Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

RELATÓRIO TECNICO DE VISITA EM OBRA

No description
by

Hannah Casagranda

on 7 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of RELATÓRIO TECNICO DE VISITA EM OBRA

RELATÓRIO TECNICO DE VISITA EM OBRA
PERÍODO DE CONSTRUÇÃO
A obra teve início no dia 22 de outubro de 2013, e tem previsão para seu término no início do ano de 2016. Esta obra ainda não possui financiamentos, porém já há um prazo para começar a ser financiada pela Caixa Econômica Federal.
VISITA TÉCNICA
Dia 15 de agosto de 2014 houve a visita técnica a obra do edifício residencial Villa Dourada pelo grupo.

Até o atual momento a obra possui um mestre de obras, oito carpinteiros e quatro serventes, além de armadores terceirizados da empreiteira (VJV Ferragens), um Engenheiro chefe (itinerante), um estagiário e um técnico em edificação. Além disso, o escritório de obra conta com apoio do escritório administrativo e do escritório de engenharia ambos situados no centro de Florianópolis ̸SC, para garantir a regulamentação e bom funcionamento da obra.
Edifício Residencial Villa Dourada
Este edifício está localizado na Avenida das Torres ̸ Rua Itaguaçu, sem N°- Bairro Bela Vista. A empresa ETAPLAN ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO LTDA, está responsável pela construção e administração e a empresa RENASCER é a empreiteira responsável contratada pela construtora.
CANTEIRO DE OBRA
O canteiro de obra possui 2 alojamentos para 9 funcionários, possuindo lavanderia, cozinha, Banheiro masculino e feminino (a obra possui 2 mulheres). Além disso, a obra conta com uma banca de carpintaria (serra circular), uma banca de aço (mesa de corte e dobra) e deposito para matérias segundo suas características e modo de armazenamento.
PECULIARIDADES
A ETAPAN sempre contrata os serviços do sinduscon seconci para fazer relatórios sobre as obras em execução, com a finalidade de garantir que a obra esteja completamente dentro das normas regulamentadoras (NR18). No relatório que foi apresentado sobre o Edifício Villa Dourada consta as seguintes peculiaridades.
Relatório desenvolvido pelos alunos Gustavo Casa, Hannah Casagranda, Paloma Zolet e Riccardo Carravetta para a disciplina de Téc. Const. Edif. Proj Estrutura, ministrada pelo professor Paulo Dias.


