Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Biografia e bibliografia de Jacques Rancière projeto

Clube de Leitura - UFFS. Apresentação produzida pela bolsista Paula Simon. Aluna do curso de História da UFFS
by

Ricardo Machado

on 12 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Biografia e bibliografia de Jacques Rancière projeto

Jacques Rancière
Nasceu no ano de 1940, em Argel - Argélia.
É Professor Emérito de Estética e Política na Universidade Paris VIII, onde lecionou de 1969 a 2000.
Hoje é professor de filosofia na European Graduete School em Sans-Fee, na Suíça.
Iniciou sua vida acadêmica e política como marxista althusseriano, mas o movimento de maio de 1968 o fez começar a se distanciar de Marx e especialmente e Louis Althusser.
Trabalhava na École Normale Superiore, que era dirigida por Louis Althusser. Era um trabalho orientado por certas ideias de ideologia como uma espécie de teoria da dissimulação necessária.
É autor dos livros:
O inconsciente estético, 2001.
Editora 34 - 2009.
La fable cinématographique, 2001.
(Fábula cinematográfica)
Le destin des images, 2003.
(O destino das imagens)
Les scénes du peuple, 2003.
(As cenas das pessoas)
Malaise dans l'esthétique, 2004.
(Desconforto na estética)
La haine de la démocratie, 2005.
(Ódio a democrácia)
O espectador emancipado, 2008.
Martins Fontes - 2012.
Moments politiques:
interventions 1977 - 2009, 2009.
(Momentos políticos:
intervenções 1977 - 2009)
A partilha do sensível, 2000.
Editora 34 - 2005.
A noite dos proletários, 1981.
Companhia das Letras - 1988.
Os nomes da história,
Educ/Pontes - 1994.
Políticas da escrita,
Editora 34 - 1995.
O mestre ignorante, 1987.
Autêntica - 2002.
O desentendimento , 1995.
Editora 34 - 1996.
Clube de leitura em História e Filosofia da Educação:
História, Estética e Política em Jacques Rancière
Fernanco Vojniak
fernando.vojniak@uffs.edu.br
Ricardo Machado
ricardo.machado@uffs.edu.br
Paula Marisa Simon
paulamarisa.simon@gmail.com
Louis Althusser foi um filósofo marxista e é conhecido como teórico de ideologias. Seu ensaio mais conhecido é Ideologia e Aparelhos Ideológicos do Estado, que relaciona marxismo com psicanálise.
Maio de 1968 foi um movimento que começou com processos estudantis para pedir reformas nos processos educacionais. O movimento cresceu e acabou se fundindo com uma greve dos trabalhadores franceses.
O ano de 1968 é tido como um momento de ruptura política, estética e filosófica que influenciou profundamente o pensamento no ocidente.
Mas após os movimentos de maio 1968 começou a questionar essas ideias. Foi durante a criação da Universidade de Vicennes, na qual foi assistente de Michael Foucault no departamento de filosofia, que pensou nas questões do movimento de 68, já que a universidade era uma resposta a ele.
Apesar de distanciar-se do pensamento de Althusser e de Marx, nunca deixou de se considerar um homem de esquerda.
Full transcript