Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Transportes Turísticos: Cruzeiros

Aula ASSESC da Disciplina de Transportes Turísticos voltada a Cruzeiros e outros Marítimos
by

Eddy Eltermann

on 7 November 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Transportes Turísticos: Cruzeiros

TRANSPORTES TURÍSTICOS
MARÍTIMO Prof. MsC. Eddy Ervin Eltermann CRUZEIROS Cruzeiros são viagens de prazer em barcos ou navios de luxo. Geralmente são feitos em rotas marítimas agradáveis e muito procuradas pelos viajantes e turistas em seus períodos de férias. Os navios de cruzeiros oferecem muito conforto, luxo e inúmeros atrativos. Muitos navios de cruzeiros possuem cassinos a bordo, e estes são um grande atrativo. Nestas viagens a experiência gastronômica é excelente, abrangendo um cardápio sofisticado e multinacional. O início dos cruzeiros se confunde com o da navegação. Pouco se sabe sobre os primeiros navios destinados a viagens de lazer, mas, ao debatermos a profissionalização do setor, remeteremos a 1840, quando a cia P&O (Perintal & Oriental Steam Navigation Company) iniciou suas atividades. Destaca-se ainda a presença de Samuel Cunard, da Cunard Curises (detentores hoje do Queen Mary II). A empresa White Star Lines criou, em 1912, 3 navios, batizados estes de Olympic, Britannic e Titanic, sendo que o último, viria a ser tornar famoso pelo trágico naufrágio em sua viagem inaugural em 1912. OS PIONEIROS A inexistência, por exemplo, de ar condicionados (criados em 1930, mas disseminados somente em 1950) acabava transformando as viagens marítimas em pouco prazerosas. NEM TUDO SÃO "FLORES" Os navios perdem espaço, pois nesta década, a proliferação de empresas aéreas e a criação de inúmeras rotas comerciais colocam os navios como sendo um veículo de transporte lento e pouco eficaz. DÉCADA DE 1960 Surgem as primeiras empresas de cruzeiros marítimos que passam a ditar o ritmo e as tendências do mercado: a Royal Caribbean Cruise Lines (mais tarde rebatizada de Royal Cribbean International) e a Carnival Cruise Lines. DÉCADA DE 1970 A expansão dos navios de cruzeiro são formadas pela percepção das oportunidades de negócios formadas por este novo nicho de mercado. A criação da série Fantasy (navios com mais de 70.000 toneladas) aumenta consideravelmente a oferta de leitos disponíveis. DÉCADA DE 1980 Em 1999, o navio “Voyager of the Seas” lança a mudança de conceito de “Resorts Flutuantes” para “Destinos Turísticos Itinerantes”, fazendo com que muitos navios não mais sejam procurados por suas rotas, mas pelas instalações presentes no mesmo. DÉCADA DE 1990 São criados os chamados “Mega Ships”, navios com tonelagem superior a 100.000. Os grandes exemplos desta mudança são o “Explorer of the Seas” que soma 140.000 toneladas, o “Queen Mary II” 150.000, o “Freedom of the Seas” 158.000 e o “Liberty of the Seas” 160.000. DÉCADA DE 2000 Há alguns verões atrás, mais precisamente na temporada de 1999/2000 o navio Splendour of the Seas foi o divisor de águas do mercado de cruzeiros marítimos no Brasil, antes desse gigante de 70,000 toneladas os navios que fizeram história em águas brasileiras foram os da Costa Cruzeiros, navios de médio porte. Hoje, passadas algumas turbulências - primeira em virtude da desvalorização do real, segunda em torno das discussões do visto de trabalho para tripulantes de outras nacionalidades, terceiro o número de trabalhadores a bordos desses navios - já se pode destacar que o mercado brasileiro de cruzeiros marítimos despontou e se consolidou. Normalmente a temporada brasileira, coincide com o inverno no hemisfério norte, quando as companhias marítimas deslocam seus navios ociosos para esse novo mercado emergente. As armadoras brasileiras descobriram que os brasileiros e sul americanos gostaram da novidade e já incorporam em suas férias as viagens de navio. CRUZEIROS NO BRASIL CRUZEIROS NO BRASIL CRUZEIROS NO BRASIL Os turistas descobriram que viajar de navio é vantajoso, pois oferece uma grande variedade de opções de lazer e entretenimento como se fosse um resort flutuante, além de possibilitar a visita a vários destinos cobiçados. A viagem se torna benéfica, pois alia o luxo e conforto dos resorts e hotéis cinco estrelas com a possibilidade de desfrutar de novas culturas, cidades turísticas, atrativos naturais, entre outros. Por um lado, as grandes companhias investem cada vez mais em novos navios, pois os destinos tradicionais como Caribe, Mediterrâneo, Bahamas entre outros já estão ficando saturados. As empresas pretendem investir nos destinos exóticos e isso é um privilégio para o Brasil. O país poderá ganhar com isso, mas, primeiramente precisa investir e melhorar sua infraestrutura portuária e turística. Para Fraga (2002) precisamos “arrumar a casa” se quisermos receber esses navios ociosos durante o inverno no hemisfério norte. Mas o que significa “arrumar a casa” ? CRUZEIROS NO BRASIL CRUZEIROS NO BRASIL As operações portuárias são o principal entrave para o desenvolvimento do turismo náutico, ou seja, falta uma infraestrutura adequada. Os portos brasileiros não oferecem condições apropriadas, as quais são encontradas em outros mercados. No Brasil os portos são criados com equipamentos para navios cargueiros, e não para embarque/desembarque de turistas de viagens marítimas. Por várias ocasiões os passageiros foram tratados como “objetos” nos portos brasileiros, desembarcando em meio a contêineres e mercadorias em geral. O perfil dos turistas que viajam de navio no Brasil é um pouco diferente do turista desse mesmo segmento em outras partes do mundo. Aqui, o turista é atraído pelo desfrute dos produtos do navio, como a alimentação inclusa, as piscinas, as apresentações e as boates. Em sua maioria são casais de meia idade com filhos. Em outras partes do mundo os principais turistas são as pessoas de mais idade, pois o navio traz segurança, conforto e lazer para esses clientes. O PERFIL DO TURISTA DE CRUZEIROS As acomodações nos navios, chamadas de cabines tem os seus valores determinados de acordo com o andar em que ela esta localizada e com o conforto que ela possui. As cabines externas e com varanda são as mais caras de um navio. O entretenimento a bordo pode mudar completamente de navio para navio, isso porque existem vários tamanhos de navios e uma grande quantidade de empresas que controlam suas frotas.