Maquete da obra
Localização da obra
Falta de guarda-corpo no pavimento tipo 1 - Bloco B
Falta de Proteção em algumas pontas de aço
Presença de Alimentos perecíveis dentro dos alojamentos e armazenamento errado na geladeira.
Falta de IDR no quadro de Luz.
RECONHECIMENTO DA OBRA
Um terreno urbano com área de 3.333,53 m², constituído pelos LOTES 128, 131, 132 e 133 da QUADRA 07, do Loteamento JARDIM RESIDENCIAL VILA DOURADA, situado no bairro Bela Vista, distrito de Barreiros, neste município e comarca de São José/SC,
O residencial Villa Dourada possui as seguintes dimensões e confrontações: frente, medindo 59,80 metros, estrema com a avenida Osvaldo José do Amaral; fundos , medindo 47,14 metros, estrema com a Rua Itaguaçu; laterais, de quem do terreno olha para a rua, lateral direita, em três lances, o primeiro com 5,60 metros, o segundo com 30,00 metros e o terceiro com 50,02 metros, todos estremam com terrra de propriedade do Condomínio Vila das Torres; e lateral esquerda, em três lances, o primeiro com 29,32 metros, o segundo com 12,50 metros, estremam com terras de propriedade da Prefeitura Municipal de São José, Dimensão Engenharia Ltda, José Shultz e Nélio Teobaldo Osaida, todos na mesma quadra. Inscrições Imobiliárias nºs 02.02.265.0044.001.0.000; 02.02.265.0358.001.0.000;02.02.265.0325.001.000; 02.02.265.0312.001.0.000. Sob Matrícula n° 106.417, do Livro nº 2 do Registro de Imóveis do Município e Comarca de São José/SC.
FUNDAÇÃO
A fundação da obra foi toda executada segundo 2 partes. Primeiro houve o estaqueamento hélice continua. Porém durante o estaqueamento algumas estacas não foram executadas já que vê a hélice não conseguiu perfurar (impenetrável). Sendo assim, foram executadas enormes sapatas no lugar das estacas que não foram executadas.
Houve apenas 2 estacas que não foram cravadas nos dias do estaqueamento e que não foram executadas sapatas, essas 2 estacas (P77 e P78) foram executadas depois e desviadas do prumo (alinhamento). Sendo Assim, ao invés de após a quebra da ponta das estacas serem colocados os blocos de coroamento e a espera do pilar, foi executado um único e grande bloco nesses dois pilares. Lembrando que acima dos blocos de coroamento começam as vigas de baldrame.
POSSÍVEIS DESPEDÍCIOS NA OBRA
Foi verificado que a obra gera um alto resíduo de madeira, proveniente das escorias e réguas de madeira.
PATOLOGIAS EM VIRTUDE DE MATERIAIS MAL APLICADOS
Durante o estaqueamento (hélice continua monitorada) não foram executadas as estacas do P77 e P78, já que as mesmas não perfuraram o previsto no projeto. Sendo assim, as mesmas tiveram que ser desviadas da posição original e foram fixadas mais 2 estacas de reforço entre as estacas do P77 e P78. Lembrando que o problema foi levado ate o engenheiro estrutural Ronaldo Coutinho (RCA projetos) para recalcular os blocos.
Durante a concretagem (fundação) dos blocos de coroamento e das vigas de baldrame do subsolo no bloco B, foram utilizados concreto 25 MPa. Porém, no projeto pedia concreto 30 MPa.
CONTROLE DE QUALIDADE, CONTROLES TECNOLÓGICAS E CHECK LISTS
A ETAPLAN é classificada em nível A pelo PBQP-H, sendo assim para continuar com esse nível de qualidade é necessário seguir a risca vários processos de gestão da qualidade. Tais como, FIM –Ficha de Inspeção de materiais, FIS-Ficha de Inspeção de Serviços, CHECK LIST 5S – Avaliação do programa 5S’s- almoxarifado, escritório, refeitório, banheiros, alojamento, cozinha e áreas externas e FP- Fichas em geral (treinamento, alteração de imóvel...)
VIABILIDADES
A obra ainda esta na fundação, mas já possui viabilidade de água. Por outro lado, possui uma série de projetos em aprovação.
PREVENÇÃO DE ACIDENTES
A obra conta com a consultoria do SINDUSCON SECONCI para evitar possíveis embargos e acidentes na obra. A consultora Barbara vem a obra e analisa os possíveis riscos e problemas da obra fazendo assim um relatório. Esse relatório é passado ao estagiário e a técnica da obra para tomarem as medidas necessárias junto ao mestre de obras, a fim de minimizar os riscos.
Estaca de Helice Continua
A estaca hélice contínua é uma estaca de concreto moldada "in loco", executada por meio de trado contínuo e injeção de concreto através da haste central do trado simultaneamente a sua retirada do terreno.
Para controlar a pressão de bombeamento do concreto, o instrumento medidor digital, que informa todos os dados de execução da estaca, tais como: inclinação da haste, profundidade da perfuração, torque e velocidade de rotação da hélice, pressão de injeção, perdas e consumo de concreto. Os parâmetros indicados no mostrador digital são registrados e fornecidos a um microcomputador para aplicação de software que imprime o relatório da estaca com as informações obtidas no campo.

Controle Executivo
Em centros urbanos, próximo a estruturas existentes, escolas, hospitais e edifícios históricos, por não produzir distúrbios ou vibrações e de não causar descompressão do terreno.
• Em obras industriais e conjuntos habitacionais onde, em geral, há um grande número de estacas sem vibrações de diâmetros pela produtividade alcançada.
Como uma estrutura de contenção, associada ou não a tirantes protendidos, próximo à estruturas existentes, desde que os esforços transversais sejam compatíveis com os comprimentos de armação permitidos.
Normas técnicas:
> ABNT NBR 6122 - Projeto e Execução de Fundações
> ABNT NBR 12131 - Estacas - Prova de Carga Estática - Método de Ensaio
> ABNT NBR 13208 - Estacas - Ensaio de Carregamento Dinâmico


Vantagens
• Baixo nível de ruído durante execução;
• Ausência quase total de vibração no terreno, comum nos equipamentos a percussão;
• Alto capacidade de carga das estacas, diminuindo o tamanho dos blocos de coroamento;
• Grande atrito lateral das estacas, devido ao bombeamento do concreto;
• Grande poder de perfuração do equipamento, podendo atravessar camadas de solo com SPT alto;
• O controle e monitoramento eletrônico da qualidade das estacas;
• Facilidade no manuseio de equipamentos;
• Rapidez na execução dos trabalhos;
• Limpeza do canteiro de obras.

Desvantagens
• Necessidade de retirada de material esquivado;
• A central de concreto não pode ser muito distante da obra;
• É preciso que o terreno seja plano;
• Custo alto de mobilização de equipamento, o que inviabiliza o sistema em obras com baixa quantidade de estacas;
• Profundidade de estaca limitada pelo alcance do equipamento.
Full transcript