flexionados;
Pés semelhante ao do boxeador;
Pernas esticadas.

Corpo semi-flexionado;
Pés na mesma linha;
Joelhos semi flexionados;
Braços “esticados”.

“STRESSFIRE”
SIMPLES
TÉCNICAS DE TIRO INSTINTIVO
Sykes e Fayrbain
D.B. (Déuxième Bureau)
F.B.I.
Bill Jordan

TÉCNICAS DE TIRO VISADO
Posição Weaver
Weaver modificada
Posição isósceles
Isósceles Ayoob
Tiro visado com uma só mão - Técnica "Punch-Ayoob"
OUTRAS TÉCNICAS
CONSIDERAÇÕES
FINAIS
“Não é a quantidade de tiros que prepara o policial mas, os procedimentos, a qualidade e as condições com que são efetuados”. (Giraldi)
TÉCNICAS DE TIRO
NO ESCURO
Método F.B.I.
Método Harries
Método Chapman
Método Ayoob
Técnica Moçambique Drill
Técnica de tiro DOUBLE TAP
CTTE COMBAT SHOOTING
Nessa técnica o atirador deve disparar duas vezes no tronco do alvo, avaliar momentaneamente as batidas e, em seguida, finaliza-lo com um cuidadoso e certeiro tiro na cabeça.
O DOUBLE TAP é uma técnica de tiro onde dois tiros certeiros são disparados ao mesmo alvo com muito pouco tempo entre os disparos.
Com essa técnica o policial poderá se deslocar correndo de um ponto ao outro realizando o seu próprio fogo de proteção de forma precisa e com movimentos rápidos.
“O que eu ouço eu esqueço; o que eu vejo eu lembro; o que eu faço eu aprendo”. (Giraldi)
Full transcript