A disposição das acomodações normalmente se dá em 5 tipos de cabines: TIPOS DE CABINES INTERNA SEM vista para o mar
EXTERNA COM vista para o mar
EXTERNA COM vista totalmente obstruída
EXTERNA COM vista parcial para o mar
SUÍTE COM vista para o mar e com sacada Quanto aos roteiros, os navios que hoje executam cruzeiros na costa brasileira tem desde opções de curta duração à opções de viagens de larga escala. Assim, pode-se determinar alguns exemplos bastante explorados pelos turistas nacionais e internacionais no Brasil. O primeiro exemplo compreende um roteiro de curta duração em um dos navios do grupo MSC, tendo destinos da costa paulista e carioca, sendo normalmente utilizado como primeira experiência de viagem àqueles que não tiveram oportunidade de realizar um cruzeiro anteriormente. ROTEIROS TURÍSTICOS ROTEIROS DE CRUZEIROS ROTEIROS DE CRUZEIROS NAVIO POR DECK NAVIOS POR DECK OS NAVIOS DE 2011/12 NA COSTA BRASILEIRA COSTA FORTUNA COSTA MAGICA COSTA PACIFICA CVC BLUE DE FRANCE CVC GRAND AMAZON CVC IMPERATRIZ CVC SOBERANO CVC ZENITH IBERO GRAND CELEBRATION IBERO GRAND HOLIDAY IBERO GRAND MISTRAL MSC ARMONIA MSC MUSICA MSC OPERA MSC ORCHESTRA ROYAL SPLENDOUR OF THE SEAS ROYAL VISION OF THE SEAS TERMINAIS PORTUÁRIOS TERMINAL DE ITAJAÍ TERMINAL DE ITAJAÍ ELIMINAÇÃO DE REJEITOS BALSA ITAJAÍ x NAVEGANTES BALSA PARANAPANEMA x ITATINGA BALSA SETÚBAL x TRÓIA FERRIES (BALSAS) NA EUROPA TERMINAL DE IMBITUBA Puerto Madero Colonia del Sacramento Montevidéu Argentina Uruguai TERMINAL DE SANTOS Porto Belo TERMINAL DE SALVADOR TERMINAL DO RIO DE JANEIRO PLYMOUTH SOUTHAMPTON BALSAS E FERRIES BALSA FRANÇA/ INGLATERRA BRASIL EUROPA
Full transcript